sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias O prêmio de Benite e a reformulação do Flamengo.

O prêmio de Benite e a reformulação do Flamengo.

Bala
na Cesta – Terminou a passagem de Vitor Benite no Flamengo. Como coloquei ontem
em primeira mão no Facebook, o ala-armador, entrevistado aqui semana passada e
destaque maior da seleção brasileira que ganhou o Pan-Americano em Toronto
(18,5 pontos), recebeu propostas do exterior e acertou a saída do rubro-negro.
Ainda
não se sabe ao certo o destino de Benite, mas cogita-se que o espanhol Murcia
(clube de Augusto Lima e ex-agremiação de Raulzinho) seja o favorito a
contratar o brasileiro, com o francês Limoges (ex-time de JP Batista) correndo
por fora na negociação. Nos próximos dias o atleta deve divulgar tudo, mas por
enquanto vale analisar a situação de duas formas.
Em
primeiro lugar, pelo jogador. Vitor Benite surgiu muito bem no Pinheiros, teve
duas ótimas temporadas em Franca, foi a Limeira e depois disso veio para o
Flamengo. Teve um primeiro ano muito bom, mas em sua segunda temporada sofreu
uma grave lesão no joelho (aqui). Ficava a dúvida sobre como seriam seus
próximos passos. Que vieram. E foram ótimos.
O ala-armador,
hoje com 25 anos, recuperou-se, foi peça fundamental do time no título mundial
(marcando o norte-americano Jeremy Pargo na final contra o Maccabi Tel-Aviv) e
terminou a temporada passada como um dos melhores jogadores da equipe campeã do
NBB. Veio o Pan, o rendimento melhorou ainda mais e ficou claro que Benite
chamaria a atenção do basquete europeu. Ser contratado por uma boa equipe (como
é o caso do Murcia, seu provável destino) é um prêmio pela sua recuperação,
pelo seu (alto) nível de exigência e também pela evolução acelerada dele nos
últimos anos. O basquete do velho mundo é melhor que o brasileiro, e não há mal
em um jogador muito bom (e jovem) querer testar novos cenários. É assim no
futebol também e enquanto o panorama de forças não mudar o Brasil perderá
sempre seus melhores valores. Faz parte do negócio.
Do
outro lado da equação está o Flamengo. Tricampeão do NBB, o time de José Neto
perdeu dois titulares (Nicolas Laprovittola e agora Vitor Benite) e dois
reservas (Cristiano Felício, que irá para o Chicago Bulls, da NBA, e Walter
Herrmann, contratado pelo San Lorenzo argentino) para a próxima temporada.
Contratou, e bem, Rafael Luz para o lugar de Laprovittola e JP Batista para a
rotação do garrafão, mas obviamente precisará trazer um jogador à altura de
Benite para a ala caso queira se manter entre os favoritos do NBB. O mercado
brasileiro está praticamente “fechado”, com poucas opções, e o natural é que a
diretoria rubro-negra busque algum atleta internacional.
Disputando
as principais competições nos anos da Era Neto (finais de NBB, Liga das
Américas, Mundial etc.), as peças principais ficaram visadas e chamaram a
atenção da Europa e também da NBA, abrindo buracos no elenco para a próxima
temporada.
Para o
rubro-negro é hora de se reinventar. Se reinventar com Rafael Luz, Marquinhos,
Gegê, Marcelinho, JP Batista, Olivinha e Jerome Meyinsse. A base está lá,
formada e fortíssima. Agora é hora de, para manter o alto nível, reforços
pontuais chegarem. Não é o cenário ideal, mas o Flamengo acaba “pagando” pelo
bom trabalho que tem feito nos últimos anos.

MAIS LIDOS

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...

Palmeiras x Flamengo é suspenso

O jogo entre Palmeiras x Flamengo, que iria acontecer neste domingo, está suspenso. O Sindiclubes, sindicato que representa os atletas do Rio, entrou na...

Surto na dupla Fla-Flu escancara realidade da CBF

Após o Flamengo apresentar um surto de covid-19, é a vez do Fluminense passar pela mesma situação. Na noite de ontem, nove jogadores testaram...

Escalação do Flamengo contra o Palmeiras

Mesmo com todas as tentativas do Flamengo, o Rubro-negro irá entrar em campo na tarde deste domingo, no jogo contra o Palmeiras. O confronto é histórico porque o...