Opinião: Chega de fingir que racismo não existe!

futebol

Na noite de ontem acompanhamos mais uma cena patética no futebol brasileiro. Mais um caso de racismo. Porém engana-se quem acredita que esse caso, em campo, não tenha qualquer relação com o que acontece fora dele. O futebol é uma extensão da sociedade, com seus pontos positivos e negativos, e o racismo está incluso. Mas o que chama a atenção não é a existência de um preconceituoso dentro de campo, que será punido como deve, e sim a reação de parte das pessoas em relação ao que aconteceu.

A frase “cala a boca negro” tem apenas um objetivo: o de menosprezo. Você já viu alguém dizer “cala a boca, branco” ou “cala a boca, pardo”? Já ouviu isso em algum lugar? Além disso, você acha normal uma pessoa que sequer teve qualquer contato com outra, chegar nela e a chamar de preto ou negro? Caso sua resposta seja sim, tem algo de errado em você e na sua concepção de vida.

O tratamento em tom de brincadeira, com apelidos, é até aceitável entre amigos ou conhecidos, desde que ninguém se sinta ofendido. Agora, absolutamente nada justifica chegar em uma pessoa que você sequer viu na vida e a chamar de negro, em tom totalmente pejorativo.

E sim, na noite de ontem o termo “negro” foi usado de forma pejorativa, de forma depreciativa. Não é muito difícil perceber a diferença entre uma brincadeira entre amigos e um comentário em tom de maldade. Não é mesmo!

Tudo hoje é racismo?

É provável que você já tenha escutado ou até falado isso. Afinal, “tudo” hoje é racismo? Eu particularmente não vejo que hoje somos os errados. O problema é que anos atrás nada era considerado racismo, sequer um empregador contratar brancos em cargos de apresentação ao público, pois não era “bem visto”. Sim, era bastante comum nos anos 80 e 90. Nessa época não aparecia ninguém para dizer que aquilo era um exagero, um absurdo, porque diabos nós hoje então queremos ditar o que é exagero ou não?

E afinal, o que isso tem a ver com futebol? Tudo!

Sim, tudo. Como disse no início, futebol é uma extensão da sociedade, e só conseguiremos desfrutar apenas dele, com respeito ao próximo, quando essa página da sociedade estiver virada. Caso contrário, iremos conviver com cenas patéticas como a de ontem.

Leia também: Mauro César: “Rogério Ceni na noite de ontem não foi covarde”

Veja também: Sub-20 vence o Corinthians na Gávea e está nas quartas de final do Campeonato Brasileiro

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.