Para especialista, balanço semestral do Fla surpreendeu.

Lancenet
– As demonstrações financeiras semestrais do Flamengo revelam resultados, assim
como do ano passado, extremamente positivos. O clube conseguiu manter o
controle dos custos com futebol e encerrou o primeiro semestre de 2015 com
superávit elevado.
Para
o Flamengo é fundamental produzir superávits, para ter mais recursos próprios e
depender menos de empréstimos e financiamentos.
Nos
primeiros seis meses de 2015 o superávit foi de R$ 37 milhões, frente aos R$ 39
milhões no mesmo período. Em todo o ano de 2014 o superávit chegou a R$ 64
milhões.
As
receitas atingiram R$ 173 milhões, um aumento de 1,5% frente ao registrado em
2014. Os direitos de transmissão foram os que mais cresceram e somaram R$ 76
milhões contra R$ 65 milhões de 2014. Outra fonte que contribuiu para a
evolução das receitas foram os patrocínios que saltaram de R$ 35 milhões nos
primeiros seis meses do ano passado para R$ 38 milhões em 2015.
Analisando
os custos é possível avaliar como extremamente austera a gestão do Flamengo.
Nos primeiros seis meses do ano, o futebol consumiu R$ 71 milhões, frente aos
R$ 80 milhões do ano passado. Não houvesse esse controle orçamentário o clube
não conseguiria arcar com suas demais obrigações, especialmente as fiscais.
A
dívida do Flamengo no primeiro semestre de 2015 atingiu R$ 661 milhões e em
dezembro de 2014 estava em R$ 698 milhões.
Receitas Flamengo- R$ milhões – 6 meses
2015
TV –
76
Bilheteria
– 16
Patrocínios-
38
Sócio
torcedor- 14
Clube
social e amador- 23
Transferência
jogadores – 0,5
Loterias-
1
Incentivos
fiscais- 2
Outras
– 1
Amir
Somoggi

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.