Para Kleber Leite, diretoria deveria ouvir a torcida do Flamengo.

Foto: Staff Image / Flamengo

KLEBER
LEITE
: Hoje, o título não poderia estar melhor colocado, até porque, o “tudo
errado” foi amplo, geral e irrestrito.

O
primeiro erro fica na conta do calendário e, em função disso, o Flamengo não
pôde contar com Guerrero e Trauco. Independentemente do valor individual destes
dois jogadores, o time fica mexido e, aqui pra nós, a distância dos que entram
para os que vão para a seleção peruana, é quilométrica…
O
segundo erro, este de lascar, foi o nosso principal jogador ter viajado no dia
do jogo, pelo fato de ontem, no embarque da delegação, Diego não ter se
apresentado com seu documento de identidade e, consequentemente, ter sido
barrado no voo.
Juro
que não lembro, ao longo da minha vida esportiva, como profissional de imprensa
e como dirigente, de nada parecido. E, que ninguém venha dizer que Diego chegou
e jogou. Ora bolas, se fosse bom viajar no dia do jogo, por que motivo então a
delegação viajou na véspera? Além de estar voltando, após longa inatividade,
Diego enfrentou um stress absolutamente desnecessário…
O
terceiro erro, de novo, a escalação do time. Meu Deus, depois do jogo contra o
Botafogo insistir com Éderson e, jogar – mais uma vez – com um só atacante
(???). Bem, quando Guerrero joga a colocação é válida. Com Damião, talvez “meio
atacante” fique mais de acordo com a realidade. E, de novo, Vinícius Júnior é
sub utilizado, entrando quando o time já estava entregue e, completamente pirado…
O
quarto erro, realmente grosseiro, do nosso goleiro. Este lance – decisivo –
praticamente definiu o jogo.
Aproveito
esta oportunidade para convidar os responsáveis pelo futebol do Flamengo no
sentido de que façam uma profunda reflexão. Eu, particularmente, até acho
dentro do futebol que se joga hoje no Brasil, Muralha, Márcio Araújo e Rafael
Vaz jogadores aproveitáveis.
Acontece
que, ao longo do tempo, aprendi que tudo no Flamengo é diferente e, quando não
há sinergia da arquibancada para o campo, insistir não é inteligente. Mesmo
achando até certo ponto um tanto injusto, como é assim que a banda toca, não dá
para insistir. Vamos perder tempo, tomar o tempo destes jogadores, perder
pontos preciosos e levar os torcedores à loucura. Em síntese, com os jogadores
que estão chegando, é hora de uma reciclagem no elenco. E rápido, antes que não
dê mais tempo para qualquer recuperação.
Com
certeza a pressão em cima do treinador Zé Ricardo vai aumentar. Como sei o
quanto é difícil julgar sem total conhecimento de causa, torço para que os
dirigentes que comandam o futebol do Flamengo tenham sensibilidade e coragem
para definir o que seja melhor para o clube. Para manter ou, trocar.
Que
São Judas os ilumine. Nesta quarta-feira, tudo errado. De novo…

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.