segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Paulinho volta a treinar com o grupo na segunda-feira.

Paulinho volta a treinar com o grupo na segunda-feira.

Globo
Esporte – O atacante Paulinho volta a treinar juntamente com o elenco
rubro-negro na próxima segunda-feira, segundo prognóstico passado pelo
departamento médico do Flamengo. Mas o camisa 26 vive ano complicado no
Flamengo. Participou de apenas 18 dos 45 jogos do time (40%). O número é baixo,
porém a conta é mais inexpressiva quando o assunto é “minutos em
campo”. Foram apenas 740 de 4.050 (18,2% – sem contar os acréscimos nesse
último caso) possíveis.
Após
romper o ligamento cruzado do joelho direito em 3 de setembro do ano passado,
durante vitória por 3 a 0 sobre o Coritiba, Paulinho ficou sem atuar por seis
meses. Voltou no amistoso que marcou a despedida de Léo Moura, no dia 4 de
março, contra o Nacional-URU (2 a 0). Ao começar a aquecer, os gritos de
“Vai, Paulinho” ecoaram com força no Maracanã. Entrou aos 23 do
segundo tempo e teve atuação discreta, mas empolgou a torcida.
Começou
a ensaiar boa recuperação nos três jogos seguintes de que participou. No
primeiro após o amistoso, anotou um golaço e foi muito bem na virada por 2 a 1
sobre o Volta Redonda. Participou da vitória sobre o Tigres e, nos 2 a 0 sobre
o Brasil-RS, abriu a contagem. Parecia que Paulinho “iria”. Dava
pinta de que engrenaria de vez. Apenas parecia.
O
declínio começou em jogo com o Vasco (2×1), no dia 22 de março. Entrou aos 20
do segundo tempo e acabou expulso 16 minutos depois em confusão na qual
Anderson Pico, e os vascaínos Guiñazu e Bernardo também foram mandados para o
chuveiro mais cedo. A partir daí, a coxa direita de Paulinho passou a gritar. O
problema o tirou dos quatro jogos seguintes. Voltou a campo contra o próprio
Cruz-Maltino, em 12 de abril, a essa altura já na semifinal, mas pouco fez em
34 minutos do empate por 0 a 0. Na partida derradeira entre os rivais, ficou
fora por lesão.
Se a
falta de sequência o fizera perder o status de xodó, más atuações contra
Náutico (1×1), Figueirense (1×2) e Corinthians (0x3), entre os meses de maio e
julho, o tornaram alvo da torcida, que o vaiou e xingou durante os referidos
jogos, sobretudo contra o Figueira. Em desembarque após vitória contra o Inter,
decidida pelo estreante Paolo Guerrero, foi ofendido por torcedores.
Paulinho
precisa voltar a jogar – e bem – para retomar o carinho dos rubro-negros. Em
2013, ano em que mais se destacou pelo Flamengo, atuou em 45 dos 69 jogos do
time. Mas é bom frisar: de sua estreia, contra o Campinense (no dia 15 de maio)
até a última partida da temporada, o Fla jogou 50 vezes (90% de utilização a partir
do primeiro jogo). Em 2014, participou de 30 dos 69 confrontos, mas a séria
lesão no joelho direito o tirou dos últimos 24 compromissos da equipe. Em 2015,
o mesmo problema o fez perder 11 jogos, mas o calcanhar de Aquiles de agora é a
coxa direita. Cortes de partidas durante o Brasileiro contra o Fluminense e
Santos, por exemplo, foram divulgados em cima da hora. Do Fla-Flu foi vetado na
concentração e sua ausência diante do Peixe foi comunicada 52 minutos antes de
a bola rolar.
E
agora: vai, Paulinho?

MAIS LIDOS

Agente se revolta e não descarta a saída de Lincoln

O Flamengo mediu forças diante do Palmeiras, na tarde deste domingo, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O time Rubro-negro foi a campo com...

Segundo Fábio Sormani, Flamengo usou de “laranja” para se beneficiar

Na tarde desta segunda-feira, o grande e responsável jornalista Fábio Sormani soltou mais uma daqueles declarações complicadas de se ingerir numa rede de televisão....

Presidente do Sport admite interesse em contratar atacante do Flamengo

O Flamengo possui uma das bases mais qualificados do futebol sul-americano. O Rubro-negro se acostumou a fazer grandes negócios com o mercado da Europa,...

O Brasil é de fato, a terra da hipocrisia

Toda a polemica envolvendo a partida do Flamengo domingo, diante do Palmeiras, mostra além da forma como cada dirigente só pensa em seu umbigo,...