Paulo Sousa enlouquece a nação ao explicar motivo que o fez deixar a Polônia para treinar o Flamengo

#flahoje #flamengo #mengo #mengão #sempreflamengo #flamengoatemorrer #issoaquiéflamengo #vaipracimadelesmengo #vamosflamengo #issoaquieflamengo #acimadetudorubronegro #rubronegro #umavezflamengo #flamenguista #maiordomundo #crf #srn #fla #raça
a#flahoje #flamengo #mengo #mengão #sempreflamengo #flamengoatemorrer #issoaquiéflamengo #vaipracimadelesmengo #vamosflamengo #issoaquieflamengo #acimadetudorubronegro #rubronegro #umavezflamengo #flamenguista #maiordomundo #crf #srn #fla #raça

Paulo Sousa fechou contrato com o Flamengo por duas temporadas após romper com a Seleção Polonesa, tendo inclusive se disposto a pagar a multa rescisória do seu próprio bolso para ficar livre para trabalhar no time carioca. Porém, se do lado do rubro-negro existe uma espécie de euforia em relação a chegada do português, do lado polonês o técnico vem sofrendo muitas criticas pela forma que ocorreu o desligamento, já que os polacos estavam prestes a disputar uma vaga na Copa do Mundo do Qatar.

Em entrevista a emissora RTP, Paulo Sousa explicou o motivo que o fez aceitar o projeto proposto pelo Flamengo e tratou o time carioca como o maior clube do mundo.

“A explicação [para deixar a seleção polonesa] é que eu tomo decisões e eu sempre demonstrei que não tenho receio em tomar decisões. Esta foi minha decisão exclusivamente para treinar o maior clube do mundo. É um projeto que acabou. Estou muito focado no que é o Flamengo, a exigência e este desafio extraordinário”.

Mesmo estando no comando de uma seleção europeia com chances de conseguir uma vaga na Copa do Mundo, Paulo Sousa sinalizou positivamente ao Flamengo desde a primeira abordagem dos dirigentes rubro-negros. Dito isso, o técnico sabe que tem pela frente um grande desafio, que é atender as expectativas da nação e fazer o time voltar a conquistar os principais troféus do Brasil e do continente.

“Apareceram vários clubes durante o período em que eu treinei a seleção polonesa, mas não apareceu ‘um Flamengo’. Meu desafio é conquistar para poder, cada vez mais, unir este universo que é o Flamengo”.

Em 2021, quando era comandado por Renato Gaúcho, o Flamengo passou em branco e não conquistou títulos importantes, apesar de ter terminado na segunda colocação no Brasileirão, vice-campeão da Libertadores e semifinalista na Copa do Brasil.

Avatar of Romário Carvalho
Um amante do futebol. Mais um escritor com paixão por acompanhar o futebol de todo o Brasil e do mundo. Com trabalhos em outros portais, estou colaborando com o Fla Hoje nesse grande projeto.