domingo, setembro 20, 2020
Início Notícias PC Caju vendeu medalha de 70 para comprar cocaína.

PC Caju vendeu medalha de 70 para comprar cocaína.

ESPN –
Ex-campeão da Copa do Mundo de 70 com a seleção brasileira, Paulo Cézar Caju
revelou na última sexta-feira ter vendido a medalha que ganhou do torneio, além
de uma miniatura do troféu Jules Rimet, para financiar a compra de cocaína.

“Necessitava
da droga. Você perde a noção total do que está fazendo. Você não tem
equilíbrio”, disse em entrevista ao canal Globonews em teaser de programa
que ainda não foi ao ar.
O meia-atacante,
que era reserva da seleção liderada por Pelé, também revelou que perdeu três
apartamentos para pagar suas dívidas pelas drogas.
Ele,
no entanto, afirma estar completamente reabilitado e há 15 anos não toma sequer
uma gota de álcool ou qualquer substância ilícita. Caju ainda aconselhou às
pessoas que “não se atrevam a provar, porque são mortais.”

Hoje
aos 65 anos, o ídolo de Botafogo e Grêmio se aposentou em 1983 no time tricolor
gaúcho. Caju ainda atuou por Flamengo, Fluminense, Vasco, Corinthians, pelos
franceses Olympique de Marselha e AS Aix, além do americano California Surf.
Pela seleçao brasileira, ele marcou 10 gols em 57 jogos e 10 anos com a camisa
amarela.

MAIS LIDOS

Renato Gaúcho fala da goleada sofrida pelo Flamengo

O Flamengo está vivendo o seu pior momento na temporada. Após a saída de Jorge Jesus, o Rubro-negro investiu em Dome Torrent, entretanto, o...

Zagueiro do Del Valle revela pedido dos jogadors do Flamengo

O Flamengo foi humilhado pelo Del Valle na quinta-feira passada, em jogo da Libertadores da América. O Rubro-negro não viu a cor da bola e, por...

Entrevista de Marcos Braz não responde muita coisa

Marcos Braz deu sua entrevista coletiva neste sábado para falar sobre a derrota do Flamengo na quinta-feira e quais seriam as consequências dela. Mas...

Em coletiva, Braz banca permanência de Domenec

A tão aguardada coletiva de imprensa online de Marcos Braz na tarde deste sábado ocorreu a pouco, o tema principal, Domenec. Braz aproveitou a...