sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Por um alto desempenho.

Por um alto desempenho.

BUTECO
DO FLAMENGO – “Todo bom desempenho começa
com objetivos claros.” –
Ken Blanchard

E lá fomos nós, torcida do Flamengo,
agraciados com mais um “espetáculo” global de má conduta profissional
por parte de jogadores do Flamengo, já reconhecidos como parte de um grupo de
boêmios pejorativamente alcunhado de “Bonde da Stella”, em alusão a
famosa foto em que apareciam com uma garrafinha da cerveja Stella Artois na
mão. No que pese demonstrarem bom gosto na bebida, são jogadores de futebol de
uma grande equipe de Série A, não só grande, como o time de maior torcida do
mundo! De forma frequente, dizem, este mesmo grupo aparecia em diversas
comemorações, casas de show e outros tipos de entretenimento.
Bem,
sabemos que a atividade profissional de jogador de futebol pode ser considerada
de extrema competitividade. A grande e vasta maioria dos profissionais estão
longe dos grandes centros. Considerando um universo de cerca de 30.000
jogadores (http://extra.globo.com/esporte/triste-realidade-no-brasil-82-dos-jogadores-de-futebol-recebem-ate-dois-salarios-minimos-6168754.html)
cerca de 82% destes jogadores recebiam até 2 salários mínimos. E quantos destes
jogadores têm oportunidade de compor o elenco dos chamados outrora ” Clube
dos 13″, que, considerando uma media de 30 jogadores profissionais por
clube, teríamos 390 jogadores, pouco mais de 1% do total.
São
jogadores da elite do futebol brasileiro. Que envolve quantias milionárias dado
o interesse cada vez maior no país pelo entretenimento que o futebol
proporciona. Estes clubes estão envoltos em um ambiente de competitividade
extrema em relação a outros clubes, buscando o diferencial em termos de
performance técnica, física e tática. Mas consegue-se isto sem disciplina no
elenco? Com jogadores desmotivados, que nitidamente correm para não chegar, não
apertam a marcação, recusam passes a companheiros melhores localizados,
deixando o jogo correr frouxo?
Não.
Obviamente que não. Quando acontece isto não se atinge o alto desempenho. E
como se chega a ele? Entre diferentes estudos, um deles (Quatro catalisadores
para equipes de alto desempenho) afirma que uma equipe o atinge quando sua
liderança ativa quatro catalisadores essenciais:

– Confiança:
Quando a expertise da liderança é percebida, há crédito às indagações e no
cumprimento das palavras. Uma equipe com relação de confiança entre liderança e
liderados alcançam altos níveis de desempenho mais rapidamente.

– Comprometimento: Senso
de responsabilidade, disciplina em atender normas e processos. Manter uma
equipe altamente comprometida é mérito da liderança.

– Conhecimento: Vai
além dos saberes funcionais e técnicos, engloba visão sistêmica do processo a
que está envolvido, alinhamento dos membros em termos de obtenção de
conhecimento, inteligência emocional, capacidade de aprendizagem coletiva.

– Significado:
Alinhamento de propósito. Cria o vínculo emocional para um desempenho em grupo
muito além das capacidades isoladas dos membros da equipe.
Pois
bem, verificamos ao menos em relação a estes catalisadores listados que o
Flamengo, ou sua liderança de futebol, está longe de conseguir ativar qualquer
um deles. Jogadores não tem confiança no treinador, sequer um no
outro…comprometimento nem preciso dizer, é inexistente…Na minha opinião nem
técnico nem jogadores estão interessados em obter ou colocar em prática mais
conhecimento de jogo, de variação tática, etc .Os jogadores não sabem o que
significa jogar no Flamengo ou sequer seu objetivo para este semestre. O
propósito de boa parte deles é se divertir.
Como
conseguir?
Primeiro,
como fez, isolando um subgrupo símbolo da problemática. Pode não ter pego
“todos”. Este Bonde tem mais vagão, mas ao menos, força o grupo a se
olhar. A se conhecer. Ao mesmo tempo que em situação de crise os objetivos
passam a ser mais focados. Jogadores têm a ciência que o grupo não está
agradando. Apareceu o problema na mídia e isto não só pode causar problemas
profissionais porque atinge diretamente suas imagens, como familiares, pelo
clima de devassidão demonstrado nas reportagens.
Segundo,
estabelecendo uma relação de confiança. É preciso que os jogadores confiem na
liderança. Que ela não tolerará mais atos de descomprometimento, que o técnico
escalará jogadores não mais baseado em panelas ou simpatias pessoais, se é que
acontece. Confiança que o Flamengo é uma instituição séria. Não é para fazer
esbórnia. Sendo assim se consegue o comprometimento que haverá força de vontade
de jogar de forma profissional com o melhor desempenho possível, pois se
conhecerá o “Significado” do que isto representa para o Flamengo
neste momento e para o ano que vem, em termos de competição.
Evidente
que para atingir o alto desempenho não só os catalisadores devem ser ativados
pela Liderança, como a própria Liderança deve ser capaz de ativá-los…isto é,
a Liderança deve… Liderar. Deve inspirar, levar a equipe atingir as metas,
inspirar confiança, mostrar a expertise necessária, impor normas e disciplinas,
correções de rumo quando preciso. Criar um clima de confiança mútua entre todos
os membros da equipe. E no futebol temos liderança executiva, gerencial e
técnica, no qual dirigente amador voluntário é colocado pelo clube a
supervisionar e lidar com o assunto, que envolve relação de poderes bem
complexas.
Enfim,
como fazer então com que o Flamengo passe a condição de alto desempenho nesta
estranha relação de amadorismo com profissional?
Releia
o que escrevi no início. Comece com objetivos claros. O diretor executivo deve
tê-los em mente, cobrados pela direção amadora eleita para a governança, e
através destes objetivos servir de norte para criação de metas, contratação de
recursos, nível de cobrança e busca de comprometimento do elenco e profissionais
sob seu comando para atingi-los.
Claro
que não é tão simples. Mas…tenha objetivos claros.
Por
Flavio H Souza
twitter:
@PedradaRN

MAIS LIDOS

Fla hoje: Zagueiro se aproxima de deixar o Flamengo

É de conhecimento de todos a excelente categoria de base que o Fla hoje possui. Nos últimos anos, Vinicius Junior, Reinier e Paquetá foram...

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...