terça-feira, setembro 29, 2020
Início Notícias Primeira Liga fica próxima de ser incluída no Calendário da CBF.

Primeira Liga fica próxima de ser incluída no Calendário da CBF.

Foto: Daniel Mundim

GLOBO
ESPORTE
: A Primeira Liga deu mais um passo para entrar no calendário oficial da
CBF em 2017. Após definir o mínimo de sete datas para a próxima edição do
torneio, com 16 clubes – o Juventude seria o 16º membro -, o presidente do
grupo, Gilvan de Pinho Tavares, se reuniu com a cúpula da entidade máxima do
futebol brasileiro para ampliar o diálogo de aproximação. O entrave está no
calendário. Os membros da Liga querem 19 datas para o torneio e estaduais. A
articulação agora será com as federações.

– Foi
uma reunião boa, já sabia que seria. A gente procurou tomar decisão que não
fosse contrariar o pensamento da CBF. Temos que fazer as coisas em conjunto
para que ninguém atropele o outro. A Liga é produto muito bom para os clubes
porque, agregado aos estaduais, pode trazer receita grande. Sabemos
perfeitamente que o Paulista, o Carioca, têm mercado muito maior fora dos
estados do que Mineiro, Gaúcho, Catarinense, Paranaense. Mas os jogos
combinados entre esses clubes podem trazer receita igual à do Paulista.
Queremos isso. E a CBF é inteiramente favorável a isso – declarou Gilvan.
Segundo
Gilvan, a proposta da Liga é que os estaduais tenham 12 datas, e a competição
regional conte com sete, como proposto na assembleia desta quarta. A proposta
já está sendo discutida no Grupo de Trabalho para o calendário do futebol do
Comitê de Reformas da CBF. A adequação implica em mudanças nas fórmulas dos
estaduais. O Campeonato Carioca, por exemplo, teve seu regulamento alterado em
2016. Para cumprir o Estatuto do Torcedor, o torneio do Rio de Janeiro teria
que repetir a fórmula em 2017. Mas Gilvan segue otimista.  

Receberam (CBF) muito bem e estão viabilizando isso da forma que tem que ser.
Desde que não fira a legislação do esporte, o Estatuto do Torcedor. Os
paulistas têm 19 datas, devem reduzir. Por que Liga e estaduais não podem fazer
as duas competições com essa quantidade? A gente está com o pensamento de fazer
um produto que vai ser bom para televisão, torcedor, aumentar receita para os
clubes e não vai contrariar pensamento da CBF e nem dos outros clubes do
Brasil. Estamos tentando fazer 12 datas para os estaduais e sete para a Liga.
Estamos tentando compatibilizar isso. As federações têm que estar junto com os
clubes, e isso é bom para os clubes – argumentou o presidente do Cruzeiro.

MAIS LIDOS

Flamengo é a aposta do SBT para bater recorde de audiência

Após a rescisão de contrato da Rede Globo com a Conmebol, o SBT é a opção para transmissão de jogos em tv aberta. Nesta...

De volta? Diego Alves treina com bola no Ninho do Urubu

Diego Alves sofreu lesão no ombro na partida contra o Santos pelo Campeonato Brasileiro - onde a equipe acabou com um empate em 1...

Zico faz duras críticas a CBF por realização de Palmeiras x Flamengo

Em seu canal do YouTube, Zico, considerado o maior jogador da história do Flamengo, deu seu ponto de vista sobre tudo que envolveu os...

Bruno Henrique entra na mira do Fenerbahçe 

O Flamengo viu aumentar consideravelmente o assédio pelos seus atletas após a temporada quase perfeita no ano passado. Um dos nomes que foi mais...