Qual Armero chega ao Flamengo?

Por: Fla hoje

Globo
Esporte – Pablo Armero foi apresentado como importante reforço do Flamengo para
a sequência da temporada. O lateral-esquerdo já era conhecido no Brasil por
conta da boa passagem pelo Palmeiras em 2009 e 2010 e também pela participação
positiva que teve com a Colômbia na Copa do Mundo do ano passado, afinal, era
titular absoluto do time que chegou até as quartas de final e foi eliminado
pela seleção brasileira. Nos últimos clubes por que passou, no entanto, a
situação foi bem diferente. Foi pouco aproveitado no Napoli-ITA e,
principalmente, no West Ham-ING e no Milan. Nestes dois, somados, jogou apenas
13 vezes entre 2014 e 2015. O Flamengo é uma grande oportunidade para Armero
voltar a se sentir bem no dia a dia, e não somente quando está com a seleção
colombiana.
– Ele
quer o espaço dele, quer jogar. Estava no Milan, que é um grande clube, mas não
iria se acomodar. Ele vem para o Flamengo para jogar, ter condições de fazer o
que mais gosta, que é buscar títulos. Não é um jogador que vai se acomodar por
estar num grande clube, ficar no banco e apenas cumprir o contrato – disse o
empresário do atleta, Luciano Ramalho.
Revelado
pelo América de Cali-COL, onde fez 151 jogos entre 2004 e 2008, Armero foi
contratado pelo Palmeiras em 2009. Participou de 80 partidas pelo Verdão nos
dois anos seguintes e se destacou. Em setembro de 2010, assinou com o
Udinese-ITA, onde fez 90 jogos. O colombiano teve grande temporada por lá em
2011/2012, quando foi considerado um dos melhores laterais-esquerdos do
Campeonato Italiano, mas foi perdendo espaço aos poucos na sequência.
Em
janeiro de 2013, Armero foi emprestado ao Napoli, que exerceu o direito de
compra ao fim daquela temporada mesmo com o jogador sendo reserva e entrando
normalmente no decorrer das partidas. A saída do treinador Walter Mazzarri, que
colocava Armero para atuar de ala no esquema 3-5-2, e a chegada de Rafa Benítez
não foram boas para o atleta, que passou a ser pouquíssimo aproveitado e a ver
o compatriota Zúñiga sendo improvisado na lateral esquerda. Foram 33 jogos em
um ano de Napoli. A solução poderia ter sido o empréstimo para o West Ham, mas
não deu certo. Em seis meses de Inglaterra, Armero atuou somente cinco vezes.
A CARREIRA DE ARMERO:
Colômbia
– 63 jogos (desde 2008)
América
de Cali – 151 jogos (4 anos)
Palmeiras
– 80 jogos (2 anos)
Udinese
– 90 jogos (2 anos)
Napoli
– 33 jogos (1 ano)
West
Ham – 5 jogos (6 meses)
Milan
– 8 jogos (7 meses)
Total
de gols: 15
A Copa
do Mundo, então, foi o alento que Armero precisava. Com boas atuações e
dancinhas no estilo “Armeration” para comemorar gols da Colômbia, o
lateral voltou a ter destaque e foi recontratado pelo Udinese, com quem tem
contrato até o meio de 2017. Mas ele nem chegou a jogar novamente em Udine, uma
vez que o clube acertou seu empréstimo para o Milan. A vida em Milão, no
entanto, também não foi como o lateral esperava. Desde agosto no time
rossonero, fez apenas oito jogos.
– No
Napoli ele chegou no meio da temporada. No West Ham chegou numa situação também
de meio de temporada, teve certa dificuldade de adaptação. No Milan a gente
pensou que ele teria continuidade, mas lá não foi só ele, você vê como o time
não está bem no campeonato (é oitavo no Italiano). Nós achávamos que seria
diferente. Respeitamos o trabalho do treinador Inzaghi, tem suas preferências,
mas com ou sem Armero o Milan está numa situação desconfortável – afirmou
Luciano Ramalho.
Colômbia, porto seguro de Armero
Com
pouco espaço nos últimos clubes por que passou, Armero tem na Colômbia seu
porto seguro. Peça importante no forte time que também conta com James
Rodríguez e Falcao García, o lateral-esquerdo tem grande representatividade em
seu país. Constantemente convocado, acumula 63 jogos pela seleção. É o caminho
inverso do que acontece com grande parte dos jogadores.
– Às
vezes o atleta está bem no clube, e na seleção não consegue dar sequência. Com
o Armero é diferente. Ele até teve certa dificuldade nos clubes, mas na seleção
continua dando sequência – declarou o empresário.
Resta
saber qual Armero chega ao Flamengo: aquele que teve pouquíssimas oportunidades
no Milan e no West Ham, ou aquele que é um dos pilares da seleção colombiana? A
torcida do Flamengo poderá fazer sua análise a partir da próxima semana, quando
ele volta ao Brasil após ajeitar a mudança vinda da Itália. Aos 28 anos, o novo
camisa 2 da Gávea, que chega para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa
do Brasil, ainda não sabe quando poderá fazer sua estreia, mas garante que está
em forma.
– Eu
treino sempre, todos os dias. Sou tranquilo. Continuei treinando com o grupo do
Milan. Estarei à disposição da comissão técnica quando precisarem de mim.

MAIS LIDOS

Após vexame, Renato Gaúcho volta a falar do Flamengo e revolta torcedores

O Grêmio jogou na noite deste domingo diante do Palmeiras, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time gaúcho não conseguiu...

Rei do Vexame: Renato Gaúcho vira alvo da torcida do Fla após vexame

O Palmeiras jogou na noite deste domingo diante do Grêmio, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time paulista já tinha...

Abel Braga ainda reclama da arbitragem no jogo contra o Fla

Após vários trabalhos ruins seguidos, o técnico Abel Braga chegou sem muita expectativa no Internacional. Entretanto, ele conseguiu fazer um bom trabalho a seu...

Torcida se encanta com Ramon e mandam recado para Renê

O Flamengo jogou na noite deste sábado, diante do Macaé, em jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-negro conseguiu vencer com...