quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Relembra passagens curtas de argentinos no futebol brasileiro.

Relembra passagens curtas de argentinos no futebol brasileiro.

Foto: Divulgação

ESPN:  Mascherano não teve uma passagem ruim pelo
Corinthians. Mesmo com menos de 30 jogos pelo clube, foi campeão brasileiro em
2005.

– Carlos
Tevez ficou pouco mais de um ano no Corinthians. Mas foi o suficiente para o
argentino virar ídolo da torcida alvinegra.
– Escudero
vestiu a camisa do Corinthians por pouco mais de um ano. Sofreu com uma séria
lesão no joelho. Mesmo assim, esteve no elenco campeão de 2009.
– Defederico
chegou ao Corinthians como promessa, mas pouco atuou pelos paulistas. Foram 36
jogos entre 2009 e 2010.
– Após
a chegada de Gareca ao Palmeiras, Tobio foi contratado pelo clube em 2014. Em
2015, foi emprestado ao Boca, voltando ao Palmeiras esse ano.
– Mouche
também foi contratado pelo Palmeiras no meio de 2014. Sofrendo com lesões, o
atleta nunca engrenou uma boa sequência. Acabou emprestado em 2016.
– Hernán
Barcos defendeu o Palmeiras na temporada de 2012. Foi campeão da Copa do Brasil
(não jogou as finais) e rebaixado no Brasileiro.
– Naturalizado
italiano, o argentino Cristian Ledesma teve passagem relâmpago pelo Santos:
chegou em 2015 e saiu em 2016.
– Mariano
Tripodi também não vingou no Santos. Jogou no clube por seis meses e foi
emprestado para Vitória e Atlético-MG.
– Criado
no Barcelona B, Maxi Rolón chegou ao Santos no começo de 2016. Jogou apenas
cinco vezes, sempre como reserva, e rescindiu em julho.
– Leandro
Zárate teve uma passagem para se esquecer no Botafogo em 2008: problemas com o
peso somados a problemas extra-campo.
– O
zagueiro argentino Alexis Ferrero esteve no Botafogo em 2008. Foi vice-campeão
da Taça Guanabara e depois sofreu com lesões e outros problemas.
– Lateral
Monzón esteve no Fluminense por empréstimo em 2013: poucas atuações pela equipe.
– Manuel
Lanzini jogou no Fluminense entre 2011 e 2012. Teve participação no título do
Brasileiro de 2012.
– Abelairas
chegou ao Vasco em 2012. Na época, não jogava uma partida oficial há dois anos.
Também não vingou no clube.
– Emanuel
Biancucchi jogou 30 vezes pelo Bahia, mas quando chegou ao Vasco, em 2015, não
rendeu. 10 partidas antes de ir para o Ceará.
– Leandro
Chaparro fez apenas dez jogos (sem gols) pelo Vasco entre 2011 e 2012 e acabou
dispensando no fim do contrato.
– Calleri
chegou ao São Paulo em janeiro de 2016, foi artilheiro da Libertadores, mas já
deixou o clube. Nos poucos meses, o argentino se tornou ídolo.
– Argentino
Adrian González chegou ao São Paulo em 2009, até foi titular, mas foi embora em
2010 sem deixar saudades.
– Contratado
com pompas em 2013, o consagrado lateral esquerdo Clemente Rodríguez jogou só
três jogos em dois anos pelo São Paulo.
– Ameli
chegou ao São Paulo em 2002, fez apenas 14 partidas e fechou com o River Plate
em janeiro de 2003.
– Contratado
pelo Flamengo em 2007 por empréstimo, Hugo Colace fez poucos jogos e, no ano
seguinte, foi para o Barnsley, da Inglaterra.
– Rubens
Sambueza chegou ao Flamengo em 2008 por empréstimo e recebeu a camisa 10.
Porém, enfrentou lesões e nunca conseguiu empolgar.
– Hoje
no Racing, o goleiro Saja foi titular do Grêmio de Mano Menezes em 2007. Pelo
clube gaúcho, ele foi vice da Libertadores ao perder para o Boca.
– Contratado
junto ao Dínamo de Kiev, Facundo Bertoglio chegou como promessa ao Grêmio, em
2012. Sofreu com lesões e só jogou 21 partidas.
– Damián
Escudero chegou ao Grêmio em 2011, fez 42 jogos. Em 2012, no Atlético-MG,
apenas 40. O argentino só ganhou espaço no Vitória, em 2013.
– Promessa
do San Lorenzo, Alan Ruiz  fez 40 jogos
pelo Grêmio em 2014. Ficou marcado ao marcar duas vezes em um Gre-Nal vencido
por 4 a 1.
– Lisandro
López fez 39 jogos e marcou 10 gols com a camisa do Inter. Ele ficou no clube
durante a temporada 2015.
– Artilheiro
no Newells, Scocco parecia aposta certa quando chegou ao Inter, em julho de
2013, por US$ 6,5 mi. Marcou apenas 4 gols em seis meses.
– Ídolo
no Boca Juniors, Abbondanzieri disputou a temporada 2010 pelo Internacional. Já
experiente, entrou em campo apenas 29 vezes.
– 20
jogos no Cruzeiro, 15 por Coritiba e Fluminense. Martinuccio prometia ao chegar
no Brasil, em 2012, mas ficou longe do que era esperado.
– Contratado
do Porto, Sebastián Prediger ficou quatro meses no Cruzeiro e nenhum jogo
disputado com a camisa do clube.
– Otamendi
passou pelo Atlético-MG pois só poderia atuar pelo Valencia em julho de 2014. A
passagem foi apagada. Foram 19 jogos em Minas.

MAIS LIDOS

Jordi Guerrero recebe eleogios da torcida: ”Fica”

A vitória do Flamengo por 4 a 0 foi muito comemorada pelos torcedores nas redes sociais. Com o resultado, o Fla se garantiu nas...

Libertadores: Gerson cutuca o Del Valle após goleada

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro não tomou conhecimento do rival, vencendo...

Audiência do Flamengo no SBT vence a Globo; veja os números

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. Diferentemente do jogo de ida...

Torcedores invadem perfil do Del Valle e devolvem provocações após goleada

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O torcedor do Rubro-negro ficou preocupado com o...