Rituais.

Por: Fla hoje

Buteco
do Flamengo – 1º ATO

17 de
Junho.
Depois
de 4 meses, tempo de regressar ao Brasil. Passagens compradas, saindo de San
Juan 17h00 para Miami a tempo de pegar o voo das 21h50 para Guarulhos. Chegada
07h00 da sexta 19 de junho. Sábado Flamengo x CAM no Maracanã. Instigado por
amigos, começo a analisar a possibilidade de ir ao Rio antes de ir pra casa.
Havia voo saindo de Guarulhos para o Rio às 11h00. O que poderia ser mais
conveniente? Chegar sexta-feira a tempo do almoço regado a um bom chope no Rio
de Janeiro. Isso sim é forma de se chegar no Brasil! Passagem para o Rio
comprada, ingresso comprado por internet, tudo se encaixando perfeitamente. Ah,
a vida não pode ser muito melhor que isso…

18 de
junho.
No
guichê da American Airlines do aeroporto de San Juan, sou informado que o voo
estava atrasado por “problemas técnicos” em 1h30. Isso faria com que eu
perdesse a conexão original em Miami. Meu voo passaria a ser o das 23h00.
Chegada em Guarulhos prevista para 10h30. Impossível conseguir pegar meu voo
para o Rio! Ligo para a Azul imediatamente e consigo trocar a passagem para o
dia seguinte, sábado, sem custos, porque ainda não haviam se passado 24 horas
da compra. Ufa! Problema resolvido, em termos. Ah, faltava cancelar o airbnb de
sexta no Rio. Mais um whatsapp e tudo certo.
19 de
junho.
No
aeroporto pego um carro e vou para a casa de amigos em Sorocaba. Isso é uma das
coisas que gosto de fazer quando viajo entre países: alugar um carro e cair no
trânsito. Tratamento de choque para dar-se conta de que vc está sim no novo
país. Depois de 4 meses dirigindo carros grandes com transmissão automática em
highways com pistas largas e bem pintadas, alugar um Golzinho sem nem sequer
direção hidráulica e sair dirigindo pela Dutra rumo a São Paulo, com
motoqueiros zunindo entre carros, até chegar na Marginal Tietê com chuva e
trânsito correspondente é uma experiência reveladora. Já de calção e chinelos
na casa dos amigos, churrasco, cerveja, e boa conversa preenchem o que quedava
da sexta-feira. Ah, antes de dormir entro em contato com os butequeiros do Rio
para ver quem ia ao jogo: um no show do irmão, outro num casamento na Barra,
outro noutro casamento, o amigo que me instigou a vir não atendia o telefone…
ninguém.  Esquisito.
20 de
junho.
Pulo
da cama 04h00 para pegar o carro e cair na estrada a tempo de passar por São
Paulo antes do rush. Chego em Guarulhos com bastante tempo até o voo, sem
grandes sustos. Confirmo com a galera do Rio se ninguém mesmo vai no jogo…
nada. Chego no Rio e vou direto para um hotel no Flamengo deixar minhas coisas.
Olho o relógio, não há muito tempo para o ritual de tomar uma cerva no butequim
do vascaíno onde sempre almoço antes dos jogos para ouvir ele dizer que “hoje o
Flamengo perde, esse time é muito ruim, escuta o que te digo”. Pulei essa etapa
e corri direto para o Maracanã para retirar o ingresso (na hora de comprar meu
cartão estava inativo). Com ingresso na mão, passei no Chico’s para ver se via
algum rosto conhecido, nada. Fui ao Cantinho dos Amigos, pelo menos lá é
butequim de responsa, todo mundo conversa com todo mundo. Tive meu desjejum e
almoço: uma rabada. Mas não teve ENBuF dessa vez. Estava estranho, tudo
diferente das outras vezes, nada do velho ritual se repetia… mas deixa pra
lá, estava na hora de entrar no Maracanã.
2º ATO
11 de
julho
Inverno
em Santa Catarina. Frio e chuva o tempo todo. Estreia do Guerrero no Maracanã
confirmada para o jogo contra o Grêmio dia 18 de julho, em uma semana. Calor no
Rio, céu azul. Decido e compro ingresso e passagem aérea. Ainda um pouco
ressabiado com o fiasco da última viagem ao Rio, entro em contato com a turma
do Buteco para ver quem iria ao jogo. Começam as confirmações. Sugiro chopes na
véspera, almoços, e alguém sempre pode uma coisa ou outra.
16 de
julho
Chego
ao Rio. Clima maravilhoso. Me hospedo num airbnb em frente a um pé-sujo no
Flamengo. Já começa tudo certo.
17 de
julho
Almoço
com o mito Henrin Bueno. Conversa agradabilíssima regada a chope. Happy hour
com membro do time do Bap, tentando entender um pouco a visão deles do cenário
eleitoral.
18 de
julho
Passo
no bar do vascaíno. Ouço que hoje com Guerrero e tudo Flamengo perde, porque o
time é muito ruim. Norske passa para me pegar no botequim. Me leva ao Maracanã.
Encontramos com o Luiz Mengão Eduardo. Encontramos com o Luiz Filho. Chega o irmão
do LME. Norske sai e volta com seu irmão também. Cervejas e petiscos. É o III
ENBuF, cada edição melhor. Hora do jogo quase, cerveja ainda cheia, saímos de
garrafão na mão (não vou citar nomes) bebendo e cantando felizes pelas ruas que
levam ao Maracanã. Está tudo certo, de novo.

PS:
Sou um pacifista. Totalmente contra qualquer tipo de violência. Mas tinha um
maluco com a camisa do Grêmio na leste inferior perto de mim. Fiquei de olho no
malandro. Grêmio atacava o maluco ficava de pé sozinho gritando uhhhhh. Juiz
marcava falta pro Fla ele levantava xingando o juiz e com as mãos erguidas
fazendo sinal de roubo. Seguramente influenciado pelo papo do ENBuF, levantei e
gritei pro cara: ‘irmão, a torcida do Grêmio é lá na sul, aqui é área mista e
vc pode ficar aqui, mas sentado e calado. Quer torcer pro grêmio vai pra sul.
Aqui não, beleza?’ O cara quis resmungar algo de ‘que é isso, que absurdo’ mas
geral já estava puto e ajudou a enquadrar o maluco que ficou pianinho até o fim
do jogo. LME e BCB ficariam orgulhosos de mim!
PS2:
Ontem me foi dada a imensa honra de indicar a Lu Mattos para o Só-Fla. Um misto
de sentimentos: ver a Lu se tornar oficialmente parte do Flamengo, com a
associação Off-Rio; me sentir importante no processo por indicá-la; e acima de
tudo a imensa generosidade do Luiz Filho que podia ter feito isso mas me pediu
para fazer, me dando essa honra. Juntos estamos construindo um novo Flamengo.
Arbak
Apuhc

MAIS LIDOS

Jorge Jesus não esquece do titulo do Mengão e surpreende

O Flamengo ganhou na última semana o titulo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca conquistou o seu oitavo titulo do Brasileirão, algo que foi...

Vasco estuda proposta para contratar atleta do Flamengo

O Flamengo tem hoje o principal elenco do futebol sul-americano. Com tantos atletas de qualidade a disposição, o time carioca costuma não dar muito...

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo: O Flamengo joga na noite desta terça-feira na estreia do Campeonato Carioca. O confronto terá transmissão do Facebook...

Flamengo descarta a chegada de zagueiro da Seleção

O Flamengo possui um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Com tantos investimentos nos últimos anos, o Rubro-negro continua sendo alvos constantes de especulações....