segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Rubens Lopes vê Sul-Minas-Rio ilegal e defende o Vasco!

Rubens Lopes vê Sul-Minas-Rio ilegal e defende o Vasco!

GLOBO
ESPORTE – No dia em que a CBF voltou atrás da decisão de autorizar a disputa da
Copa Sul-Minas-Rio, o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro
(Ferj), Rubens Lopes Filho, abriu fogo contra grupo cuja duas de suas
lideranças são Flamengo e Fluminense. Disse que a competição é ilegal e a
tratou como “coisa pirata”.

Antes de entrarmos no ponto de discussão se o campeonato X vai ser melhor do
que o Y, se a “liga tal” vai ser melhor, temos que começar pela
legalidade da matéria. Foi o que fizemos. A criação dessa competição é
totalmente ilegal. O reconhecimento dessa instituição pela CBF é totalmente
ilegal. Então se é ilegal nada pode acontecer a partir daí, exceto se rasgarmos
estatutos, pisotearmos as leis, o que tenho certeza que a CBF não vai fazer.
Discutidas as leis e provando-se a ilegalidade, pronto: está encerrado o
assunto. Não temos mais o que fazer. Fosse dentro da legalidade, passaríamos à
segunda etapa e veríamos se é legal ou oportuno. Entendemos que não é justo,
oportuno e, acima de tudo, é ilegal – afirmou à Bradesco Esportes.
Rubinho
ainda disse que a Sul-Minas-Rio é feita em moldes totalmente diferentes de
torneios como a Copa Verde e a Copa do Nordeste.
– Essa
Copa Verde é para dar um pouco mais de atividade aos clubes que não participam
de competições mais importantes. A Copa do Nordeste não é liga, é uma
associação à qual foi destinada a competência e incumbência de organizar,
gerenciar uma competição que foi formatada e aprovada pelas federações
regionais. Todas as federações com clubes envolvidos na Copa do Nordeste se
reuniram e criaram as regras. Não foi liga fundada, não foi movimento de insurreição,
separatista, de rebeldia. Quadro completamente diferente do que estamos
propagando com esse tal Sul-Minas… Rio… Sei lá o quê. Esse nome aí que todo
mundo que dar e vai aí para fora. Essa Copa do Nordeste não terá mais o direito
de indicar seu campeão a uma competição sul-americana, o que acho que tira uma
atrativo. Que nem essa Sul-Minas, que vai levar aonde? Vai levar para lugar
nenhum. Isso (Sul-Minas-Rio) é para alguns é a salvação, para alguns é
argumento de campanha e para outros no geral é prejudicial ao futebol
brasileiro. Em detrimento de muitos, eles querem apenas privilegiar uma
minoria. Querem implantar a ditadura do minoria, subvertendo totalmente os
princípios democráticos, que são aqueles em que a maioria prevalece em relação
à minoria.
O
dirigente agregou que o presidente da Federação Nacional dos Atletas
Profissionais de Futebol (FENAPAF), Rinaldo José Martorelli, manifestou-se
contrariamente à Copa Sul-Minas-Rio por considerar que ela é prejudicial à
saúde dos atletas.
– Os
atletas brigaram para que tivessem, após o período de férias, um tempo maior de
dedicação à pré-temporada com o objetivo de que entrassem em melhores condições
físicas e de saúde nas competições. Tiveram suas reivindicações atendidas. Você
falar em colocar um campeonato nesse período destinado à melhor preparação dos
atletas é um contrassenso. Contra isso já se posicionou o doutor Martorelli,
que é o presidente da FENAPAF. Ainda hoje vi uma declaração dele se posicionado
contrariamente a esse torneio, a essa coisa pirata que estão aí propagando.
Dentro do calendário que a CBF propagou não tem espaço para isso, não tem data.
Rubens
Lopes também direcionou seus ataques a Sérgio Corrêa, presidente da Comissão de
Arbitragem da CBF. Rubinho usou tom de ironia para abordar os sorteios de
árbitros, insinuando que as escalas são feitas de forma premeditada. Questionou
também os critérios que indicam um juiz ao quadro da Fifa.
– As
escalas são feitas com segundas intenções. Pedi para que árbitros do Rio não
fossem escalados em partidas de clubes de Santa Catarina, porque os clubes de
lá têm uma disputa com o Vasco lutando para não descer. Não gostaria. Adiantou
o quê? Nada. Para ostentar autoridade e provocar, no jogo Sport e Avaí o trio
inteiro foi do Rio de Janeiro. Botaram o Péricles (Bassols) e não sei mais
quem. Agora em outro jogo de time de Santa Catarina o árbitro foi Marcelo de
Lima Henrique. “Ah, ele está em Pernambuco”. Mas a formação dele é
toda no Rio de Janeiro. Então você nota que no ar há uma coisa que não deve ser
boa intenção. A justificativa da CBF é que se trata de um árbitro Fifa. Isso é
história do Boitatá, que todo mundo sabe que árbitro Fifa não é mais competente
do que ninguém. O árbitro Fifa não faz prova. O escudo é dado por questão
política, do QI, do Quem Indica.
Rubinho
ainda saiu em defesa do Vasco e, ao comentar a recomendação para marcação de
pênaltis de bola na mão ou não, aludiu muito provavelmente a lance em que Tiago
Luís, da Chapecoense, tocou com o braço na bola dentro da área, jogada ignorada
pelo juiz mineiro Ricardo Marques Ribeiro.
– Eu
sou um defensor dos árbitros. Por quê? É extremamente desigual, desumano e
injusto o que acontece com os árbitros. O árbitro sozinho tem que decidir, e os
especialistas têm 32 câmeras. Os árbitros de hoje são melhores do que os de
antes. Mas existem alguns erros inexplicáveis. Não podem existir dois pesos e
duas medidas. A CBF faz seminários, reúne todo mundo, percorre as federações…
“Quando você aumentou superfície corporal com o braço é para ser
considerada uma ação intencional”. Aí vimos uma partida agora em que o
atleta levanta o braço numa bola cruzada, bota a mão na bola mais
escandalosamente que a do Maradona, e o árbitro diz que aquilo foi natural. Eu
não sei. Determinados sorteios (usam tom de voz irônico ao falar a palavra
sorteio) são sempre ganhos por alguns profissionais para essa ou aquela
partida. De modo geral acho que esse quadro não vai mudar, a não ser que haja
uma mobilização geral. Enquanto o presidente da comissão for o atual eu não
acredito em mudanças e o responsabilizo por tudo aquilo que há acontecendo. E
mais: responsabilizo a CBF por permitir que essas coisas aconteçam. Não sei se
o Vasco está sendo perseguido. Sei que o Vasco está sendo prejudicado.
Perseguidos eu digo que estão sendo os árbitros do Rio de Janeiro. Mas em
relação ao Vasco e a outros clubes quaisquer não posso fazer afirmação apenas
registro a observação de que está sendo muito prejudicado.
Confira
outros tópicos abordados por Rubens Lopes Filho
Oposição de Fla e Flu ao Carioca 2016:
Tão
logo acabou o campeonato (estadual), nós criamos um grupo de trabalho
igualzinho ao que a CBF criou para debater assuntos que fossem importantes para
a melhoria do Campeonato Estadual. Designamos os presidentes dos quatro
grandes, mais os presidentes do Boavista, Cabofriense e Madureira. Esse grupo
de trabalho se reuniu durante 90 dias para discutir o que seria melhor para o
campeonato. Durante os 90 dias os presidentes de Fluminense e Flamengo não
apareceram em nenhuma das reuniões. Na reunião do Arbitral, também nenhum dos
dois se fez representar. Aconteceu no meio de agosto e não sei por que agora
estão levantando questões. Ninguém pode pagar pela omissão.
Possíveis retaliações a times que usem
reservas no Carioca
Tipo
de decisão que não temos nenhum controle sobre ela, sabendo, contudo, que
existem consequências. Todas as vezes que você causar prejuízo a outrem
responde por isso. São 14 clubes que são condôminos, como esses outros dois,
que, se virem seus direitos violados, seus interesses prejudicados ou seu
produto depreciado por atitude de alguns, eles têm todo o direito de
reivindicar ressarcimento desse prejuízo. Assim como a empresa que paga pela transmissão
desse campeonato e que alguns clubes já receberam antecipadamente algumas das
suas cotas. Por outro lado no Regulamento Geral de Competições aprovado pelos
clubes existem dispositivos que dificultam a adoção de “vou jogar tudo com
time reserva”.
Mais contra a Sul-Minas-Rio
Diz o
estatuto da CBF com toda clareza que à CBF compete homologar ou não liga
nacional da qual participem todos os clubes das séries A e B. Todos! Quando o
dispositivo fala em “todos”, não tem exceção. Isso não deve ser
feito, não vai ser feito e não pode ser feito por decisão monocrática: do
presidente ou por órgão executivo, pela diretoria. O julgamento e a análise de
reconhecimento de liga é competência exclusiva da Assembleia Geral. Ponto.
Qualquer coisa diferente disso está errada.
Comentário sobre escalação de árbitro em
jogos do Avaí
No
caso do Avaí, esse árbitro (Luis Teixeira Rocha) só havia apitado uma partida
na vida nesse Campeonato Brasileiro, que foi um jogo do Avaí. E esse árbitro no
returno voltou a apitar jogo do Avaí, que foi Avaí e Vasco. Essas coincidências
têm acontecido com relativa frequência.

MAIS LIDOS

Dome se diz “extremamente orgulhoso” da atuação do Fla após empate

Ausente no empate em 1 a 1 diante do Palmeiras, na tarde deste domingo (27), Domènec Torrent, afastado por estar infectado pelo novo coronavírus,...

Torcida do Palmeiras pede a cabeça de Luxa após empate; veja os comentários

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O Rubro-negro viu o time paulista abrir o placar, entretanto,...

Jordi Guerrero rasga elogios a Base do Fla: “Estavam preparados para jogar”

Jordi Guerrero, substituto de Domènec Torrent na tarde deste domingo diante do Palmeiras, onde a equipe saiu de campo com um empate em 1...

Lincoln cutuca o Palmeiras após grande atuação

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, em jogo contra o Palmeiras. O confronto pelo Campeonato Brasileiro por pouco não saiu do...