Rubronegrismo não se mede.

Por: Fla hoje

Foto: Divulgação

FALANDO DE FLAMENGO: Por Thiago Nascimento

Olá
Rubro-Negros!!
Muitas
metodologias foram inventadas através da história da humanidade, afim de
controlar outros humanos. Seja o controle das emoções, seja o controle físico.
Tais
metodologias foram aplicadas com eficiência em um primeiro momento. Porém, todo
processo de submissão chega ao fim em um determinado momento. Isso aconteceu em
muitas guerras bélicas e processos políticos. Se você estiver curioso, pergunte
para quem entende um pouco do assunto ou leia um livro sobre o tema. Agora, se
você for preguiçoso, dá uma “googlada” que você vai encontrar algo sobre esses
temas (mas cuidado, porque a internet está cheia de fontes não confiáveis).
Fiz
essa pequena introdução para falar sobre sentimentos. Atualmente, muitas
metodologias para o controle de físico/mental dos seres humanos continuam
ocorrendo. Em menor escala, é claro, mas nem por isso deixam de ocorrer. Porém,
outras maneiras de controle de sentimentos foram criadas ou adaptadas das
outras já existentes. E como nós Rubro-Negros vivemos em uma sociedade
constituída: a Sociedade Flamenga, não poderia ser diferente.
Quando
o futebol se popularizou no Brasil, era muito mais acessível aos torcedores do
time Vermelho e Preto frequentarem os estádios, em especial: O Maracanã. Ao
menos eu, conheço diversas pessoas que sempre me falam as seguintes expressões
quando o assunto é futebol: “Eu ia ao jogos toda semana” ou “Ia muito de geral”
ou “Ia com meus amigos” ou “Ia muito em um dia X da semana porque eu trabalhava
pertinho do estádio e era fácil chegar lá”, e por aí vai…
Durante
esse tipo de papo é possível perceber o brilho nos olhos das pessoas que contam
esse tipo de situação… percebe-se que em função dessas experiências, havia um
engajamento maior por parte das pessoas que participaram desse tipo de
experiências. Mas também é perceptível que, os sentimentos incutidos nessas
experiências permanecem vivos até hoje nessas mesmas pessoas, mesmo que elas
não as realizem com tanta assiduidade nos dias de hoje.
Acredito
que esse assunto é pertinente, pois atualmente existem diversas experiências
possíveis para que os Rubro-Negros possam vivenciar: assistir jogos no estádio,
ser sócio torcedor, comprar muitos produtos oficiais do Clube, ser sócio do
Flamengo (com frequência diária ou off-rio), compra de pacote de pay per view
para assistir jogos no conforto da sua casa, interação com o restante da
torcida através da  internet, etc …
Opções
não faltam, porém nem todos os Rubro-Negros podem vivenciá-las… Isso posto, eu
faço os seguintes questionamentos: Quantas pessoas possuem a disponibilidade de
frequentar o estádio no RJ toda semana? Quantas pessoas têm condições de pagar
por um plano de sócio –torcedor (em certos casos, para ele e o filho)? quantas
pessoas possuem condições de comprar muitos materiais esportivos do Flamengo
por ano? Quantas pessoas possuem condições financeiras para serem sócias da
sede social? Quantas pessoas possuem condições de pagar um pacote de pay per
view ou até mesmo um plano de internet para interagir com outros torcedores
e/ou “consumir” as redes sociais do clube?
Mas
afinal, aonde eu quero chegar? A minha proposta para esse artigo, caros
Rubro-Negros, é te dizer que: Sentimento não se mede. Todos nós já sentimos em
algum momento de nossas vidas os seguintes sentimentos: raiva, alegria,
tristeza, ciúme, inveja, pena, compaixão pelo próximo, e por aí vai… Mas, tem
um sentimento que nos une e que esse nunca se acabará: o amor pelo o Flamengo.
É
importante destacar que o sentimento de amor pelo O Mais Querido, é o mesmo
para o torcedor do Rio de Janeiro, Acre, Amazonas, Bahia, Estados Unidos,
Países da Europa, Ásia, África e Oceania. Afinal de constas, Somos todos
Flamengo.
Não se
preocupe se você não tem condições de comprar uma blusa oficial, se não pode
ser sócio torcedor, sócio da sede da Gávea, ou frequentar os jogos do Mais
Querido toda semana. Você faz parte da Nação Rubro-Negra com mais de 40 milhões
de torcedores como os outros Rubro-Negros também fazem. Não existe essa coisa
do “mais ou menos Flamengo”. Embora, alguns babacas pensem assim.
Não
deixe que outras pessoas te diminuam por causa disso. Se forem Rubro-Negros
então: você pode ter certeza que amor de verdade pelo o Flamengo, ele não tem.
Quem é Rubro-Negro de verdade sempre acolhe outro Rubro-Negro, pois já dizia o
famoso dito popular que eu não conheço o autor: “Aondes encontrares um
Rubro-Negro, sempre terás um amigo”.
Saiba
que, este Rubro-Negro apaixonado que vos escreve, sempre verás todos os
Rubro-Negros de forma igual. Afinal de contas: Paixão não se Mede.
Saudações
Rubro-Negras.

MAIS LIDOS

Galhardo responde Gabigol após provocação

O Flamengo ganhou o titulo do Campeonato Brasileiro na última quinta-feira, em jogo válido pela ultima rodada do Campeoato Brasileiro. O Rubro-negro ganhou o...

Tudo normal: Diego Alves tira onda após mais um titulo do Mengão

O Flamengo foi campeão após uma temporada muito irregular. O Internacional chegou a ficar disparado na ponta da tabela do Brasileirão, entretanto, o Rubro-negro...

Denílson não deixou barato. Ele colocou uma máscara do Gabigol e aloprou a Renata Fan

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em jogo válido pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro...

”Cabo, Flamengo é campeão”: Reação desesperada do torcida do Inter com titulo do Mengão

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em último jogo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca não jogou nada bem...