• Início
  • Notícias
  • “Sabia que a cobrança era muito grande, mas eu não sabia que o apoio da torcida era muito maior”, diz Rafinha
Publicidade

“Sabia que a cobrança era muito grande, mas eu não sabia que o apoio da torcida era muito maior”, diz Rafinha

Publicidade

Rafinha foi uma das grandes contratações do Flamengo para a temporada. O lateral-direito chegou ao Mais Querido para reforçar a equipe e assumir a titularidade da posição. Desde junho defendendo o Rubro-Negro, o camisa 13 foi recebido com festa pela torcida, que até hoje não poupa elogios ao jogador. Após a conquista da Libertadores e do Brasileirão, em entrevista à Fox Sports, Rafinha exaltou os torcedores e falou sobre sua chegada ao Mengão.

– O torcedor do Flamengo é impressionante. O jeito que eles se envolvem, o jeito que eles abraçam o time, é uma loucura. Eu acho que a minha chegada aqui me fez entrar nesse mundo, que é o mundo do torcedor. Depois de muito tempo fora, são 15 anos fora… Então voltar para o Brasil, para um clube tão grande quanto o Flamengo e encontrar essa torcida gigante, carente de títulos e poder chegar ao final do ano conquistando, acho que foi a minha chegada o momento que mais marcou para mim -, afirmou o atleta.

A temporada de 2019, depois da chegada dos reforços e de Jorge Jesus, que deu ao Flamengo o status de melhor futebol do Brasil, elevou o Rubro-Negro a outro patamar. O lateral-direito relembrou a curta trajetória no Mais Querido e destacou a grandeza de defender o Manto Sagrado.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

– A chegada ao Flamengo foi o que mais me impressionou. Eu não tinha noção da dimensão que é o Flamengo. Eu completei no domingo cinco meses de clube. Já vivi aqui uma eliminação na Copa do Brasil,  com torcedores cobrando a gente no aeroporto. Aí passam quatro meses, estamos aqui comemorando dois títulos; então é complicado porque eu não tinha noção da dimensão que era o Flamengo, da responsabilidade que era jogar no Flamengo. Eu sabia que a cobrança era muito grande, mas eu não sabia que o apoio da torcida era muito maior -, ressaltou o camisa 13.

A comemoração de dois títulos em menos de 24 horas exigiu muito dos atletas e dos torcedores, que mal acabaram de curtir o bicampeonato da América e já estavam aproveitando o hepta do Brasileirão. Em clima de festa, o Flamengo ainda precisa entrar em campo para terminar os compromissos do Campeonato Brasileiro. O próximo desafio será nesta quarta-feira (27), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, contra o Ceará.
Por: Coluna do Fla
Publicidade
Publicidade

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod