sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Santos erra ao tentar vender promessas por Robinho.

Santos erra ao tentar vender promessas por Robinho.

Torcedores
– A diretoria do Santos pensa em vender jogadores, ou parte dos direitos dos
mesmos, para acertar alguns salários atrasados e manter o atacante Robinho.
Até
aonde vale vender algumas joias da Vila para manter um ídolo com salário
enorme?  Acredito ser um erro o Santos
negociar promessas que podem render uma boa quantia para o clube em um futuro
próximo, simplesmente para manter Robinho. Primeiro que as vendas ajudariam
apenas o clube a quitar a dívida com o atacante e nada garantirá que Robinho
receberia seu salário em dia, até o final do novo contrato. O que poderia fazer
o atacante ficar insatisfeito em breve.
Nesse
momento, o Santos deveria estar preocupado em arrumar a casa, diminuir
drasticamente a folha salarial, acertar os atrasados e passar confiança ao
elenco. Após esse período, buscar alternativas para reforçar o time.
O
caminho inverso poderá ser um tiro no pé do clube praieiro. Vender as joias
agora, seria deixar de lucrar com quantias bem mais volumosas no futuro. O
Santos segurou Neymar e Ganso no elenco e vendeu por quantias bem superiores as
quais teria conseguido se a vende ocorresse anos antes. E temos outros diversos
casos semelhantes.
Por
mais que Robinho seja um grande ídolo, o que está em jogo é o futuro do clube e
isso deve ser mais importante do que qualquer coisa.
Grandes
clubes, com problemas semelhantes, tiveram que abrir mão dos principais
jogadores para arrumar a casa. A diretoria do Flamengo, quando assumiu o clube,
teve que abrir mão do atacante Vagner Love, que na época era o principal
jogador do time e ídolo da torcida. O caso de Love era parecido com o do
Robinho atualmente, que é de ter um jogador com salário muito alto, em um
momento o qual o clube não tem como pagar. A diretoria, na época, teve a
coragem de vir a público e explicar que “naquele momento, o clube não teria
possibilidade de arcar com o salário alto do atleta, tendo ainda que pagar os
atrasados ao Love”. O clube carioca, hoje, começa a colher frutos da política
de pés no chão. Um exemplo recente é o Grêmio. Tentando arrumar a casa, liberou
o argentino Barcos, ídolo dos gremistas, por questões semelhantes à que o
Santos passa.
É o
momento do clube da Vila Belmiro blindar os garotos e arrumar a casa para ter
um futuro próximo promissor. Garotos como os atacantes Geuvânio e Gabriel, o
meia Lucas Lima e o zagueiro Gustavo Henrique, podem e devem se valorizar
muito, tendo o Santos a possibilidade de receber uma quantia muito maior do que
negociando agora. Principalmente para manter o Robinho, que por mais ídolo que seja,
não dará retorno em uma futura venda, apenas em campo e não conseguirá fazer
sozinho, sem os novos meninos da Vila.
Twitter:
@allanmadi

MAIS LIDOS

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...

Flamengo demite fotógrafo e torcida se revolta

O Flamengo na tarde desta sexta-feira decidiu demitir o fotógrafo Matheus Grangeiro, responsável pelas mídias sociais do clube e também por várias fotografias. A...