Publicidade

Sede do Vasco é pichada em véspera de clássico

Publicidade

A fase no Vasco não é das melhores. O clube acumula seis partidas sem vitória, eliminado da Copa do Brasil pelo Botafogo e em queda livre no Brasileirão, a diretoria decidiu demitir Ramon, na véspera da partida contra o Flamengo, neste sábado.

Talvez temendo por uma derrota no clássico, o que culminaria em protestos, a demissão veio. O problema é que ela não conseguiu evitar protestos por parte da torcida.

São Januário amanheceu hoje pichado. Mensagens foram destinadas ao presidente Alexandre Campello e aos jogadores Felipe Bastos, Ribamar. A torcida organizada Força Jovem do Vasco também foi lembrada no protesto que afirmava que eles se venderam para a diretoria.

Segundo a imprensa, os jogadores não gostaram nada da demissão de Ramon na tarde de ontem. Dessa forma, o clima no Vasco é o pior possível para a partida deste sábado.

O Flamengo no meio desta semana se aproximou do Atlético-MG na tabela do Brasileirão. Três pontos separam o vice líder do atual líder da competição. Conseguir engatar vitórias em sequência será primordial para quem sabe, assumir a liderança.

O rubro negro terá pela frente uma sequência absurda de jogos. Enfrenta o Vasco neste sábado, o Goiás na terça, o RB Bragantino na quinta e o Corinthians no próximo domingo. Quatro jogos em oito dias, e ambos pelo brasileirão.

Leia também: Neneca rasga elogios a Hugo Souza: “Tem um futuro brilhante”

Veja também: Sub-20 vence o Jaciobá (AL) fora de casa e está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil

 

Publicidade
Publicidade

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod