quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Selfies e lucro 260% maior: a volta da cerveja aos estádios.

Selfies e lucro 260% maior: a volta da cerveja aos estádios.

UOL – Os
jogos do meio de semana marcaram a volta da cerveja aos estádios do Rio de
Janeiro. Mais que isso, os torcedores cariocas puderam saborear uma ‘gelada’
enquanto torciam por seus times do coração, algo bastante tradicional no
futebol brasileiro. A euforia foi tão grande que muitos deles quiseram
registrar o momento com várias selfies. Os torcedores, no entanto, não foram os
únicos que tiveram motivos para comemorar.
Um dos
bares do Maracanã, por exemplo, teve um lucro 260% maior do que estava
acostumado em jogos anteriores. A cerveja fez com que as vendas explodissem.
Antes, durante e após o jogo entre Fluminense x Palmeiras, nas semifinais da Copa
do Brasil.
“Foi
uma loucura isso aqui. Fazemos em média R$ 2,5 mil em vendas. No jogo de hoje
[quarta-feira] já tenho R$ 9 mil e ainda não terminei de contar. A cerveja
vendeu muito, é impressionante. Chegaram 120 caixas de cerveja e sobraram
vinte. O pessoal teve que trabalhar bastante”, disse Roberto, gerente de
um dos bares do Maracanã.
Vale
ressaltar que o Maracanã é o único estádio que é proibido vender bebidas
alcóolicas no entorno duas horas antes e duas horas depois de jogos. É o que
diz o decreto 30.417, determinado pela Prefeitrua do Rio, em 2009. A medida foi
tomada em forma de adaptação para a realização da Copa do Mundo.
Porém,
a medida perdeu qualquer sentido com a liberação da cerveja dentro do Maracanã.
Mesmo assim, a Guarda Municipal estava orientada a coibir a venda de bebidas
alcóolicas nos arredores. A exceção ocorre com um bar na Rua Eurico Rabelo, que
tem uma liminar autorizando o funcionamento pleno.
Ambulantes,
porém, seguiam trabalhando na clandestinidade. Com sacos pretos, os vendedores
agiam como se fossem cambistas. Em vez de ingressos, cerveja (e nem tão
gelada). Mesmo com a venda liberada dentro do estádio, muitos preferiram manter
a tradição de beber nos arredores e entrar somente na hora do jogo.
No
Engenhão, muita criatividade para evitar prejuízo
Livre
de decretos bizarros, os bares no entrono do Engenhão apostam na fidelidade
para não perder dinheiro com a venda da cerveja liberada no estádio. Um exemplo
disso é o “Churrasquinho Show de Bola”, na Rua das Oficinas. O dono
se chama Bruno, que não perde tempo nas inovações para fidelizar os clientes.
Ele
instalou uma televisão que passa o pré-jogo do Botafogo nos dias das partidas.
Assim, os alvinegros degustam uma cerveja com petisco de churrasco antes de
entrarem no Engenhão. Nem mesmo a promoção realizada pelo clube (duas cervejas
por R$ 10 antes do duelo iniciar) mudou a rotina.
“Fidelidade,
né? Aqui eles comem, bebem e ainda ficam por dentro de tudo sobre o jogo.
Quando estiver na hora do jogo é só levantar e entrar. A venda de bebida lá
dentro alterou apenas na saída do jogo. O pessoal terminava o jogo cheio de
vontade de beber uma cervejinha e compravam aqui comigo. Senti que diminui um
pouco, porque muitos ficaram bebendo lá dentro mesmo”, disse Bruno, dono
do estabelecimento, ao UOL Esporte.

MAIS LIDOS

Lincoln brilha em partida que poderá ter sido a última pelo Fla

Diante de tantos desfalques, surgiu para Lincoln algumas novas oportunidades de aparecer no elenco. O jogador ainda possui 19 anos, é um jovem em...

Grata surpresa: Flamengo tem elenco maior do que imaginava

O cenário nos últimos dias era caótico, o Flamengo simplesmente não tinha time para entrar em campo. Ou será que tinha? Bem, a realidade...

Jordi Guerrero recebe eleogios da torcida: ”Fica”

A vitória do Flamengo por 4 a 0 foi muito comemorada pelos torcedores nas redes sociais. Com o resultado, o Fla se garantiu nas...

Libertadores: Gerson cutuca o Del Valle após goleada

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro não tomou conhecimento do rival, vencendo...