Sheik questiona falta de espaço no Flamengo e detona Mozer.

Foto: Reprodução

FOX
SPORTS
: Com duas passagens pelo Flamengo, Emerson Sheik conquistou alguns
títulos na Gávea. Só que o último momento em que vestiu a camisa do clube ainda
traz mágoas ao jogador. Em entrevista ao canal ESPN, o polêmico atacante chutou
o balde contra algumas pessoas dentro do clube, em especial o gerente de
futebol Mozer. Segundo ele, o ídolo da geração de ouro do clube não sabe nada
de futebol.

Além
do relacionamento ruim com o ex-zagueiro, Sheik comentou também sobre boatos de
que não treinava,  a falta de
oportunidades com Zé Ricardo e a saída com mágoa. Veja abaixo alguns trechos:
“Respeito
muito o Flamengo e os torcedores. Nesse lance de não treinar. Como ganha muito
e não treina? É contraditório. Muricy assumiu, eu era o cara de confiança do
Muricy e do clube, por tudo que vivi. Eu desafio falar o dia que não treinei a
partir do momento que começaram a me sacanear”.
“Sou
adulto, pai de três filhos. Não preciso do futebol para nada. Minha vida
financeira é muito boa. Achei uma sacanagem. Eu não sei o que aconteceu. O Zé
assumiu, não me deu satisfação. Não teria que dar. Pois quando tira, o
treinador também não dá satisfação. Os meninos do Flamengo sabem disso. Por
onde passei, fiz grandes amizades. Ninguém entendia o que acontecia. Banquei
até o fim. Foi triste passar por tudo isso. Se eu ligo o f…, que era o que eu
queria fazer, a torcida ia me ver como marginal. O torcedor não sabe o que
acontece no clube”.
“Não
tenho nada contra o Rodrigo Caetano. É um cara que gosto e respeito muito. Não
vou atribuir nada ao Rodrigo. Ele não tem culpa de nada. Treinador, Mozer. O
Mozer acha que entende de futebol. Jogou para c…, mas não entende p…
nenhuma de futebol, nem de tratar o ser humano com respeito. Eu acho que foi um
cara que foi desleal comigo enquanto homem”.
“Teve
uma reunião em uma sala, quando o Arão fez um gol contra, além da bola recuada
do Vaz. Eu entrei nesse jogo e ele colocou a derrota na minha entrada. Eu me
posicionei errado. Eu tenho 18 anos e não sei me posicionar. Ali vi que tinha
uma sacanagem comigo. Decidi cumprir meu contrato”.
“Voltei
ao Flamengo porque fiz um ano de 2009 bom. Ele não me fizeram favor. Me
queriam. Tinha muito time atrás de mim. O torcedor não entende disso. O jogador
erra, mas sai como marginal. Eu segurei a onda. Saí magoado. Não com o Flamengo
e torcida, mas magoado com algumas pessoas”.

“Não sei. Era só deixar eu jogar até o
fim e ir embora. Os meninos fizeram uma boa campanha. Eu não faço ideia. Eu não
fiz nada para eles. O Zé eu compreendo muito, hoje. Vivendo o momento, eu
treinava, tinha condição de jogar”.
Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.