sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Sócios 'enterram' passado e mostram gosto por política.

Sócios ‘enterram’ passado e mostram gosto por política.

UOL – A
última quarta-feira (30) marcou o encerramento das inscrições das chapas
concorrentes à presidência do Flamengo. Não houve novidades e o pleito de
dezembro deve ser confirmado após as análises da Comissão Eleitoral com Eduardo
Bandeira de Mello (Chapa Azul), Cacau Cotta (Chapa Branca) e Wallim
Vasconcellos (Chapa Verde). Os três são personagens novos na política da Gávea.
E com este panorama que o Rubro-negro deve caminhar nos próximos anos.
Um
dado revelado na pesquisa encomendada pelo grupo União Rubro-Negra, de Cacau
Cotta, mostrou que o passado político do Flamengo foi “enterrado”
após a eleição que aclamou Bandeira de Mello em 2012. Dos 381 sócios ouvidos
pela empresa “Número Um Contact Center” em uma abordagem espontânea
sobre o candidato à presidência, 130 (34%) responderam e conhecidos dirigentes
nem sequer foram lembrados.
Apenas
um sócio escolheu o ídolo Zico de forma espontânea (veja gráfico abaixo). Cinco
flamenguistas citaram possibilidades como o apoio do próprio Galinho ou do
atual presidente Bandeira de Mello a um futuro postulante. Parou por aí. Márcio
Braga, Marcos Braz, Hélio Ferraz, George Helal, Patricia Amorim e Kleber Leite
foram alguns dos conhecidos cartolas que deixaram o panorama sem qualquer
menção.
O
relatório é surpreendente, pois o Flamengo sempre foi conhecido pela política
forte em torno de figuras emblemáticas e que conquistaram títulos no comando.
Márcio Braga, por exemplo, é o presidente mais vitorioso da história rubro-negra
e ainda tem uma linha fiel de adoradores.
No
entanto, a pesquisa é um duro golpe nos flamenguistas mais tradicionais. A
mudança política consumada pela atual gestão aparentemente colocou o passado
para escanteio e abriu espaço aos novos perfis de dirigentes. É nesta linha que
o trio inscrito para a eleição de dezembro duelará nas urnas.
Eduardo
Bandeira de Mello lidera com folga a corrida eleitoral. Ele tem 34% das
intenções de voto. Wallim Vasconcellos (11%) e Cacau Cotta (7%) seguem a caça
ao mandatário. Chama a atenção o número de indecisos: 39%.
Cotta
fechou o mês de setembro com o maior índice de crescimento entre os três. O
postulante da Chapa Branca cresceu 3,86%, enquanto Wallim caiu de 13% para 11%.
Bandeira manteve o percentual. Pela margem de erro, o presidente tem entre
31,4% e 37,4% das intenções de voto. Cacau e Wallim estão empatados
tecnicamente na casa dos 10%, com ligeira vantagem para o segundo.

MAIS LIDOS

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...

Flamengo demite fotógrafo e torcida se revolta

O Flamengo na tarde desta sexta-feira decidiu demitir o fotógrafo Matheus Grangeiro, responsável pelas mídias sociais do clube e também por várias fotografias. A...