sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Técnico de Basquete do Flamengo carregará a tocha olímpica.

Técnico de Basquete do Flamengo carregará a tocha olímpica.

Foto: Divulgação

GLOBO
ESPORTE
: José Neto chegou ao Flamengo há quatro temporadas. No comando do
Rubro-Negro, o treinador foi campeão de absolutamente tudo. Mas neste sábado, o
técnico vai experimentar uma sensação nova, ele será um dos condutores da Chama
Olímpica em sua cidade natal, Itapetininga (a aproximadamente 170 km de São
Paulo).

– Na
vida a gente tem vários momentos únicos, são situações especiais. Em 2012, na
abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, isso estará marcado para sempre, minha
primeira Olimpíada. Agora poder, no meu pais, onde o evento vai acontecer, ter
o fogo olímpico passando pela minha cidade e ter o prazer de poder conduzir, é
outro momento único. Vai ser inesquecível.
O
percurso na cidade terá aproximadamente 10 km e fecha o dia do tour da tocha.
No domingo, a Chama Olímpica segue pelo interior paulista começando por
Sorocaba. O revezamento ainda passará por Tatuí, Botucatu, Lençóis Paulista e
Bauru. Segundo o comandante do Fla, o convite surgiu pela prefeitura local.

Recebi uma mensagem do secretário de esporte de Itapetininga me convidando e
vendo a possibilidade de conduzir a tocha na cidade. Foi um motivo de muita
alegria, um misto de sentimentos. Reconhecimento por tudo que vem acontecido na
minha carreira, da cidade que está valorizando o que está acontecendo na minha
carreira e é o momento em que eu posso retribuir para essas pessoas que eu
praticamente convivi em toda minha infância e juventude. É uma maneira de
retribuir o carinho que eles sempre me deram.
Graças
ao grande número de jogos durante a temporada e divisão de trabalho entre o
Flamengo e a seleção brasileira, Neto explica que vai poucas vezes até sua
cidade natal, que fica na região sul do estado. Concentrado nos treinos do time
nacional, Neto acredita que jogar em casa vai trazer benefícios à seleção.

Estamos muito bem focados, nossos treinos estão sendo bons e produtivos. A cada
dia sentimos um passo a mais. A gente sabe também que os rivais estão fazendo o
mesmo. A Olimpíada é uma competição cruel, uma derrota pode tirar o sonho da
medalha. Então é pensar jogo a jogo. Sobre a pressão, acho que não existe nada
maior do que nós termos que fazer o melhor no nosso país. Mais que a pressão, a
gente sente uma força a mais, é uma coisa que motiva.
Enquanto
Neto já estava com a seleção nos treinamentos em São Paulo, o Flamengo fez
mudanças no elenco. Saíram Meyinsse, Robinson e Rafa Luz, e chegaram Ricardo
Fischer e Humberto. O treinador explica que consegue separar a rotina de clube
e seleção e que mais tarde pensará na nova temporada do basquete Rubro-Negro.

– Eu
fico entre seleção e clube desde 2004, então a gente consegue administrar bem
esses momentos. O foco agora é na Olimpíada, fazer a melhor avaliação nos treinos.
Logo que acabar vamos com foco total no Flamengo novamente.

MAIS LIDOS

César não viaja para São Paulo e desfalca Flamengo

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro suspendeu a partida do Flamengo diante do Palmeiras deste domingo. Por não ser uma decisão...

Palmeiras ameaça paralizar o Brasileirão e torcida do Fla não deixa barato

O Flamengo está com vários atletas contaminados, além de dirigentes e membros da comissão técnica. Com o jogo marcado contra o Palmeiras neste domingo,...

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...

Palmeiras x Flamengo é suspenso

O jogo entre Palmeiras x Flamengo, que iria acontecer neste domingo, está suspenso. O Sindiclubes, sindicato que representa os atletas do Rio, entrou na...