O Flamengo já está imerso na expectativa para viver um dos maiores momentos da sua história. Na próxima semana, o Rubro-Negro volta a disputar o Mundial após 38 anos de ausência – e, enquanto o Campeão Sul-Americano se prepara para viajar ao Qatar, país-sede da disputa, nesta sexta-feira (13), outros campeões continentais já estão no Oriente Médio para o torneio. Se o Mais Querido se concentra para enfrentar um velho conhecido na possível final, a semi já guarda a expectativa por reencontros.

FOTO: DIVULGAÇÃO/AL-HILAL

Antes de revolucionar o futebol brasileiro no comando do Flamengo, o treinador português Jorge Jesus trabalhou no Al-Hilal. O Mister foi responsável por organizar e construir o elenco que se sagrou campeão asiático em 2019 – e seu trabalho é reconhecido quase um ano depois da sua saída. Nesta sexta-feira, o atual treinador do clube saudita, o romeno Razvan Lucescu, agradeceu pela contribuição para que o Al-Hilal se classificasse para o primeiro Mundial da sua história.

– O Mister Jesus é um dos principais treinadores do mundo atualmente, ajudou na construção deste time, e temos que dizer obrigado –, disse, em entrevista coletiva.

O Al-Hilal pode enfrentar o Flamengo na semifinal. Antes, clube árabe enfrenta o Espérance, da Tunísia, pelas quartas de final. O confronto entre os campeões asiático e africano acontece às 11h deste sábado (14).

Por: Coluna do Fla