O mercado do Flamengo foi agitado neste meio de ano. O Mais Querido adicionou nomes de impacto a seu elenco: Rafinha, Gerson, Pablo Marí e Filipe Luís chegaram para reforçar o elenco de Jorge Jesus. O técnico português chegou fazendo pedidos e um único não foi atendido pela diretoria: um centroavante. Os dirigentes rubro-negros foram atrás do hispano-brasileiro Diego Costa, mas o sonho parece ter chegado ao fim.

Após amistoso contra o Numancia nesta quinta-feira (25), o técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, falou com animação sobre Costa. De acordo com o treinador argentino, o atacante será fundamental para o clube nesta temporada.

“Já conversei com Diego Costa em tempos de dificuldade. Não mudo uma vírgula do que penso. Tenho certeza que vai ser uma grande temporada para ele e para os companheiros de equipe”, afirmou o treinador em entrevista.

O atacante teve temporada abaixo do esperado na Espanha. Com apenas dois gols marcados, Diego Costa não se firmou como titular do Atlético. O histórico, porém, é mais do que positivo: Costa se destacou com muitos gols tanto na primeira passagem pelo Atlético quanto quando vestiu a camisa do Chelsea.

Diego Costa nasceu no Brasil, mas se naturalizou espanhol em 2013. Disputou as Copas do Mundo de 2014 e 2018 pelo país europeu. De férias, já apareceu vestindo o Manto Sagrado e torcendo pelo Flamengo no Maracanã. Neste ano, o Fla chegou a fazer sondagem pelo atleta, mas a investida perdeu força após o clube tomar conhecimento dos altos valores que envolveriam o negócio. Além disso, Diego Costa tem contrato com o Atlético de Madrid até 2021, o que dificulta uma liberação sem custos.

Por: Coluna do Fla