Técnico do Flamengo destaca “maturidade” do time em clássico.

Por: Fla hoje

Foto: André Durão

GLOBO
ESPORTE
: No Campeonato Carioca, são quatro vitórias em quatro jogos. A
classificação para a semifinal da Taça Guanabara foi carimbada com o placar de
2 a 1 sobre o Botafogo na noite deste domingo, no estádio Nilton Santos, numa
atuação que agradou e desagradou Zé Ricardo ao mesmo tempo.

Explica-se.
– O
time que o Botafogo levou a campo criou responsabilidade muito grande, mas vi
maturidade da nossa equipe. Gostei do primeiro tempo, tentando furar a linha de
quatro, mas com gramado um pouco duro, irregular. O Botafogo tira bem os
espaços, tivemos dificuldades, eles tinham mobilização muito alta. Mas gostei
do primeiro tempo, da maturidade do grupo. No gol que sofremos, não podemos
parar. Jogador profissional tem que estar mais ligado. Tem que esperar o apito
do árbitro, são questões de arbitragem que não falamos, mas bobeamos no gol do
Botafogo. No segundo tempo, eles cresceram e vieram para cima, pois têm
jogadores de qualidade  – analisou o
treinador.
O
treinador, porém, não ficou nada feliz com a confusão entre torcedores nos
arredores do Estádio Nilton Santos antes do início da partida. Houve muita
correria e pessoas ficaram feridas. A Polícia Militar teve que entrar em ação
para conter confusão envolvendo torcedores. Um torcedor do Botafogo, Diego
Silva dos Santos, de 28 anos, foi baleado, chegou a ser levado ao Hospital
Salgado Filho, mas não resistiu e morreu.

Lamentável. A gente percebeu que teve alguma coisa estranha, porque nosso
ônibus diminuiu bastante a velocidade para chegar aqui. Não entendemos, mas
depois percebemos que era para evitar o confronto. Ficamos profundamente entristecidos,
não consigo ver o esporte dessa forma. Futebol é o grande entretenimento do
povo brasileiro, esporte mais amado mundialmente. Um caso desse me deixa muito
triste. Não foi o primeiro e, provavelmente, não vai ser o último. Espero que a
família desse torcedor seja tranquilizada e abençoada para passar por esse
momento difícil – disse.
Confira
outros destaques da coletiva de Zé Ricardo:
Desgaste físico dos jogadores
A
gente sabia que a partir desse jogo, com pouco tempo de aclimatação, volume de
jogo,  poderia ter desgaste mais
acumulado. Depois do segundo tempo descemos nosso ritmo e o Botafogo cresceu na
partida. Já sinalizávamos a partir da próxima semana ter atletas de forma mais
inteira. O jogo é só quinta, contra o América. Depois tem semifinal. Na segunda
vamos descansar, folga geral. Depois o departamento médico analisará caso a
caso para tomar as decisões
Gol legal do Botafogo
Estava
em diagonal no lance. A nossa zaga parou, mas o jogador que recebeu não estava
impedido. É importante passar isso para os nossos atletas, que isso sirva de
matéria, de escola. O lance só vai parar quando juiz apitar. Poderia ter sido
fator de empate ou derrota. Pensando para frente estaremos mais ligados nessa
condição.
Atuação de Everton
Tenho
que parabeniza-lo. Já foi campeão aqui, encarna muito bem o sentimento
rubro-negro. É muito participativo, bem disposto. Ele mostra regularidade muito
grande, fico feliz que tenha feito no dia dos 200 jogos o gol da vitória.
Atuação de Guerrero
Tivemos
uma conversa particular bem lá atrás, quando ele voltou da Copa América, pela
importância e potencial que ele tem. É competente naquilo que faz, todo
treinamento tem papo especifico, e ele vem muito interessado, colocando-s em
prol do Flamengo e muito motivado, contente, feliz de estar no clube, jogando.
Uma pessoa feliz acaba rendendo melhor. O grupo está jogando muito próximo
dele, o Mancuello, o Diego… É importante salientar essas opcões. Jogadores
com boa qualidade técnica, próximo de jogador que tem finalização muito alta,
alguma coisa boa vai sair.
Sequência na temporada
Preocupação
não é a palavra, a gente está em construção. Vemos times pelo Brasil todo tendo
dificultardes, isso é mais do que normal. Palmeiras perdendo, São Paulo
perdendo, Atlético, Cruzeiro, Grêmio perdendo, Internacional… Esse início é
assim mesmo. Hoje completamos 30 dias de trabalho, com amistosos e sete
partida. Se fizermos comparação com grandes centros na Europa, isso faz
diferença muito grande, jogos desgastantes. Conseguimos conciliar crescimento,
preparação. Algum momento não vamos conseguir, mas a preparação que estamos
fazendo,  nas dificuldades do jogo, faz
diminuir o máximo possível o acaso do nosso jogo. Eles estão extremamente
imbuídos. Temos que estar bastante equilibrados, não tivemos nenhuma lesão
muscular. Ano passado tivemos nível de lesão baixíssimo, esperamos continuar
assim em 2017.
Olho na estreia na Libertadores
Temos
um grupo bastante maduro, para não cair nessas armadilhas que o futebol tem.
Independentemente dos últimos jogos, rivais com equipe alternativa, são times
de camisa, sempre muito competitivos. Vamos tirar conclusões, esperamos estar
muito melhorres no dia 8 de março na Libertadores. Dificuldades não são só para
a gente. O Universidad Católica perdeu por 2 a 1 no Campeonato Chileno,
resultado que ninguém esperava. Todos estão em início de temporada, as
condições são muito parecidas.

MAIS LIDOS

Salário gigante de Rafinha no Fla irrita torcida; veja os comentários

O Flamengo tem hoje um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Porém, o Mais Querido continua atento ao mercado da bola, podendo fazer mais...

Jorge Jesus não esquece do titulo do Mengão e surpreende

O Flamengo ganhou na última semana o titulo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca conquistou o seu oitavo titulo do Brasileirão, algo que foi...

Vasco estuda proposta para contratar atleta do Flamengo

O Flamengo tem hoje o principal elenco do futebol sul-americano. Com tantos atletas de qualidade a disposição, o time carioca costuma não dar muito...

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo: O Flamengo joga na noite desta terça-feira na estreia do Campeonato Carioca. O confronto terá transmissão do Facebook...