Técnico do Náutico rasga o verbo sobre estilo de Mister: “É querer aparecer”

O estilo de Jorge Jesus à beira do gramado chama a atenção, mas parece não agradar a todos. O técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo, conhecido por sua postura mais serena, que lhe rendeu até mesmo o apelido de “padre”, não poupou críticas ao treinador do Flamengo quando questionado sobre os colegas de profissão com comportamentos diferentes.

– Se o Jesus se atirar de uma ponte, todo mundo vai querer copiar porque foi campeão. Eu acho que é muito oportunismo, naquele momento, porque o torcedor tá ali, a imprensa, chegar e fazer uma cobrança. Não sei… para mim, é querer aparecer -, afirmou Dal Pozzo.

O técnico do Náutico fazia referência ao episódio em que Jorge Jesus e Rafinha discutiram, após vitória do Flamengo em cima do Internacional, no Maracanã, pelo Brasileirão. Ele ainda ressaltou a sua postura diante dos jogadores e voltou a criticar quem age de forma diferente.

FOTO: MARLON COSTA / PERNAMBUCO PRESS

– Tenho muito cuidado na hora de gesticular, tanto para o bem quanto para o mal. Porque me dá a impressão que na hora boa, comemorar com torcedor, pular alambrado, é ser marqueteiro. Para mim, isso é ser marqueteiro. Como na hora que um atleta erra um passe, perde um gol ou o goleiro toma um gol ficar gesticulando, colocar o teu goleiro contra o torcedor -, concluiu.

Jorge Jesus curte férias com sua família em Portugal e retorna aos trabalhos no Ninho do Urubu apenas no dia 22 de janeiro, data marcada para a reapresentação do elenco. Os reforços do Flamengo para a próxima temporada (até então, somente Pedro Rocha está confirmado) chegarão antes ao CT e podem ficar à disposição para os primeiros jogos do Estadual.

Por: Coluna do Fla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.