Torcedor do Flamengo se empolga: “Te cuida, Barcelona!”

Por: Fla hoje

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

GOAL: Por
Bruno Guedes 

A
torcida do Flamengo está em euforia. Depois de quatro jogos com quatro vitórias
em um excelente futebol, o time já mostra no começo da temporada que o trabalho
do Zé Ricardo manteve a base e se desenvolveu com as peças novas. Dentro de
campo o discurso é de cautela, mas fora dele, não há dúvida. Os flamenguistas
já decretaram: “Rumo a Tóquio”.
Que
fique bem claro, o Mundial de 2017 será nos Emirados Árabes. Porém o famoso
discurso de ir ao Japão é símbolo do otimismo dos rubro-negros. E esse
sentimento aumentou do primeiro teste contra uma equipe grande, o Grêmio, pela
Primeira Liga. Dominando a partida durante os 90 minutos, o Flamengo conseguiu
não só impor seu jogo, como também mostrar que desenvolveu um repertório grande
de jogadas.

Ricardo mudou o posicionamento do argentino Mancuello no começo da temporada, o
colocando como um ponta direita que fecha mais pelo meio. E isso aumentou o
volume de jogadas pelos lados do campo. Ainda com uma recomposição defensiva
que está em desenvolvimento, Mancu parece que, mais próximo do gol, criou mais
opções de finalizações.
Porém
a grande subida de produção e gols veio do outro lado, o esquerdo. Foi graças
ao lateral Trauco. Chegou sob desconfiança e em meio à tristeza da torcida com
a saída do Jorge, mas aproveitou a chance desde o primeiro jogo. Muito efetivo
nas subidas, o peruano é muito objetivo com as bolas nos pés, sempre tentando
acelerar as jogadas ou procurando o compatriota Guerrero na área. O gol do
Éverton, contra o Grêmio, mostra isso. Com um toque desarmou a defesa e deixou
o ponta pronto pra finalizar.
Defensivamente
Trauco também se estabeleceu. Ao contrário do Jorge, ele sobe sempre buscando a
linha de fundo, sem fechar pelo meio, o que ajuda na recomposição quando o time
perde a bola. Rapidamente a equipe se reestrutura e ocupa os espaços, que ainda
acontecem nesse começo por falta de ritmo e condição física ideal.
Rômulo
foi outro que chegou e ficou. Alternando com Arão as subidas ao ataque,
melhorou a qualidade de passe e a velocidade de saída de bola. Mas Zé não se
preocupa em ter uma equipe fixa e segue fazendo testes. Contra o Nova Iguaçu
testou Leandro Damião e Guerrero juntos, moldando o time num 4-4-2 clássico sem
a bola e com a marcação bem forte.
E esse
é o momento para experiências. Se faltou tempo para elas em 2016, em este ano
não. Ainda mais que o Mundial é só em dezembro. Te cuida, Barcelona…

MAIS LIDOS

Escalação do Flamengo contra o Macaé; veja quem deve jogar

O Flamengo joga neste sábado a sua segunda partida no Campeonato estadual. Após vencer o Nova Iguaçu no jogo da última terça-feira, o time...

Goleiro do Flamengo é anunciado pelo CSA

O Flamengo está se organizando pensando na próxima temporada. O Rubro-negro carioca tem hoje o elenco mais qualificado do futebol sul-americano e, por conta...

Flamengo irá economizar R$ 15 milhões com Arrascaeta e Rodrigo Caio

O Flamengo é o time mais rico do futebol brasileiro, porém, a temporada 2021 promete ser mais apertada. O clube já não tem a...

Salário gigante de Rafinha no Fla irrita torcida; veja os comentários

O Flamengo tem hoje um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Porém, o Mais Querido continua atento ao mercado da bola, podendo fazer mais...