sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Trato comigo mesmo.

Trato comigo mesmo.

Kleber
Leite – Depois de passar por experiências marcantes no Flamengo, quatro anos
como presidente, e quase cinco anos como vice-presidente de futebol, por favor,
espero que todos entendam que a minha cabeça não funciona como funcionava
antes, quando torcedor era. Agora, os ímpetos têm “elevador”, ou seja, ao invés
de, como antigamente, quando o sentimento ia do coração, direto para a boca,
depois de estar em uma outra situação, aprendi que do coração,
obrigatoriamente, o impulso deve pegar o elevador direto à cabeça e, após lá
ficar um pouco, aí sim, boca à fora…
Ontem,
após o jogo, na condição de torcedor, jamais o título da mensagem seria, como
foi, TENTANDO MANTER A CALMA. Cuspindo marimbondo, como qualquer rubro-negro
estava, não haveria paciência para ninguém e, lógico, deixaria fluir tudo que
penso a respeito do que está acontecendo no futebol do Flamengo, só que a
experiência acumulada durante tanto tempo, somada à responsabilidade de ser um
ex-presidente, indica que a hora não é essa, embora esteja muito próxima. Não
vou aqui criticar política, filosofia, tática, treinador, jogadores, até que
cheguemos aos 46 pontos. A partir daí, passarei a ter o direito de colocar
tudo, “inclusive tudo”, sem a necessidade do elevador que, como todo elevador,
é claustrofóbico, agoniante, mas necessário…
A
chegada aos 46 pontos será a garantia de que o risco de rebaixamento será zero.
Faltam 10 jogos, em que, dos trinta pontos que serão disputados, precisamos
ganhar cinco, isto é, uma vitória e dois empates, ou duas vitórias (para
chegarmos aos 47). Pode ser que algum otimista possa estar me imaginando
pessimista, pois apenas quatro pontos separam o Flamengo do quarto colocado,
que é o Palmeiras com 45 pontos. E, este pensamento terá, matematicamente,
total sentido. Talvez a decepção destas três derrotas consecutivas esteja me
fazendo ver as coisas com ares pessimistas. Pode ser…
De
qualquer forma, já tenho uma definição pra lá do que clara na minha cabeça, com
relação ao nosso elenco e, ao nosso comando, dentro e fora do campo. Breve,
muito breve, vou poder mergulhar de cabeça neste tema, sem qualquer tipo de
constrangimento, como acontece neste exato momento, quando me sinto refém da
responsabilidade.
Mensagem final para Eduardo Bandeira de
Mello, Wallim Vasconcellos e cia…
Recebi
há pouco a relação dos nomes que aderiram à petição criada por nosso amigo
Estevão Castro, que pede a união das chapas Azul e Verde, para a eleição que
teremos no final do ano.
São
2.113 Rubro-Negros participando do movimento, pessoas que, assim como eu,
entendem ser este o caminho do bom senso para o futuro do nosso Flamengo.
Além
das mais de duas mil assinaturas, mais de mil Rubro-Negros escreveram mensagens
de apoio à união das chapas, como alguns exemplos que podem ser vistos abaixo.
“Tudo
pelo Flamengo, Nada do Flamengo!”
Estevão
Castro
“O que
deu certo não pode ser desfeito!!”
Juvenal
Melo
“Amigos,
não é o momento de colocarmos o ego acima de interesses maiores. Neste caso,
acima do Flamengo. Vocês são feras, mas, unidos, se tornam monstros! SRN”
Hugo
Mendes de Souza
“O
propósito (da Petição) é tão óbvio que torna desnecessário qualquer comentário.
O FLAMENGO é o mais importante!”
José
Mauro Barboza de Moraes
“Deve
prevalecer o bom senso daqueles (Bandeira de Melo e Wallim Vasconcellos) que
sabem e podem fazer o melhor pelo FLAMENGO… 
Seria contra senso e puro jogo de vaidades essa diferença não vir a ser
superada. E mais: nas próximas eleições o Wallim (que hoje teria assegurada a
Vice-Presidência) seria, tranquilamente, o Presidente e, no melhor para o
FLAMENGO, daria continuidade aos trabalhos de saneamento financeiro e a plena
revitalização do Flamengo como o melhor e maior do mundo.”
Filomeno
Matias
“Sou
flamenguista desde criança, assim como meus pais e irmãos. Sou sócio torcedor,
mesmo morando no interior do Maranhão, não gozando assim dos benefícios que os
demais sócios usufruem. Me tornei sócio só para ajudar o Flamengo, pois
acredito fielmente na atual direção e nos rumos que o nosso clube tem tomado.
Porém fico triste em ver o racha daquela Chapa azul, que juntos fizeram com que
não somente eu, mas toda uma nação, voltar a ter orgulho de ser Flamengo e de
sonhar com um futuro melhor. Portanto assino esse, pedindo que unam-se (as duas
chapas), em prol do Flamengo, pois juntos, a direção, o clube e a torcida
seremos mais fortes e num futuro próximo voltaremos a ser o maior das
Américas.”
Josivaldo
Nascimento dos Passos
Encaminharei
a petição para Eduardo Bandeira de Mello e Wallim. Espero que ambos se
sensibilizem, e reflitam, com essa demonstração de sabedoria, e amor pelo
Flamengo, que esses dois milhares de Rubro-Negros demonstraram.
Para
fazer o download da petição, e conferir os 2.113 nomes e as 1.103 mensagens
escritas em prol da união das chapas Azul e Verde, basta clicar aqui.

MAIS LIDOS

Conmebol nega pedido do Fla para inscrever mais dez atletas na Libertadores

O Flamengo sofre com o surto de contaminação pelo novo coronavírus instalado no clube. 16 jogadores pegaram Covid-19 nos últimos dias e a equipe...

Jair Ventura pede atacante do Flamengo pagando 100% do salário

O Flamengo possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tamanha qualidade técnica, é certo que muitos jovens atletas não terão a...

Cada um pensando em seu próprio umbigo

Muito do que tem acontecido nas últimas horas no futebol brasileiro serve para reforçar algo que já é histórico em relação a nossos dirigentes:...

Dirigente espera poder contar com atletas infectados na quarta

O Flamengo está passando por um surto de covid-19 em seu elenco. Ao todo, são 23 casos, inclusive entre comissão técnica e dirigentes. O...