quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Três volantes: Cristóvão diz que já foi abordado por crianças.

Três volantes: Cristóvão diz que já foi abordado por crianças.

Globo
Esporte – O tema “três volantes” é assunto recorrente no Flamengo.
Vanderlei Luxemburgo fez a maioria de suas partidas em 2015 com Jonas, Márcio
Araújo e Canteros titulares, e Cristóvão Borges manteve a formação também na
maior parte dos jogos, trocando apenas as peças – Cáceres tem sido titular no
lugar de Márcio, mas este voltou a ter chance com a lesão de Jonas. O treinador
atual até tem sido um pouco mais agressivo em algumas oportunidades, como no
duelo contra o Grêmio no Maracanã, onde começou com Everton no meio-campo. Mas
a formação, quando mais defensiva, costuma gerar críticas dos torcedores. A
questão já fez Cristóvão ser abordado até por crianças na rua, conforme o
próprio contou nesta sexta-feira, após o treino no Ninho do Urubu. Ele também afirmou
não ligar para as reclamações e cobrou uma discussão mais a fundo.
– Sou
bom cabrito. Bom cabrito não berra. Sem problema. Não tenho oportunidade de
falar muita coisa. Isso é uma coisa colocada, bem vendida. Às vezes sou
abordado na rua até por crianças com essa pergunta. Mas não se discute futebol,
na verdade. As coisas relevantes a gente deixa passar. Não se discute
preparação, treinamento, o que acontece no jogo. Coisas paralelas são muito
mais discutidas. Aí não dá para ficar falando muito sobre isso. É uma coisa que
se levanta, como se fosse moda. Todo mundo fala a mesma coisa. Mas ninguém
pergunta, aborda ou discute por que, para que, qual a razão para se jogar
assim. Então, é continuar apanhando quieto, quero só que a bola entre – disse,
em entrevista coletiva.
Cristóvão
explicou que a opção pelo número de volantes depende da evolução da defesa e
confessou que gosta de jogar com dois nessa função, em vez de três. Só que a
“cozinha” ainda não está totalmente pronta para isso.

Depende da característica do time, e isso já acontecia com outros treinadores
antes de eu chegar. Antes de o Guerrero chegar, nossa equipe tinha dificuldade
de prender a bola no ataque, aí a bola volta muito rápido e você tem que ter
uma organização defensiva boa. Quando cheguei aqui, nossa equipe defendia mal,
por isso tomava muitos gols. A equipe precisava defender bem. A gente começa a
arrumar pela cozinha, por isso muitas vezes estava jogando com três volantes.
Com Guerrero e Emerson, a equipe passou a prender mais a bola no ataque. Quando
a defesa estiver boa, dentro das possibilidades, a gente vai poder jogar,
porque inclusive adoro jogar só com dois volantes – declarou o técnico,
completando em seguida que, se o time estiver defendendo bem, dá para jogar até
com somente um volante.
Cristóvão
ainda confirmou que todos os zagueiros estão à disposição para o próximo jogo,
incluindo Wallace e Samir, recuperados de lesão, e descartou Ederson, que deve
estrear diante da Ponte Preta, no domingo da próxima semana. Neste domingo, às
16h, o Fla encara o Santos no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O
Rubro-Negro é o 11° colocado, com 19 pontos.

MAIS LIDOS

Edmundo critica o Flamengo por pedido de adiamento

Após dois jogos difíceis da Libertadores da América, o foco do Flamengo é no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, está maracado mais um jogo...

Rodrigo Caio é o oitavo atleta com Covid-19

O Flamengo vem de uma vitória que deu um alívio grande aos atletas e ao técnico Dome Torrent após a goleada histórica sofrida na...

Flamengo bate recorde de audiência na TV fechada

A vitória do Flamengo ontem pela Libertadores registrou o recorde de audiência na TV fechada pelo Fox Sports. Tanto a nação rubro-negra quanto os...

Vitória do Junior Barranquilla embola grupo do Flamengo

O Flamengo conseguiu vitória importante ontem em Guayaquil, porém ainda sim, o grupo do Flamengo está mais embolado do que nunca. Com exceção do...