Tyrone e Marcelinho serão julgados podendo pegar 3 jogos de gancho.

Por: Fla hoje

Foto: Reprodução

GLOBO
ESPORTE:
O lance em que Tyrone, do Mogi das Cruzes, pisa no tornozelo de
Marcelinho Machado, do Flamengo, em partida realizada pelo NBB na semana
passada, será julgado na próxima terça-feira pelo Superior Tribunal de Justiça
Desportiva (STJD). Os dois jogadores foram denunciados no artigo 250 do Código
Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de um a três jogos
para quem “praticar ato desleal ou hostil durante a partida”.

Tyrone
ainda terá de responder pelo artigo 184 do mesmo código, que diz que, em caso
de mais de uma ação, as penas serão cumulativas. Na partida da semana passada,
a arbitragem não marcou falta no lance.
Em
caso de condenação, Tyrone e Marcelinho poderiam desfalcar suas equipes no jogo
entre Mogi e Flamengo pelo returno, previso para o dia 14 de fevereiro. A
partida será a segunda do Fla e terceira do Mogi após o julgamento. Além dos
dois jogadores, também serão julgados o fisioterapeuta do Flamengo e irmão de
Marcelinho, Ricardo Machado, e o clube Mogi das Cruzes.
Ricardo
foi enquadrado nos artigos 243-C e 258-B. O 243-C trata de “constranger
alguém, mediante violência, grave ameaça ou por qualquer outro meio, a não
fazer o que a lei permite ou a fazer o que ela não manda” e prevê multa de
R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de 30 a 120 dias. O 258-B trata da invasão de
quadra, e prevê suspensão de uma a três partidas. O fisioterapeuta chegou a ser
desqualificado da partida e deixou a quadra após o lance.
O Mogi
das Cruzes será julgado no artigo 431i do Regulamento da competição que prevê
punição de R$ 2 mil a R$ 7 mil para as “arenas que não apresentarem
condições para atendimento emergencial aos torcedores ou jogadores e comissões
técnicas, com maca e equipamentos de primeiros-socorros e não providenciar, em
todos os jogos em que for mandante, um médico e dois enfermeiros com nível
superior”. E o clube ainda poderá ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil por
deixar de cumprir o regulamento da competição, conforme prevê o artigo 191, em
seu inciso III do CBJD.
O
lance envolvendo Tyrone e Marcelinho aconteceu no terceiro quarto da partida
realizada no último dia 17, quando o Flamengo venceu o Mogi por 83 a 57, no
Hugo Ramos. Logo após a partida, o jogador do Flamengo criticou Tyrone dizendo
que o ala-pivô era “sujo” e foi “desleal” no lance. Tyrone
disse que não foi desleal, alegou que o basquete é um esporte de contato e
sugeriu a aposentadoria de quem não concordasse.
A Liga
Nacional de Basquete também se pronunciou e disse que estava montando um dossiê
para apresentar ao STJD. O lance ainda repercutiu entre outros atletas, como
Duda Machado e Davi Rossetto, que também criticaram o americano do Mogi.

MAIS LIDOS

Goleiro do Flamengo é anunciado pelo CSA

O Flamengo está se organizando pensando na próxima temporada. O Rubro-negro carioca tem hoje o elenco mais qualificado do futebol sul-americano e, por conta...

Flamengo irá economizar R$ 15 milhões com Arrascaeta e Rodrigo Caio

O Flamengo é o time mais rico do futebol brasileiro, porém, a temporada 2021 promete ser mais apertada. O clube já não tem a...

Salário gigante de Rafinha no Fla irrita torcida; veja os comentários

O Flamengo tem hoje um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Porém, o Mais Querido continua atento ao mercado da bola, podendo fazer mais...

Jorge Jesus não esquece do titulo do Mengão e surpreende

O Flamengo ganhou na última semana o titulo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca conquistou o seu oitavo titulo do Brasileirão, algo que foi...