segunda-feira, setembro 21, 2020
Início Notícias Vamos em frente, Flamengo.

Vamos em frente, Flamengo.

Foto: Andressa Anholete/FramePhoto

REPÚBLICA
PAZ E AMOR
: É muito difícil, até mesmo para os mais incansáveis ratos de
biblioteca, encontrar na história do futebol mundial um time capaz de rivalizar
com o Flamengo no controvertido campo da reversão de expectativas. Nessa
especialidade somos, indiscutivelmente, os maiores de todos os tempos.

Durante
a semana que precedeu o Flamengo x Atlético, disputado em Brasília pela 14ª
rodada do Brasileiro, a imprensa, o empresariado, a magistratura e o clero
declararam, peremptoriamente, que o Flamengo seria derrotado e iniciaria, com
algum atraso, a sua vertiginosa e muito esperada descida rumo às profundas do
Z4.
Se tem
uma coisa que aprendemos vivendo na zona que é o Brasil é que em 100% dos casos
em que a imprensa, o empresariado, a magistratura e o clero concordam em alguma
coisa eles estão 150% errados. Baseados em mistificações, antipatias,
inverdades e factoides de R$1,99, os comentaristas de resultado apontaram que
as falhas incorrigíveis do Flamengo, não ter meia armador, não ter estádio,
vender ingresso pra torcida adversária e, o defeito original, ser do Rio de
Janeiro e morar no Leblon, seriam letalmente explorados pelo nosso
perigosíssimo e impiedoso adversário.
Venderam
tão bem esse peixe que parte da torcida do Flamengo acreditou nesse boi tatá
aderindo ao bloco de derrotistas, que na falta de trabalho remunerado, roupa no
tanque ou louça na pia, se dedica a trombetear o iminente fim do mundo
rubro-negro. Para estes quintas-colunas o resultado do jogo não poderia ter
sido mais desastroso. Porque pior que os 3 pontos que mantém o Flamengo em
franca disputa pelo hepta foi a negação de suas teses mais caras, tipo a
torcida de Brasília é impura, os óculos do Jayme dão azar e Fernandinho não
acerta porra nenhuma.
Para
gáudio dos verdadeiros rubro-negros (vocês sabem que a maioria deles nem sabia
que tinha jogo às 11 da manhã) o Flamengo confirmou seus talentos. Reverteu as
expectativas, destroçou com a marra atleticana (colorida e flavorizada
artificialmente), instalando o pânico e o desespero nas hostes atleticanas,
alquebradas pela fila de 45 anos no Brasileiro. Foi bonito ver a galinha
pirando outra vez. Reacendeu aquele fogo sagrado do hepta nos honoráveis rabos
rubro-negros. Confirmando as escrituras rubro-negras, quando diz que aqueles
que foram humilhados serão sempre esculachados.
Os
efeitos alucinógenos do ácido heptanóico ainda não são plenamente conhecidos
pela ciência, mas a euforia por ele provocada na torcida do Flamengo confirma
que o bagulho é bom. É só sentir o cheirinho pra começar a viajar. E mesmo
viajando a torcida viu que o Flamengo conseguiu jogar ainda melhor do que jogou
no 1º tempo do domingo passado. Cada vez mais compacto, com a defesa finalmente
jogando como homem e com o meio reforçado pelo talento do popular Mancuello o
Flamengo parecia mesmo um time disputando o título à vera. Foi muito bom de se
ver. Temos que jogar assim todo dia.
Sabemos
que é difícil manter a regularidade num campeonato cruel como o Brasileiro,
nêgo se machuca, nêgo é convocado, nêgo pisa na lâmpada, essas coisas vivem
acontecendo com nêgo. Mas depois que o time aprende a jogar de uma maneira
consistente, e isso o Zé Ricardo está conseguindo fazer, os desfalques e as
substituições deixam de ser um drama. Contra o Atlético as mexidas não
alteraram a maneira do time jogar. Nem Gabriel conseguiu. Ponto pra Comissão
Técnica, Jayme e Mozer incluídos.
A
receita para o sucesso no Brasileiro é um segredo de Polichinelo, todo mundo já
sabe como é que funciona. Não adianta sair correndo e ficar tirando selfie no
alto da tabela antes de dezembro, o lance é avançar cautelosamente mantendo uma
distância segura tanto dos arrivistas em direção ao Jockey Club de Asunción
quanto da confusão dos times ioiô, condenados desde sempre ao sobe e desce
divisional. Enquanto consegue se manter no sapatinho frenético o Flamengo é
muito mais perigoso.
Vamos
em frente, Flamengo. Sem neurose, sem caô. Muito amor no coração.
Mengão
Sempre
ARTHUR
MUHLENBERG

MAIS LIDOS

Conmebol: Por que o jogo Barcelona SC x Flamengo não será adiado

Após a confirmação de seis jogadores diagnosticados com Covid-19, os torcedores do Flamengo se questionaram nas redes sociais sobre a possibilidade de a Conmebol...

Fla pode ter até onze desfalques para duelo da Libertadores

A situação do Fla não é das melhores. Após a goleada por 5 a 0 diante do Independiente Del Valle, na última semana, o...

Willian Arão é criticado por Mauro Cezar Pereira

Com a saída de Jorge Jesus e chegada de Dome Torrent, os torcedores já esperavam que alguns atletas iriam ter uma queda de dempenho,...

Quatro jogadores do Flamengo testam positivo para covid-19

A onda de notícias ruins não acabam no rubro-negro. Segundo o repórter Vene Casangrande, quatro jogadores do Flamengo testaram positivo para covid-19. E todos...