quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Vasco tem pior ataque das Séries A e B nos pontos corridos.

Vasco tem pior ataque das Séries A e B nos pontos corridos.

Numerólogos
– Os torcedores do Vasco têm motivos de sobra de preocupação com a campanha do
clube no Campeonato Brasileiro e o possível risco de um novo rebaixamento, que
seria o terceiro de sua história. Com apenas 12 pontos em 16 partidas
disputadas, o Gigante da Colina está na penúltima posição, a cinco pontos do
Avaí, 16º colocado e primeiro time fora do Z-4. Mesmo após a chegada do técnico
Celso Roth para substituir Doriva, que tinha conquistado o Carioca, o time não
vem rendendo o esperado. A equipe tem o pior ataque da competição na era dos
pontos corridos se levarmos em conta as 16 primeiras rodadas nas Séries A e B,
com só oito gols marcados, “superando” Náutico (Série A 2013),
Criciúma (Série A 2014) e Vila Nova (Série B 2014), que tinham balançado a rede
nove vezes. Anteriormente, 2010 era o ano que o Vasco tinha feito menos gols
(16) na primeira divisão, o que representa o dobro da atual edição. Os anos em
que o clube marcou mais gols até a 16ª rodada foram 2007 e 2008, ambos com 30.
O
atual saldo de gols (-21) do Gigante da Colina também é o pior da Série A desde
2003. Até então, essa marca pertencia ao América-RN e ao Avaí, que em 2007 e
2011 respectivamente tinham saldo menos 18 ao término da 16ª rodada. Nem em
2005 (-12) e nos anos em que foi rebaixado (+2 em 2008 e -4 em 2013), o saldo
de gols do time foi tão ruim neste período da competição como agora. O melhor
saldo (+10) da equipe na elite do futebol brasileiro ocorreu em 2012, quando
fez 22 gols e sofreu 12 em 16 jogos.
Com 29
gols sofridos, o Vasco tem a defesa mais vazada do Brasileirão 2015. Lembrando
que o recorde de gols sofridos nos 16 jogos iniciais nas Séries A e B também
pertence ao clube carioca, que em 2005 buscou a bola no fundo da rede 40 vezes.
O melhor desempenho da defesa vascaína na elite do futebol brasileiro aconteceu
em 2012, quando levou 12 gols.       
Performance dos clubes na Série A desde
2003 até a 16ª rodada:
2003
Juventude
– pior saldo de gols: -13 (16 gols marcados, 29 gols sofridos) 
Fortaleza
– pior ataque: 15 gols marcados
Paysandu
– pior defesa: 36 gols sofridos
2004
Corinthians
– pior saldo de gols: -11 (17 gols marcados, 28 gols sofridos)
Guarani
– pior ataque: 13 gols marcados
Botafogo
– pior defesa: 30 gols sofridos
2005
Vasco
– pior saldo de gols: -12 (28 gols marcados, 40 gols sofridos)
Figueirense
– pior ataque: 14 gols marcados
Vasco
– pior defesa: 40 gols sofridos
2006
Corinthians
e Fortaleza – piores saldo de gols: -10 (Timão marcou 17 e sofreu 27; Fortaleza
marcou 12 e sofreu 22)
Fortaleza
– pior ataque: 12 gols marcados
Ponte
Preta – pior defesa: 31 gols sofridos
2007
América-RN
– pior saldo de gols: -18 (14 gols marcados, 32 gols sofridos)
Grêmio
e América-RN – piores ataques: 14 gols marcados
Cruzeiro
– pior defesa: 33 gols sofridos
2008
Ipatinga
– pior saldo de gols: -13 (17 gols marcados, 30 gols sofridos)
Atlético-PR
– pior ataque: 15 gols marcados
Portuguesa
– pior defesa: 32 gols sofridos
2009
Náutico
– pior saldo de gols: -16 (18 gols marcados, 34 gols sofridos)
Fluminense
– pior ataque: 13 gols marcados
Náutico
– pior defesa: 34 gols sofridos
2010
América-MG
– pior saldo de gols: -13 (14 gols marcados, 27 gols sofridos)
Ceará
– pior ataque: 12 gols marcados
Atlético-MG
– pior defesa: 28 gols sofridos
2011
Avaí –
pior saldo de gols: -18 (18 gols marcados, 36 gols sofridos)
Atlético-GO
e Atlético-PR – piores ataques: 15 gols marcados
Avaí –
pior defesa: 36 gols sofridos
2012
Atlético-GO
– pior saldo de gols: -14 (16 gols marcados, 30 gols sofridos)
Bahia
– pior ataque: 12 gols marcados
Coritiba
– pior defesa: 32 gols sofridos
2013
Náutico
– pior saldo de gols: -17 (9 gols marcados, 26 gols sofridos)
Náutico
– pior ataque: 9 gols marcados
Criciúma
e Ponte Preta – piores defesas: 28 gols sofridos
2014
Criciúma
– pior saldo de gols: -12 (9 gols marcados, 21 gols sofridos)
Criciúma
– pior ataque: 9 gols marcados
Palmeiras
– pior defesa: 23 gols sofridos
2015
Vasco
– pior saldo de gols: -21 (8 gols marcados, 29 gols sofridos)
Vasco
– pior ataque: 8 gols marcados
Vasco
– pior defesa: 29 gols sofridos
Performance dos clubes na Série B desde
2006 até a 16ª rodada:
2006
Remo –
pior saldo de gols: -16 (17 gols marcados, 33 gols sofridos)
Ceará
– pior ataque: 15 gols marcados
Remo –
pior defesa: 33 gols sofridos
2007
Remo –
pior saldo de gols: -11 (23 gols marcados, 34 gols sofridos)
Ipatinga
– pior ataque: 16 gols marcados
Remo –
pior defesa: 34 gols sofridos
2008
CRB –
pior saldo de gols: -19 (15 gols marcados, 34 gols sofridos)
CRB e
Gama – piores ataques: 15 gols marcados
CRB –
pior defesa: 34 gols sofridos
2009
Campinense
– pior saldo de gols: -20 (18 gols marcados, 38 gols sofridos)
ABC –
pior ataque: 11 gols marcados
Campinense
– pior defesa: 38 gols sofridos
2010
Vila
Nova – pior saldo de gols: -21 (10 gols marcados, 31 gols sofridos)
Vila
Nova – pior ataque: 10 gols marcados
Ipatinga
– pior defesa: 32 gols sofridos
2011
Duque
de Caxias – pior saldo de gols: -22 (14 gols marcados, 36 gols sofridos)
Criciúma
– pior ataque: 13 gols marcados
Duque
de Caxias – pior defesa: 36 gols sofridos
2012
Ipatinga
– pior saldo de gols: -26 (11 gols marcados 37 gols sofridos)
Grêmio
Barueri – pior ataque: 10 gols marcados
Ipatinga
– pior defesa: 37 gols sofridos
2013
ABC e
ASA – piores saldo de gols: -12 (ABC 13 gols marcados e 25 gols sofridos; ASA
16 gols marcados e 28 gols sofridos)
Atlético-GO
– pior ataque 12 gols marcados
Icasa
– pior defesa: 30 gols sofridos
2014
Vila
Nova pior saldo de gols: -19 (9 gols marcados, 28 gols sofridos)
Vila
Nova pior ataque: 9 gols marcados
Vila
Nova pior defesa: 28 gols sofridos
2015
Ceará
pior saldo de gols: -13 (12 gols marcados, 25 gols sofridos)
Atlético-GO,
Boa Esporte e Ceará pior ataque: 12 gols marcados
Mogi
Mirim pior defesa: 29 gols sofridos
Performance do Vasco desde 2003:
2003
Saldo
de gols: -2 (23 gols marcados, 25 gols sofridos)
2004
Saldo
de gols: +4 (25 gols marcados, 21 gols sofridos)
2005
Saldo
de gols: -12 (28 gols marcados, 40 gols sofridos)
2006
Saldo
de gols: -4 (20 gols marcados, 24 gols sofridos)
2007
Saldo de
gols: +9 (30 gols marcados, 21 gols sofridos)
2008
Saldo
de gols: +2 (30 gols marcados, 28 gols sofridos)
2009 – Série B
Saldo
de gols: +16 (24 gols marcados, 8 gols sofridos)
2010
Saldo
de gols: -1 (16 gols marcados, 17 gols sofridos)
2011
Saldo
de gols: +3 (23 gols marcados, 20 gols sofridos)
2012
Saldo
de gols: +10 (22 gols marcados, 12 gols sofridos)
2013
Saldo
de gols: -4 (23 gols marcados, 27 gols sofridos)
2014 – Série B
Saldo
de gols: +14 (23 gols marcados, 9 gols sofridos)
2015
Saldo
de gols: -21 (8 gols marcados, 29 gols sofridos)

MAIS LIDOS

Edmundo critica o Flamengo por pedido de adiamento

Após dois jogos difíceis da Libertadores da América, o foco do Flamengo é no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, está maracado mais um jogo...

Rodrigo Caio é o oitavo atleta com Covid-19

O Flamengo vem de uma vitória que deu um alívio grande aos atletas e ao técnico Dome Torrent após a goleada histórica sofrida na...

Flamengo bate recorde de audiência na TV fechada

A vitória do Flamengo ontem pela Libertadores registrou o recorde de audiência na TV fechada pelo Fox Sports. Tanto a nação rubro-negra quanto os...

Vitória do Junior Barranquilla embola grupo do Flamengo

O Flamengo conseguiu vitória importante ontem em Guayaquil, porém ainda sim, o grupo do Flamengo está mais embolado do que nunca. Com exceção do...