terça-feira, setembro 29, 2020
Início Notícias Veja as maiores arrancadas e derrocadas do 2º turno.

Veja as maiores arrancadas e derrocadas do 2º turno.

ESPN
– O 1º turno é um grande indício do que acontecerá com seu time. Mas nem sempre
é assim. Veja as maiores arrancadas e derrocadas do 2º turno.
Em
2013, o São Paulo saiu da 17ª
colocação, na zona de rebaixamento, para a 9ª posição.
No
fim do primeiro turno de 2009 o Flamengo
era o 7º colocado; 19 rodadas depois, o time conquistava o hexa no Brasileiro.
No
mesmo ano, o Goiás era o 3º após a
metade do campeonato, mas terminou em 9º lugar, bem longe da Libertadores.
Em
2008, a Portuguesa foi da 14ª
colocação para a 19ª, caindo para a Série B.
Curiosamente,
a situação foi exatamente contrária à do Fluminense,
que foi do 19º para o 14º lugar, se livrando da degola.
Um
ano antes, em 2007, o Santos subiu
da 8ª posição para a 2ª, garantindo-se na Libertadores.
Já o
Botafogo acabou caindo do 2º lugar
para o 9º, adiando o sonho de voltar à competição internacional.
Também
em 2007, o Vasco terminou a metade
do Brasileirão em 4º lugar, mas, 19 jogos depois, era apenas o 10º colocado.
Em
2006, o Corinthians terminou a
metade do torneio em 19°, na penúltima posição, mas conseguiu se livrar da
degola terminando em 10º.
No
mesmo campeonato, o São Caetano fez
exatamente o contrário, foi de 10º para 19º, terminando 2006 como rebaixado
para a Série B.
Em
2005, com 22 times no Brasileiro, o Figueirense
foi de 21º, na zona de rebaixamento, para 16ª, permanecendo na elite.
No
mesmo ano, o Brasiliense foi de 17º
para 22º, na lanterna, caindo para a segunda divisão.
Também
em 2005, o Coritiba caiu seis
posições entre um turno e outro, indo da 13ª para a 19ª posição, caindo para a
Série B.
Em
2004, a Ponte Preta era a 3ª na
primeira metade do Brasileiro, perto dos líderes, mas terminou a competição na
tímida 10ª posição.
Já o
Paraná teve uma campanha bastante
oposta. Subindo nove posições, o time foi de último colocado para 15º,
escapando da queda.
O Flamengo também se livrou do decesso em
2004, indo de 23º para 17º.
O Paysandu foi outro que conseguiu
escapar do rebaixamento, indo de 22º para 14º.
O Vitória fez o caminho contrário, caindo
de 16º para 23º e acabando na Série B.
O Criciúma foi mais um que terminou
rebaixado após fazer um primeiro turno consistente em 2004: de 13º para 21º.
Em
uma das reações mais inacreditáveis, o Goiás
saiu de 24º, na lanterna, em 2004 para a 9ª colocação.

MAIS LIDOS

Paquetá é vendido pelo Milan e Fla receberá milhões

O Flamengo fez muitas negociações ao longo dos últimos anos com o futebol europeu. Uma das maiores negociações foi o meia atacante Paquetá, jogador que foi...

Libertadores: Gabigol deve jogar contra o Del Valle

O Flamengo tem amanhã, quarta-feira, um dos jogos mais importantes da temporada. O Rubro-negro mede forças com o Independiente del Valle, em jogo válido pela quinta rodada...

Flamengo consegue novo patrocinador; ganho será milionáro

O Flamengo continua sendo o clube mais procurado no futebol brasileiro em questão de patrocínios. O Rubro-negro já recebe uma bolada do banco BRB, enquanto...

Grupo City fica perto de contratar Lincoln

O Fla hoje possui uma das bases mais promissoras do futebol sul-americano. Ao longo dos últimos anos, vários atletas de muita qualidade técnica foram negociados...