sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Vilaron analisa empate e vê 'domínio' do Flamengo.

Vilaron analisa empate e vê ‘domínio’ do Flamengo.

Foto: Chico Ferreira/Futura Press

SPORTV: Sem Lucas Lima, Gabriel, Ricardo Oliveira, Zeca e Thiago Maia, o
Santos empatou por 0 a 0 com o Flamengo em Cuiabá nesta quarta-feira. Com a
derrota do Corinthians para o Atlético-PR, o Peixe assumiu a liderança
provisória do Brasileirão. E, para o comentarista Wagner Vilaron, o resultado
pode ser comemorado pelo Alvinegro Praiano. Além dos desfalques, o jornalista
ainda lembrou que a maioria da torcida estava a favor do time carioca.

– As
alteações do Dorival foram mais para reforçar a marcação que para a saída
ofensiva. Nos últimos 15 minutos, o Santos se contentou com o resultado, com um
ponto nessas circunstâncias: sem cinco titulares e fora da Vila Belmiro. O
Santos, de certa forma, saiu festejando esse ponto conquistado – afirmou Wagner
Vilaron.
Na sua
opinião, o Flamengo foi quem esteve mais perto da vitória durante a partida,
embora as duas equipes tenham jogado ofensivamente.
– Foi
um grande jogo, pena que não teve o gol. A partida foi, de fato, muito
interessante, mas a maior parte do tempo com domínio do Flamengo. O jogo foi
legal porque Flamengo e Santos procuraram o ataque desde o início da partida.
Claro, o Santos sentiu as ausências. O fato de o mando ter sido praticamente
invertido, a atmosfera aqui de Cuiabá é toda pró-Flamengo. Diante disso, o
Flamengo conseguiu tomar conta da partida. Quem ditou ritmo, quem teve mais
presença no ataque foi o Flamengo.
Wagner
Vilaron enxergou o Rubro-Negro insistindo muito no lado direito de seu ataque
no primeiro tempo. E, com isso, o Santos conseguiu neutralizar. Na etapa final,
com mais variações, os cariocas trouxeram mais dificuldade ao Peixe, mas não
furaram o bloqueio defensivo.
– No
primeiro tempo, o Flamengo dominou, mas o time jogou muito pelo lado direito.
Não tem problema nenhum, desde que você tenha um pouquinho de variação. A
defesa adversária percebe isso e vai ser armando, para evitar esse tipo de
chegada. O Flamengo não conseguiu encontrar essa versatilidade. No segundo
tempo, o papo do Zé Ricardo deve ter passado por isso, tanto que a gente viu o
Chiquinho mais atuante. O Flamengo percebeu o problema e tomou uma atitude, com
posicionamento diferente, com alterações, para corrigir esse problema. O
Flamengo passou a jogar mais pela esquerda e pelo meio também, o que dificultou
a marcação do Santos.
Na
próxima rodada, o Flamengo encara o Atlético-PR em Cariacica. O Santos vai a
Belo Horizonte, para encarar o América-MG.

MAIS LIDOS

Conmebol nega pedido do Fla para inscrever mais dez atletas na Libertadores

O Flamengo sofre com o surto de contaminação pelo novo coronavírus instalado no clube. 16 jogadores pegaram Covid-19 nos últimos dias e a equipe...

Jair Ventura pede atacante do Flamengo pagando 100% do salário

O Flamengo possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tamanha qualidade técnica, é certo que muitos jovens atletas não terão a...

Cada um pensando em seu próprio umbigo

Muito do que tem acontecido nas últimas horas no futebol brasileiro serve para reforçar algo que já é histórico em relação a nossos dirigentes:...

Dirigente espera poder contar com atletas infectados na quarta

O Flamengo está passando por um surto de covid-19 em seu elenco. Ao todo, são 23 casos, inclusive entre comissão técnica e dirigentes. O...