domingo, setembro 27, 2020
Início Notícias Vitória morna.

Vitória morna.

Buteco
do Flamengo – Salve, Buteco! Vitória morna, burocrática, no bizarro horário do
almoço, contra a equipe que talvez seja a mais fraca do campeonato. O Flamengo
foi soberano durante os noventa minutos e, à exceção de um ou dois lances, não
foi ameaçado pelo Joinville, tendo criado outras chances de gol além das
convertidas. Nem por isso jogou bem, nem por isso convenceu. Quem está de
parabéns é a torcida, que compareceu em massa ao Maracanã, mesmo após três
derrotas consecutivas, acolhendo a equipe e lhe dando suporte para retomar o
caminho das vitórias. Mas qual seria o motivo da queda de rendimento, se é que
podemos mesmo dizer que foi um só? É comum as pessoas buscarem uma causa ou um
culpado para um problema, quando a realidade pode ser bem mais complexa e não
se mostrar passível de explicação por apenas um ângulo.
Neste
passo, costumo sempre dizer nos bate-papos com [email protected] no Buteco que a diferença
entre o gênio, o craque, o jogador acima da média e o comum está, basicamente,
na regularidade em que cada um produz os lances geniais, mais decisivos ou de
maior importância ou qualidade. Tenho para mim, então, que um dos motivos para
a queda de rendimento da equipe pode ser a simples incapacidade de boa parte do
elenco de jogar em alto nível por longo período de tempo, eis que, afinal de
contas, não estamos falando das atuais equipes do Barcelona, do Real Madrid ou
do Bayern de Munique, por exemplo. Outro fator que pode perfeitamente a ele se
somar, por não ser excludente, é o fato dos adversários, após seis partidas,
não mais se surpreenderem por esse time do Flamengo, ainda mais se levarmos em
conta os diversos recursos tecnológicos atualmente disponíveis para estudar as
equipes. É até desnecessário ressaltar que nesse ponto o trabalho do treinador
ganha muita relevância, não só viabilizando novas opções ofensivas para a
equipe, além de corrigir os erros defensivos, como também estudando os
adversários.
Resta
ainda a questão da motivação e do comprometimento dos atletas. Não se pode
dizer que esse elenco jogue de má-vontade ou não se empenhe dentro de campo. Ao
mesmo tempo, não é de hoje que a torcida sente que falta alma rubro-negra a
esse time, que não por acaso vem falhando em momentos decisivos. Por mais que
se possa dizer que o problema já é antigo na Gávea, foi presente nesse triênio
da administração “Blues”, podendo-se dizer que a Copa do Brasil 2013
foi um ponto positivo fora da curva negativa, causado por circunstâncias muito
especiais que acenderam naquele elenco a vontade de conquistar o título. Não se
vê nada remotamente parecido no elenco atual, que chega ao ponto de, dentro de
campo, permanecer impávido e indiferente a agressões físicas explícitas e
flagrantes feitas por adversários. O time corre e se empenha dentro de campo,
mas passa a impressão de o fazer apenas por pura obrigação profissional,
portando-se de forma indiferente à paixão do torcedor.
O que
fazer para a relação torcida x time voltar a dar liga?
***
O jogo
tinha tudo para ser mais desgastante do que foi. A amenização do clima no Rio
de Janeiro sem dúvida afastou mais um difícil adversário para quem precisa
tomar a iniciativa do jogo, que seria o calor escaldante do meio dia na cidade.
Além disso, nunca é fácil jogar contra um adversário retrancado. Se o Brasil de
Nilton Santos, Pelé e Garrincha teve contra uma obscura equipe de País de Gales
em plena Copa do Mundo, por que o Flamengo não teria contra o Joinville? Temos
aqui outro possível fator que contribuiu para o time não jogar bem ontem.
Apesar disso, pôde-se notar claramente que Alan Patrick não estava tecnicamente
em um bom dia, que Everton não apareceu tanto quanto em outras partidas, ao
contrário de Paulinho, que foi mais presente, embora longe de ser brilhante.
César Martins foi o melhor da defesa. Alan Patrick, por sinal, como mostram os
números, é o principal jogador do time e é em torno dele que tudo acontece.
De
positivo, achei que o time não fugiu do padrão tático, ainda que até certo
ponto previsível, porém sem se afobar em momento algum. De negativo, a baixa
qualidade técnica da atuação de todos em geral e aquela já comentada falta de
vibração na partida. Foi interessante observar que, após o segundo gol, o time
parece ter tirado um peso de cima das costas, jogando de forma mais alegre, até
displicente. Talvez seja um importante ponto a ser trabalhado no aspecto
psicológico.
***
O Mais
Querido só voltará a campo pelo Brasileiro dia 14. Até lá, um longo tempo para
Oswaldo preparar a equipe e buscar novas alternativas ofensivas e corrigir os
erros da defesa. A luta pela vaga na Libertadores continua. O campeonato parece
ter em Corinthians, Atlético/MG e Grêmio os prováveis donos cativos das três
primeiras colocações. A quarta posição está em aberto e os aspirantes Flamengo,
Palmeiras, São Paulo, Santos e Internacional apresentam performances instáveis
e bastante oscilantes ao longo do campeonato. E dentre eles, o trio paulista
terá pela frente dois desgastantes duelos pelas semifinais da Copa do Brasil,
período durante o qual provavelmente serão forçados a poupar atletas titulares.
Chance
de ouro para o Flamengo de Oswaldo abrir vantagem e assegurar de vez a vaga na
Libertadores. E para tanto, o ideal é chegar às datas da Copa do Brasil com a
quarta colocação já reconquistada.
Como
de praxe, a palavra está com vocês para falar do jogo de ontem e das
perspectivas do Mais Querido no campeonato.
Bom
dia e SRN a [email protected]
Gustavo
Brasília

MAIS LIDOS

Torcida do Flamengo responde palmeirenses após provocações

O Flamengo tentou desde do meio da última semana adiar o jogo contra o Palmeiras, neste domingo. O confronto só foi adiado após o...

César não viaja para São Paulo e desfalca Flamengo

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro suspendeu a partida do Flamengo diante do Palmeiras deste domingo. Por não ser uma decisão...

Palmeiras ameaça paralizar o Brasileirão e torcida do Fla não deixa barato

O Flamengo está com vários atletas contaminados, além de dirigentes e membros da comissão técnica. Com o jogo marcado contra o Palmeiras neste domingo,...

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...