segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Vitória sem samba.

Vitória sem samba.

Falando
de Flamengo – Perdoem a comparação nerd, mas como um viciado em videogames, eu
classificaria a partida de ontem como aquelas missões em que, ao completar,
você recebe uma medalha de ouro, prata ou bronze ou simplesmente passa de fase
sem receber gratificações especiais. Essa última opção foi o caso do Flamengo.

Depois
de ter perdido o Campeonato Carioca na semifinal, o mínimo esperado era um bom
desempenho contra o Salgueiro na Copa do Brasil para levantar a moral. Porém
mesmo com a eliminação do jogo de volta por conta do placar de 2×0 como
visitante, não teve carnaval fora de época. E apesar do nome do adversário só
me lembrar da escola de samba, no estádio em Pernambuco o samba foi trocado
pela insistente buzina do Tarcísio.
O
Rubro-Negro tinha tudo para conseguir uma goleada confortável para deixar todo
mundo mais feliz e satisfeito com o que viu em campo. Mas o que acabou
acontecendo foram novamente muitos erros de passe e algumas finalizações no
mínimo peculiares (até tu, Éverton?), chegando à expulsão do Gabriel em uma
falta completamente desnecessária.
Sendo
justo, por outro lado o time até soube se aproveitar das fragilidades do
Salgueiro, e com tranquilidade conseguiu chegar perto do gol frequentemente.
Mas como isso aqui é futebol e não curling, chegar perto do alvo não adianta
absolutamente nada.
Ah!
Mas nos momentos em que finalmente deu certo, valeu a pena. Apesar de mais ou
menos 310 minutos sem saber o que é marcar um gol, tanto a jogada do Arthur
Maia no primeiro gol quanto o toque do Marcelo Cirino pra rede no segundo foram
maneiros.
2×0,
sem jogo de volta… então por que a crítica? Porque se o adversário fosse um
pouco melhor, devido aos nossos erros a gente provavelmente agora teria
gratuitamente uma partida a mais no calendário. E como a partir de hoje estamos
de “férias” até o dia 10 de maio, quando estrearemos no Brasileirão contra o
São Paulo, esse desempenho, falhas e deficiências são as coisas que ficarão na
cabeça para serem trabalhadas até lá.
Estamos
na terceira fase da Copa do Brasil. E a “comemoração” termina por aí. Até
porque, voltando aos videogames, esse início de competição é como jogar no modo
easy – ou seja, tem que ganhar.
Felippe
Fogli

MAIS LIDOS

Fla hoje: Hugo ou César na Libertadores?

O Fla hoje agora está focado na disputa da Libertadores da América. Na próxima quarta-feira, o Rubro-negro carioca tem pela frente um dos jogos...

Dome se diz “extremamente orgulhoso” da atuação do Fla após empate

Ausente no empate em 1 a 1 diante do Palmeiras, na tarde deste domingo (27), Domènec Torrent, afastado por estar infectado pelo novo coronavírus,...

Torcida do Palmeiras pede a cabeça de Luxa após empate; veja os comentários

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O Rubro-negro viu o time paulista abrir o placar, entretanto,...

Jordi Guerrero rasga elogios a Base do Fla: “Estavam preparados para jogar”

Jordi Guerrero, substituto de Domènec Torrent na tarde deste domingo diante do Palmeiras, onde a equipe saiu de campo com um empate em 1...