Zé Ricardo deixa de ser convicto para ser teimoso no Flamengo.

Foto: Adelson Costa / Pernambuco Press

SPORTV:
O momento do Flamengo passa longe de ser bom. Há quatro jogos sem ganhar no
Brasileiro e eliminado da Libertadores, o Rubro-negro carioca ocupa apenas a
15ª posição no campeonato. A má fase faz com que Zé Ricardo, treinador da
equipe, seja cada vez mais pressionado pelos torcedores do clube, apesar de
Eduardo Bandeira de Mello, presidente do clube, bancar sua permanência. Durante
o “Seleção SporTV”, os comentaristas analisaram a situação do técnico
no cargo. Para o analista Wagner Villaron, a avaliação da torcida sobre o
comandante do Fla mudou. Antes, Zé Ricardo era considerado como
“convicto”. Hoje, é taxado como “teimoso”.

– No
ano passado, o Zé Ricardo era visto como um cara de convicções: “Nossa,
contra o Palmeiras, em São Paulo, tirou o Diego do time. É um cara que tem o
controle, sabe o que está fazendo”. Hoje, de convicto ele virou teimoso –
avaliou.
Marcelo
Barreto, jornalista e apresentador do programa, acredita que Zé Ricardo é um
treinador que já teve muitas convicções, mas que começou a perdê-las nos
últimos tempos. As contratações de jogadores como Diego são, na opinião de
Barreto, uma das razões para que o treinador tivesse que alterar o seu
planejamento.
– A
minha avaliação é de que ele está começando a perder cada vez mais convicções.
(Ele) já as teve, e muito. Eu acho assim: o Zé tinha feito uma grande alteração
no projeto que ele tinha para comandar o Flamengo, que foi mudar o esquema para
encaixar o Diego no time. E aí é uma leitura assim, se eu sou o técnico do
Flamengo, um time super popular no Brasil, e chega um jogador de impacto que a
torcida está esperando, eu não posso dizer para a torcida o seguinte:
“Olha, eu jogo no 4-1-4-1 e acho que o Diego não tem a característica nem
de jogar por dentro, nem de jogar por fora. Então, melhor não”. Não tem
jeito. Vou mudar meu jeito de jogar para encaixar o Diego – analisou.
Apesar
disso, Barreto reconheceu que as atuações de Diego foram importantes para a
última temporada do Flamengo. A questão, na visão do jornalista, é que vários
jogadores com nível semelhante ao de Diego chegaram à equipe em 2017, o que
causa novas alterações ao plano da equipe.
– Deu
tudo certo. O Flamengo jogou bem, disputou o título brasileiro até o fim, o
Diego rapidamente brilhou. O problema é que, esse ano, foi chegando “um
Diego” atrás do outro. Mesmo que não fosse um jogador do nível do Diego, a
expectativa veio gigante, e tudo para o mesmo tipo de posição – disse.
O
jornalista Cléber Machado foi além e analisou a expectativa colocada em cima
dos reforços da equipe carioca. Ele lembrou que nomes como Berrío chegaram com
alta expectativa ao clube, mas não corresponderam. Por conta disso, ele vê o
treinador com responsabilidade pela fase dos atletas – concordando com Marcelo
Barreto, que citou uma entrevista de Zé Ricardo. Nela, o técnico diz que
participa de todas as contratações do clube.
– Como
foi avaliada a contratação do Berrío antes de ele entrar em campo?
Positivamente. (..) A do Diego, do Conca, do Guerrero, a do Éverton Ribeiro
agora, a do Rhodolfo…  então assim, eu
sempre acho muito para o treinador decidir tudo a respeito de contratação. A
não ser que se estabeleça que ele é o Alex Ferguson do clube, e ele vai gerir o
orçamento para contratar. Então você tem tantos milhões para contratar, você
contrata quem você quiser, e assume o fracasso ou comemora o sucesso –
concluiu.
Para tentar
driblar a fase ruim e garantir uma estabilidade maior no cargo, Zé Ricardo
tenta levar seus comandados à vitória na próxima partida. O Flamengo enfrenta a
Ponte Preta, na primeira partida na Ilha do Urubu, nova casa do clube. O jogo
será na quarta-feira, com início às 21h.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.