Tag: Cahê Mota

Everton Ribeiro

Jornalista “nova posição” de Everton Ribeiro no Flamengo

Everton Ribeiro tem recebido algumas críticas da torcida do Flamengo por não ser tão efetivo ofensivamente. Porém na última terça, o meia voltou a fazer ótima atuação e mostrou aquele Everton que nos acostumamos. Para algumas pessoas, essa mudança de rendimento se dá a má fase, para outros, o jogador mudou seu posicionamento e liberdade em campo, o que justifica a queda. Para Cahê Mota, setorista rubro negro no Globo Esporte, Everton Ribeiro tem hoje menos liberdade ofensiva que antes. Segundo análise de Cahê, Everton precisa cumprir uma função tática mais disciplinada. E essa função, acaba deixando o meia com “menos perna” e liberdade para chegar na frente e desenvolver sua parte ofensiva. “Foram mudanças de posição que afetaram diretamente o agora ex-volante e ex-meia. Não é bem assim. Discretamente e sem muito alarde Everton Ribeiro se viu obrigado a sacrificar o fôlego para ações ofensivas em prol do equilíbrio defensivo”, comentou Cahê, que ainda destacou: “A equação é simples: por mudança tática, Ribeiro se desgasta mais na parte física e tem menos perna e liberdade para desenvolver a técnica com a bola nos pés. Simples, mas muitas vezes (quase sempre) ignorado. Pois bem, estamos aqui para exemplificar em fatos e fotos. Literalmente.”, Cahê por fim, comentou: “Sem a eficiência de Willian Arão na cobertura dos laterais como primeiro volante, Ribeiro e Arrascaeta têm exigências defensivas muito maiores fechando o corredor e auxiliando Diego e Gerson. A réplica de que o uruguaio não teve impacto em seu rendimento é óbvia, mas também é óbvio que Filipe Luís oferece menos espaços a serem cobertos do que Isla do outro lado”

Escolha tática de Ceni

Desta forma, ainda para Cahê Mota, no momento que Rogério escolhe Everton Ribeiro como uma peça de recomposição e de ajuda na saída de bola, a parte física fica defasada na parte ofensiva. Mas isso tem sido compensado em diminuição de erros de passe e um rendimento ofensivo que ainda é forte. Leia também: Mauro Cezar Elogia “Calma” De Pedro Na Reserva Do Flamengo Veja também: Nação BRB Fla atinge a marca de 500 mil contas
Torrent-Flamengo

Repórter revela dificuldade e falta de detalhes nas conversas de Dome com o elenco

Segundo o Jornalista Cahê Mota, do site do Globo Esporte, jogadores do Flamengo estão tendo dificuldades para entender o que o novo treinador da equipe, Domènec Torrent tem tentado passar. Ainda de acordo com o repórter, existe uma diferença na riqueza de detalhes nas orientações de Dome – que é mais direto em suas explicações – com relação ao antigo técnico Jorge Jesus, que dava tudo minimamente detalhado ao atletas.
Torrent-Flamengo
Torrent-Flamengo
“Conversando nos bastidores ali, o que chama muito a atenção de atletas e de profissionais do clube, é que tem tido dificuldade de compreensão ao que Dome tem passado. Uma comparação que é até inevitável – por conta do modus operandi que os atletas estavam acostumados a entender como se comportar em campo -, a diferença da forma como Jorge Jesus passava tudo de maneira muito minuciosa e detalhada, é bem diferente do Dome. Os atletas têm conversado e confidenciado às pessoas próximas de que carece mesmo de informação para entender o que cada um vai fazer e o que cada um vai desempenhar em campo”, disse o repórter, durante o programa Seleção SporTV. Ele ainda prosseguiu: Cahê Mota usou um exemplo na partida contra o Botafogo, onde Dome foi rápido e não deu nenhum detalhe sobre sua orientação. “Tem até um bastidor interessante do jogo do Botafogo, onde na preleção, que foi muito rápida por sinal… Outro fator que tem chamado a atenção deles, é que Jorge Jesus passava tudo muito detalhado, e tem sido muito rápida as preleções de Dome. O Dome falou: ‘Olha, se por acaso o Botafogo tiver essa mudança tática, a gente muda para o 3-5-2’. Falou isso, e os atletas ficaram esperando uma explicação mais detalhada, tipo: ‘Você ocupa este espaço’, ‘já você marca fulano’, ‘você ocupa a posição do volante que vai virar zagueiro (que seria até o Arão, no caso)’… E o Dome falou: ‘Não, não. Vocês, dentro de campo, conversam e se ajeitam’. São coisas que para os jogadores está muito estranho, muito diferente do que estavam acostumados. Então, assim, o que a gente conversa e escuta deles é que há sim uma boa vontade, um desejo de que as coisas deem certo, mas eles carecem de informação. A comunicação não está muito legal não”, encerrou. A saída de Jorge jesus do Flamengo, a pouco mais de um mês, pegou o clube e sua torcida de surpresa, forçando assim, o time carioca a buscar rapidamente um substituto para o português. Domènec Torrent, ex-auxiliar de Pep Guardiola, aceitou vir ao Brasil para comandar o rubro-negro, porém, a nação ainda espera os frutos desse investimento. LEIA MAIS SOBRE FLAMENGO Com Dúvidas E Possível Estreia, Flamengo Faz Últimos Ajustes Para O Duelo Contra O Santos  

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod