Tag: estádio

Libertadores Brasil

Flamengo x Defensa: Veja a provável escalação do Flamengo hoje

Flamengo x Defensa fazem um grande jogo de futebol valido pela Copa Libertadores em casa, no Mané Garrincha, às 21h30 desta quarta-feira (21). No primeiro duelo, vitória por 1×0. A grande novidade é que o Fla agiu para que pelo menos 25% do estádio brasiliense fosse ocupado por rubro-negros. Veja abaixo detalhes da provável escalação do Flamengo hoje.

Foto: Conmebol

Onde assistir o jogo do Flamengo hoje

O confronto será transmitido pela Fox Sports, canal privado; que tem também suas plataformas online. Além de ter o placar em tempo real pelo UOL, você pode assistir pelos sites de streaming.

Estádio: Mané Garrincha, no DF
Horário: 21h30

Provável escalação do Flamengo hoje

Depois de tratar a lesão, Bruno Henrique e Rodrigo Caio devem reaparecer na equipe. Provável escalação do Flamengo: Diego Alves; Isla; Gustavo Henrique ou Léo Pereira; Rodrigo Caio e Filipe Luís; Willian Arão; Diego; Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabigol e Bruno Henrique.
Técnico: Renato Gaúcho

Defensa y Justicia: Unsain; Matías Rodrígues; Frías; Cardona e Soto; Rodríguez; Loaiza e Rotondi; Escalante; Walter Bou e Contreras.
Técnico: Sebastián Beccacece

Arbitragem:


Árbitro: Roberto Tobar, do CHI;
Assistentes: Alejandro Molina, do CHI e Sebastian Vela, da COL;
VAR: Cristian Garay, do CHI.

Últimos resultados: O Flamengo, fez um bom jogo e fez uma goleada sobre o Bahia por 5 a 0, enquanto o Defensa perdeu por 2 a 1 para o Huracán.

Noite de grande jogos na Libertadores

A rodada da Copa Libertadores teve um grande jogo de futebol ontem. O Atlético-MG eliminou o Boca Juniors no Mineirão, se tornando um dos favoritos a conquista da competição. Na Argentina, o São Paulo venceu o Racing, avançando para as quartas de finais da Libertadores. Enquanto isso, o Flamengo vai a campo precisando de um empate para se classificar, porém, o time argentino é duro, prometendo dificultar as coisas para o Rubro-negro.

Flamengo Maracanã

Flamengo irá rever torcida após mais de 400 dias; a saudade e ansiedade atinge a todos

Após um lapso de amor, o casamento entre o Flamengo e a torcida será retomado após 497 dias. Hoje (21), o Rubro-Negro enfrenta o Defensa y Justicia (ARG), no Mané Garrincha, às 21h30, pelos últimos 16 jogos da Libertadores.

Com a vantagem de vencer por 1 a 0 no jogo de ida, o time pode empatar no de volta. A reunião não será totalmente concluída porque apenas 25% dos estádios da capital federal serão abertos ao público. Mas mesmo que a casa não esteja totalmente cheia, os jogadores de Fla terão mais uma vez uma ligação que a equipa perdeu, principalmente em 2020.

Sem o poder do Maraca, os Rubro-negros sentiram a influência do silêncio e até sucumbiram sem uma nação. O sistema de som tentou resolver o problema, mas a reação química foi perdida. Durante a pandemia, os gritos da multidão foram substituídos pelos sons da cena, que mudaram completamente a experiência de quem ganhava a vida na quarta linha.

Foto: Flamengo

Apesar da conquista do título, a vida da equipe em campo, passa por um momento de recomeço; tendo um novo técnico que ainda teve poucos jogos. O jogo de hoje é mais uma prova para Renato Gaúcho.

Um novo Clube

Na concentração do Flamengo na capital federal, o ambiente já é diferente por conta do fato novo. Embora a Libertadores já seja o combustível natural de um grupo que quer sempre ganhar, ter o grito do torcedor novamente é motivo de nervosismo para os jogadores.

Entre os cardeais rubro-negros há a certeza de que muitos torcem pelo insucesso da empreitada.
Com os números da covid ainda em estágio alarmante, muitos clubes não concordam com o método do rival, mas sabem que a pressão popular irá crescer caso o Flamengo consiga traduzir isso em ganhos financeiros e esportivos.

Em caso de sucesso em campo e fora dele, o Flamengo sairá de Brasília fortalecido em todos os aspectos.
No embalo da torcida, o time quer dar mais um passo para retomar a América.
A direção, por sua vez, espera dar a tacada certeira e fazer do duelo contra os argentinos um marco em tempos de “novo normal”.

Na concentração do Flamengo na capital federal, o ambiente já é diferente por conta do fato novo. Embora a Libertadores já seja o combustível natural de um grupo que não se cansa de ganhar, ter o grito do torcedor novamente é motivo de ansiedade para os jogadores.

Entre os cardeais rubro-negros há a certeza de que muitos torcem pelo insucesso da empreitada. Com os números da covid ainda em estágio alarmante, muitos clubes não concordam com o método do rival, mas sabem que a pressão popular ira crescer caso o Flamengo consiga traduzir isso em ganhos financeiros e esportivos.

Em caso de sucesso em campo e fora dele, o Flamengo sairá de Brasília fortalecido em todos os aspectos. No embalo da torcida, o time quer dar mais um passo para retomar a América. A direção, por sua vez, espera dar a tacada certeira e fazer do duelo contra os argentinos um marco em tempos de “novo normal”.

Estádio pessoas

Flamengo luta por público no estádio, mas pretende ser singelo nas exigências de liberações

Desde o início da pandemia Covid-19 em março de 2020, o futebol brasileiro não tem público. Não é à toa que o orçamento do Flamengo foi afetado e a bilheteria e os torcedores parceiros perderam 200 milhões de reais.

Contudo, com o retorno da torcida da Libertadores, outros jogos também tendem a seguir esse caminho, mas desta vez o Rubro Negro é cauteloso. O Flamenco defendeu o retorno gradativo do público aos estádios, e não há receita de bilheteria para fechar as contas deste ano.

copa jogos
Foto; Divulgação

No entanto, internamente, a receita admitida é bem-vinda aos cofres vermelhos e pretos. Portanto, o Flamengo não ajustou formalmente o orçamento, e o Rio Club previu lucro zero nas bilheterias para a temporada de 2021.

Vale destacar que a primeira experiência do Rubro-Negro com a audiência está marcada para quarta-feira (21) contra o Defensa y Justicia. Nesse duelo, a expectativa é de um pequeno lucro.

O clube brasileiro espera que os torcedores possam voltar ao estádio para amenizar a situação financeira. Como mencionado anteriormente, atualmente apenas a Conmebol autoriza os torcedores em seus jogos, por isso a CBF ainda precisa fazer planos para ajudar o público a retornar gradativamente ao Campeonato Brasileiro e à Copa do Brasil.

História do Flamengo

O Clube de Regatas do Flamengo (mais conhecido simplesmente como Flamengo, e popularmente pelos apelidos de Mengo, Mengão e Fla) é uma agremiação poliesportiva brasileira com sede na cidade do Rio de Janeiro. Fundado no bairro de mesmo nome para disputas de remo em 17 de novembro de 1895, tornou-se um dos clubes mais bem-sucedidos e populares do esporte brasileiro, especialmente pelo futebol.

No futebol, o Flamengo se vangloria de ser o único carioca com conquista do Mundial de Clubes (1981). Tem como suas cores tradicionais o vermelho e o preto e como seus maiores rivais esportivos o Botafogo, o Fluminense e o Vasco da Gama.

Estádio pessoas

Clubes Brasileiros estão tentando negociar com os governos a liberação de público nos estádios

O acordo da CBF para o retorno do público ao estádio desenvolvido há alguns meses é muito parecido com o acordo da Conmebol anunciado no último final de semana: só pessoas totalmente vacinadas podem entrar e, dependendo do laboratório, duas ou uma dose da vacina vão ser dado a covid-19. Ou um teste de RT-PCR negativo foi realizado 48 horas antes do evento, e o limite de assentos era de 50% do estádio.

A CBF planeja anunciar o acordo em agosto e reabrir as portas em setembro, que é o início da segunda rodada da rodada A do Brasil. O campeonato não abriu mão da igualdade, ou seja, todos os clubes podem ter torcedores ao mesmo tempo, mesmo em diferentes números de vagas gratuitas.

Movimentos nos clubes

Foto: Conmebol

Mas a Conmebol foi imediatamente divulgada ao público na Libertadores e na Sul-Americana, pressionando a CBF. Foi feito um acordo entre a CBF e o clube que o presidente negociou diretamente com o governo do estado e das cidades; que por um acaso já começou a ser discutida, como é o exemplo do Ceará.

Os clubes queriam um aval especial para colocar no Castelão público vacinado, mesmo que fossem convidados, no clássico de 1 de agosto, mas não houve acordo.

O Estado semanalmente tem liberado setores da economia com a diminuição no número de infectados e mortos por covid-19 e não se descarta que o futebol possa se encaixar na flexibilização em breve.

São Paulo é um estado-chave porque tem cinco times na Série A, o que representa 25% dos participantes. É fundamental ter o aval do governador João Dória, do PSDB, que no início de julho projetou a volta de público para outubro.

América e Atlético, representantes mineiros da Série A, poderiam, caso todos os outros locais liberassem, mandar seus jogos no interior do Estado, se for da vontade dos mesmo.

O Flamengo tentou com a prefeitura do Rio receber com público no Maracanã o Defensa Y Justicia, da ARG na quarta da semana que vem, pelas oitavas da Libertadores, mas não conseguiu. Contudo, conseguiu transferir o jogo para Brasília, onde lá, poderá receber público; seguindo todas as normas de vigilância sanitária.

Engenhão Campo

Campo do Engenhão se despede da Copa América 2021, após muitas críticas

Após de sete partidas, finalmente o Engenhão vai encerrar sua participação na Copa América 2021 na noite de ontem (05), com Brasil x Peru. Uma passagem marcada por protestos de todos os lados por causa do péssimo estado em que se encontra o gramado do estádio.

Só um reflexo da vergonha que é essa competição no Brasil, em meio à pandemia. O primeiro a criticar foi ninguém menos que o grande Lionel Messi. O mesmo, acostumado a jogar na Europa, veio para o Brasil e foi obrigado a atuar na várzea.

O técnico da Argentina, Lionel Scaloni, foi outro que chamou o gramado de “lamentável”. Depois, foi a vez de Neymar. Se referiu ao gramado como “belo” e comparou o local a um terreno destroçado. E o técnico Tite até cansou de reclamar do estádio e pedir a transferência das partidas do Brasil.

Engenhão Neymar
Foto: AFP

Brasil na pior

Contudo, isso é só mais um, dos muitos problemas dessa Copa América 2021. O Brasil tinha média de mortes maior do que o país vizinho quando o torneio foi transferido para o país. Sem contar da vacinação lenta e atrasada.

Não adianta dizer que já estávamos recebendo jogos de Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, Sul-Americana e Eliminatórias. Nenhum deles deveria estar acontecendo. Todavia, para o governo, organizar um megaevento era mais importante do que combater a pandemia.

Eram 462 mil óbitos quando Jair Bolsonaro confirmou a competição no Brasil e se vangloriou disso. Hoje, são 525 mil. Os números diários estão caindo, mas ainda são 1,6 mil brasileiros, em média, que morrem todos os dias pelo novo corona vírus.

Ao mesmo tempo, vamos descobrindo como as vidas dos nossos pais e avôs foram negociadas por US$ 1. Não é só o caos da saúde que preocupa. O impacto da pandemia no mercado de trabalho fez a desigualdade social alcançar nível recorde no país segundo estudo da FGV.

Comentaristas opinam sobre tamanho de estádio para o Flamengo

‘Flamengo tem força para colocar 75 mil em estádio’, diz Silva Junior.

Com a maior torcida do Brasil, segundo pesquisas, o Flamengo conseguiria manter uma alta média de torcedores em um estádio com capacidade para 75 mil torcedores. VEJA O VÍDEO:

A torcida do Flamengo segue animada com a possibilidade de um estádio para o clube carioca após a chegada do novo presidente Rodolfo Landim.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod