Tag: Léo Pereira

Muniz

Rodrigo Muniz fala sobre sua especialidade e revela grande amizade com zagueiro do elenco

Rodrigo Muniz é a “bola da vez” do elenco do Flamengo na posição de centroavante, o jogador será mais uma vez titular durante a partida de hoje. O América-MG é o adversário, e o garoto está novamente pronto para mostrar seu valor. Apesar de viver em um elenco extremamente estrelado por Pedro e Gabigol, Muniz consegue espaço para marcar seus gols.

Durante o Campeonato Carioca, enquanto titular, Muniz foi o artilheiro da equipe, e no último jogo, na quinta, foi o autor do gol diante do Coritiba, pela Copa do Brasil. O jovem mostra muita presença de área, e muita força na bola aérea, na qual o jogador fez questão de destacar, em entrevista para a FlaTV.

Eu sempre tive um bom tempo de bola. E quando o tempo foi passando, eu fui ganhando altura. Acho que isso ajudou bastante. Mas, sim, o tempo de bola é o fator principal., destacou o atacante.

Na entrevista para a FlaTV, Muniz contou sobre os bastidores da partida de quinta, e como foi marcar o gol da vitória. Porém ele também falou sobre sua relação de amizade com o zagueiro Léo Pereira.

O Léo Pereira é um cara que me ajuda, me aconselha. Ele é um cara novo também, mas me aconselha bastante. Nós temos uma amizade muito boa, eu vou na casa dele, ele vai na minha almoçar. A gente joga ‘Free Fire’ juntos também. Eu sou melhor, mas ele não vai aceitar, então, vou deixar no ar., comentou, em tom de brincadeira.

Rodrigo entra em campo hoje, às 16h (horário de Brasília) para enfrentar o América-MG, pelo Campeonato Brasileiro. A partida por ser no Maracanã e contra um adversário que lutará contra o rebaixamento, é tida como vitória obrigatória para o Flamengo, que busca o título. Por outro lado, a equipe vem muito desfalcada.

Veja também: Flamengo realiza último treino antes de encarar o América-MG

Rogério

De “folga” por conta da seleção, Rogério Ceni poderá fazer ajustes na defesa

O Flamengo tem vivido uma temporada complicada defensivamente, mas ela na verdade não é novidade, desde 2020 o sistema não encaixou, primeiro com Domenec e depois com Rogério Ceni. A bola aérea costume ser um dos principais problemas rubro negros, até por conta disso, o treinador por vezes ficou na dúvida entre escalar Gustavo Henrique, mais alto, ou outro zagueiro.

Rogério Ceni poderá fazer mudanças importantes na defesa

O fato é que Arão improvisado, tem feito partidas regulares, porém em alguns momentos, peca por justamente não ter a experiência na posição.

Os dias de treinamento enquanto a equipe aguarda o retorno de seus jogadores das seleções pode ser útil para Rogério Ceni rever posicionamentos defensivos e treinar novas possibilidades. O treinador provavelmente já deve ter iniciado essa empreitada antes da parada, aliás, o time está a duas partidas sem sofrer gols. Tanto no 0 a 0 diante do Vélez quanto no 1 a 0 diante do Palmeiras a equipe finalmente conseguiu passar em branco na sua meta.

Mas claro, isso foi possível após o retorno de Rodrigo Caio, que somado a Diego Alves conseguem entregar mais confiabilidade ao sistema defensivo.

Flamengo está atento ao mercado

Além de treinamentos de posicionamento, o mercado da bola está mais quente após a venda de Gerson e teoricamente, um rubro negro mais atento as opções de compra. O nome de David Luiz segue sendo ventilado na imprensa, o jogador publicou em suas redes sociais um vídeo, no Rio de Janeiro, com uma música de fundo que cita o Flamengo. É pouco, mas mais que o suficiente para a torcida acreditar ser um enigma.

David Luiz

O Flamengo só volta em campo dia 10, diante do Coritiba pela Copa do Brasil.

Leia também: Com Mudanças, Gabigol Deverá Ser Titular Pela Seleção

Veja também: De virada, Flamengo vence o Cruzeiro por 2 a 1 e se mantém vivo no Brasileirão Feminino

escalação do Flamengo hoje

Saiu! Confira a escalação do Flamengo pela Libertadores

A escalação do Flamengo saiu! O rubro negro entra em campo daqui a pouco para enfrentar a LDU pela Libertadores. No Maracanã, a equipe comandada por Rogério Ceni precisa apenas do empate para buscar a classificação. Para isso, Rogério Ceni promoveu uma escalação no mínimo, polêmica. O quarteto de defesa que entra em campo hoje é considerado todo reserva. Gabriel Batista é o titular, na vaga do ainda lesionado Diego Alves. As surpresas começam pela lateral direita, Isla fica de fora hoje e Matheuzinho inicia como titular. Na zaga, Gustavo Henrique e Bruno Viana são os zagueiros, com Léo Pereira na lateral esquerda (isso mesmo!). Arão retorna ao meio de campo, como primeiro volante, e faz dupla com Gerson. Já o quarteto de frente também sofre alterações, Everton Ribeiro, Vitinho, Gabigol e Pedro serão os titulares. Rogério ousa muito na noite de hoje e se por acaso não conseguir um bom resultado, será bastante questionado pela torcida.

Escalação do Flamengo privilegia o Carioca?

No meio desta semana vimos alguns clubes pouparem jogadores para jogar a final dos estaduais, no caso, os finalistas do paulistão. Porém, cabe uma escalação do Flamengo com surpresas? O foco não é na Libertadores? A escalação levanta questões. Rogério consegue mostrar bons resultados com o seu trabalho, apesar de ainda ser questionado. Mas são justamente nestas tomadas de decisões abruptas e nas substituições durante o jogo que o treinador parece se embananar. Diante de tantos problemas, é impensável ter Bruno Viana, Léo Pereira e Gustavo Henrique ao mesmo tempo na equipe. Rogério pensa o contrário aparentemente, e lança um esquema novo em plena Libertadores. Leia também: Flamengo E Genk Alinham Venda De Rodrigo Muniz Veja também: Flamengo realiza último treino antes da partida contra a LDU
David Luiz

Segundo imprensa europeia, Flamengo negocia com David Luiz

O Flamengo já deixou claro que nessa janela de transferências seria mais tímido em relação a outros momentos, e de fato foi. O clube buscou apenas Bruno Viana, em uma oportunidade de mercado por empréstimo, que não envolveu maiores investimentos. Porém se a ideia era buscar maios estabilidade na zaga, o Flamengo infelizmente não conseguiu. Bruno já soma erros do mesmo “padrão” de Gustavo Henrique e Léo Pereira, a pressão sob a diretoria para arrumar a zaga aumenta, e isso poderá fazer o clube apostar em um grande nome. E segundo boa parte da imprensa europeia, esse nome é David Luiz. O jogador que já passou por PSG, Chelsea e Arsenal, seria um “nome certo” no futebol brasileiro. Marcado pela Copa do Mundo onde a seleção foi massacrada pela Alemanha, David tem uma carreira gigante pela Europa, sendo titular da elite do continente durante praticamente toda sua passagem Acredita-se então que David Luiz ao lado de Rodrigo Caio poderão compor grande dupla de zaga. As negociações ainda estariam no início, por isso não é possível cravar nada. Há semanas antes, o Arsenal comunicou ao jogador que não teria seu contrato terminado, ficando livre para assinar com qualquer clube no meio deste ano. Portanto, é possível que concorrentes apareçam nas negociações, tendo em vista que David tem 34 anos e ainda pode ser visto como importante em vários mercados. Resta saber também como o Flamengo irá adequar Léo Pereira, Gustavo Henrique e Bruno Viana no elenco. Com exceção do último, vindo de empréstimo, o Flamengo busca bons negócios com Gustavo Henrique e Léo Pereira, tentando ter retorno com o investimento em ambos. Leia também: Quais Nomes Podem Substituir Gerson No Flamengo? Veja também: Flamengo realiza último treino antes da partida contra a LDU
Léo Pereira

Léo Pereira é multado e vai para jogo com Volta Redonda

Os bastidores do Flamengo ficaram tensos nas últimas horas, Léo Pereira causou uma saia justa. O jogador faltou o treinamento de quinta, alegando problemas de médicos para não ir, segundo o próprio, ele estava “passando mal”. O problema maior na verdade se deu logo depois, quando o jogador foi gravado em um evento a noite em uma festa no Rio de Janeiro. A diretoria então ficou em situação delicada. Recentemente Gabigol foi pego em um cassino, no Rio. Nesta oportunidade, o clube decidiu não multar o jogador ou dar qualquer outra punição. Porém, pesou na decisão da diretoria o fato de que Gabigol na época, estava de férias, enquanto Léo Pereira não. Além disso, sua atitude teve impacto direto na preparação do time, já que ele não veio ao treino. Portanto, a decisão desta vez foi de multar o jogador. O valor será descontado do salário. Hoje ele se reapresentou e fez teste para covid, que deu negativo. O jogador não será afastado do elenco, muito pelo contrário, o jogador deve ser relacionado normalmente para a partida diante do Volta Redonda, neste sábado.

Zagueiro deve ser negociado

Léo Pereira deverá sair do Flamengo em breve. Isso porque o jogador em nenhum momento demonstrou se encaixar na equipe, além de ter sérios problemas com a falta de força de vontade, algo que a comissão técnica de Ceni percebeu. Aliás, o treinador não escala Léo Pereira há quase 5 meses, sinalizando que realmente não conta com o jogador. No início do ano o Flamengo buscou Bruno Viana para a posição. O jogador ainda não se firmou e apresentou até certa dificuldade, assim como Léo Pereira e Gustavo Henrique. É bem verdade que o sistema defensivo não ajuda. O Flamengo é muito vazado. Mas, ao menos Bruno apresenta algumas virtudes que Léo em nenhum momento conseguiu trazer. Leia também: Presidente Do Flamengo Repassa Tragédia No Ninho Do Urubu Veja também: Sub-20 B vence mais uma e segue 100% nos amistosos de pré-temporada
flamengo

Jornalista se diz impressionado com Bruno Viana no Flamengo

Bruno Viana foi a única contratação do Flamengo nesta janela de transferências. O zagueiro vindo do futebol português veio sem maiores necessidade de investimento, já que seu contrato é por empréstimo. O Flamengo após o período de empréstimo poderá o comprar. Assim como tem sido em todos os contratos deste tipo. Os primeiros jogos de Bruno Viana foram animadores. Apesar de enfrentar adversários limitados, o zagueiro conseguiu tomar conta da posição de uma forma que seus colegas Noga e Léo Pereira não conseguiram. Até por isso, talvez, Rogério Ceni escolheu Bruno para entrar em campo durante a partida dos titulares contra o Boavista. Deixando Noga e Léo Pereira no banco. O jornalista Léo Burlá, em participação a um podcast da UOL, comentou sobre esses primeiros minutos de Bruno Viana e como ele se impressionou com o jogador. “Uma coisa é você marcar um atacante de um time de pouco investimento e limitado tecnicamente, outra coisa é pegar um atacante de ponta, um dos melhores do país. Porém, a impressão dele é bem interessante. É um cara que tem passe, que é uma coisa cada vez mais valorizada, tem capacidade de construir jogada e que se antecipa muito bem ao atacante adversário. Eu fiquei bem impressionado. Acho que ele tem muito potencial para se titular ao lado do Rodrigo Caio. Se colocou na briga com força.”

Zaga foi o problema de 2020

O Flamengo teve problemas gritantes em seu sistema defensivo durante a temporada 2020. Foi uma das piores defesas do Campeonato Brasileiro 2020, mesmo sendo campeão. A torcida cobra muito de Léo Pereira e Gustavo Henrique melhores desempenhos. O segundo até conseguiu se firmar melhor nas últimas partidas, mas Léo Pereira parece não reagir positivamente. Com o empréstimo de Nathan e a saída de Thuler, o Flamengo parece contar com Noga, Léo Pereira, Gustavo Henrique, Bruno Viana e Rodrigo Caio para a posição. Ou seja, dos 5 zagueiros, 2 são questionados pela torcida e Rodrigo Caio tem se machucado bastante. Seria essencial ter um Bruno Viana, de fato, bem. Leia também: Flamengo divulga lista de relacionados com Rodrigo Caio; Confira Veja também: Flamengo encerra preparação para o jogo contra o Madureira, pelo Cariocão
Rodrigo Caio

Rodrigo Caio treina com grupo e deve voltar aos gramados em breve

A tarde da última terça-feira reservou uma boa notícia para os torcedores do Flamengo. Apesar de Rodrigo Caio estar de fora da partida de hoje diante do Bangu, zagueiro ainda sim treinou com bola e tem grandes chances de volta em breve Foram ao todo duas semanas de pré-temporada. Durante esse período os atletas passaram por um processo de readaptação física, condicionamento e trabalharam a parte tática. Rodrigo Caio porém, não esteve com o elenco em boa parte desse período. O zagueiro logo nos primeiros dias sentiu lesão muscular no adutor da coxa direita. Logo, agora precisará correr atrás do prejuízo também na preparação para a temporada. O trabalho com bola de Rodrigo Caio ontem dá esperanças ao departamento de futebol de o deixar apto para entrar em campo pela Supercopa do Brasil, diante do Palmeiras. Rogério Ceni, na ausência de Rodrigo Caio, tem apostado em Arão improvisado. Sinalizando até uma insegurança em colocar Léo Pereira ou Noga, considerado muito jovem. Mas as boas atuações recentes de Bruno Viana, recém contratado, pode mudar esse cenário. O jogador se destacou e ganhou elogios do torcedor. Caso repita essas atuações, a tendência é de ganhar a vaga, mais cedo ou mais tarde.

Venda e empréstimo de jogadores da posição

Após liberar Nathan para o RB Bragantino, o zagueiro Thuller também deverá sair do Flamengo. O jogador jogará pelo Montpellier, da França. Portanto, o Flamengo acabou liberando dois jovens jogadores da posição e ficou com os questionáveis Gustavo Henrique e Léo Pereira. O segundo está na lista de “negociáveis” do clube, porém nenhuma proposta chegou. A escolha em manter esses zagueiros no elenco tendo um Rodrigo Caio com histórico recentes de lesões pode ser preocupante para a temporada. Sendo essa talvez a posição que requer maior atenção. É possível que mais um nome, além de Bruno Viana, seja buscado. Mas para isso o clube precisará encontrar alguém por empréstimo ou livre no mercado, já que o orçamento é curto. Leia também: Flamengo e Bangu: Onde assistir, horário e escalação Veja também: Nação BRB FLA lança cartão pré-pago comemorativo ao octacampeonato brasileiro do time

Confira a possível escalação do Flamengo para enfrentar o Boavista

O Flamengo entra em campo neste sábado para enfrentar o Boavista pela sexta rodada do Campeonato Carioca. O rubro negro acabou perdendo a liderança geral para o Volta Redonda, que venceu durante a semana o Fluminense. Essa é a partida que marca a última “chance” do elenco alternativo mostrar serviço. Afinal, a partir da próxima rodada, o elenco profissional todo estará a disposição de Rogério Ceni, que também volta à beira do gramado. Porém, na partida de hoje já poderemos ter o “reforço” de Gabigol, relacionado para o confronto.

Confira a possível escalação do Flamengo

O time comandado ainda por Maurício deverá ter: Hugo Souza; Matheuzinho, Bruno Viana, Léo Pereira e Renê; Hugo Moura, João Gomes e Pepê; Michael, Rodrigo Muniz e Vitinho (Gabigol).

Jogadores que aproveitaram a chance

Rogério Ceni volta ao Flamengo na próxima rodada com algumas análises a serem feita. Matheuzinho, Hugo Moura e Rodrigo Muniz aproveitaram demais a chance que tiveram durante o Carioca. Matheuzinho conseguiu apresentar intensidade pela ponta e distribuiu alguns bons cruzamentos. Hugo Moura foi outro que se destacou até então, fez partidas muito contundentes na frente da defesa e ainda mostrou boa qualidade na saída de bola. Rodrigo Muniz é o artilheiro do Carioca, mostrou muita força física, boa finalização e presença de área. Sendo assim, uma opção boa para o elenco, em situações como por exemplo, a lesão de Pedro. Bruno Viana, recém chegado do futebol português, fez partida muito seguras até então. Suas atuações deixaram o torcedor confiante de que finalmente, a defesa possa ter melhor desempenho na temporada 2021. Pepê teve atuações regularmente boas no carioca, provando que pode ser opção. Por outro lado, Michael, Léo Pereira e Vitinho não apresentaram algo de especial em relação a temporada anterior. Apesar de Vitinho parecer mais útil ao elenco. Leia também: Para jornalista, Vidal é superestimado e seria reserva no Flamengo Veja também: Flamengo finaliza preparação para o confronto contra o Boavista, pelo Cariocão
Flamengo

Flamengo já pensa em reformulação com saída de até nove jogadores

A temporada de 2020 é decepcionante. O time não consegue dentro de campo desempenhar nada do que se esperava, precisando ver hoje, de casa, uma final de Libertadores com Santos e Palmeiras, de investimento muito inferior ao seu. O trabalho em 2020 definitivamente foi um fracasso. Mesmo que se tenha investido muito, os resultados estão longe do preço pago. Assim, a diretoria começa a pensar 2021, e com saída de alguns jogadores. Segundo o jornalista Diogo Dantas do jornal O Globo, os nomes hoje cotados para sair do Flamengo são: César, Gabriel Batista, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Lincoln, Michael, Renê e Vitinho. Curiosamente, César que foi titular com Ceni na última partida de maneira inexplicável, é um dos nomes que encabeça a lista de dispensáveis. De todos os nomes, o de Lincoln é o que realmente existe negociação acontecendo. O jogador está trocando papéis com o Vissel Kobe, do Japão, e será o primeiro a sair. Todos os jogadores da lista são bastante questionáveis. Os maiores investimentos estão em Léo Pereira, Michael e Vitinho. Porém, infelizmente, o desempenho de ambos foi sofrível, com Vitinho tendo alguns lapsos de qualidade, e em outros momentos, falhas grotescas.

Orçamento justifica saídas

O Flamengo definiu em seu orçamento que irá arrecadar mais de R$160 milhões em vendas de jogadores. O valor é mais que o dobro de 2020. Porém a venda de um jovem jogador facilita. Ainda mais se a barca pretendida pelo Flamengo render bons valores de venda. Assim, o Flamengo se prepara para arrecadar dinheiro, diminuir a folha salarial, para depois, pensar em ir ao mercado a procura de contratações pontuais. É possível que jogadores livres no mercado e empréstimo sejam a preferência no momento. Portanto, grandes investimentos como com Gabigol, Pedro e Arrascaeta, são impossíveis. Antes de pensar em barca para a temporada 2021, temos a temporada 2020. E o Flamengo entra em campo na próxima segunda, diante do Goiás. Ou seja, o Flamengo tem mais um adversário da parte de baixo da tabela do Brasileirão. Mais uma partida onde o time da parte de cima tem a obrigação de vencer, e bem. Leia também: Flamengo da atual temporada tem segunda pior defesa da década Veja também: Sub-17 encerra preparação visando clássico diante do Fluminense pela semifinal da Copa do Brasil
Léo Pereira

Léo Pereira se machuca e vira desfalque para clássico

O Flamengo entra em campo nesta quarta-feira em partida importante do Campeonato Brasileiro. Ainda em perseguição ao líder São Paulo, que na última rodada abriu 7 pontos de vantagem, o Flamengo não pode mais pensar em tropeços. Ainda mais levando em consideração que já estamos na vigésima oitava rodada da competição. Assim, a preparação foi forte para o clássico desta quarta, e o clube pode comemorar o fato de não haver lesões no elenco, salvo algumas exceções, como Diego Alves e Thiago Maia. Porém, uma lesão de última hora acabou pegando a todos de surpresa. Léo Pereira sentiu problema no adutor da coxa direita e está fora do clássico. O zagueiro não seria titular da equipe, já que Rogério tem mantido Rodrigo Caio e Nathan na dupla de zaga. Mas Léo é visto como boa opção para o elenco e possível substituição. Assim, o jogador vira um desfalque. As opções par ao banco de reservas na posição então ficam entre Thuler e Gustavo Henrique. Caso Rogério queira, Noga também poderá complementar o banco. A passagem de Léo Pereira pelo Flamengo até aqui não é das melhores. O jogador é muito criticado por atuações fracas e falhas sistemáticas. Mesmo com o apoio da comissão técnica, foi inevitável que Léo e Gustavo Henrique fossem para o banco de reservar, devido as más atuações. Cabe a diretoria agora analisar para a próxima temporada, se vale a pena persistir nos jogadores, ou buscar um novo clube.

Mercado mais difícil para o Flamengo

O orçamento de 2021 é curto. Assim, é muito improvável que se tenha dinheiro para investir em algum zagueiro. Segundo o orçamento, o Flamengo deverá, para contratar jogadores, propor contratos por empréstimo ou partir em jogadores livres no mercado. Ou seja, investimentos baixos, custeando apenas o salário. Porém, caso venda alguns de seus zagueiros a bom valor, o dinheiro poderá ser convertido para a compra de outro jogador de mesma posição. A questão é justamente chegar uma boa proposta por dois jogadores que foram tão desvalorizados. Flamengo e Fluminense entram em campo hoje, às 21h30 no Maracanã. Partida transmitida pelo Premiere. Leia também: Mauro Cezar analisa cenário político no Flamengo Veja também: Flamengo encerra preparação para o jogo contra o Fluminense, pelo Brasileirão
Flamengo

Ao escolher time fixo, Flamengo não tem opções às más atuações de titulares

Desde que Domenec assumiu o Flamengo, os maiores questionamentos ao seu trabalho se deram ao rodízio de jogadores. Piadas, brincadeiras e críticas fortes ao modelo foram colocadas. Principalmente por causa de Jorge Jesus, que no ano passado havia deixado um time fixo e vencido. Porém, a situação está diferente para essa temporada. Rogério definiu seguir os passos de Jesus. Mas quando as coisas não dão certo e o time não joga bem, o que resta? Everton Ribeiro tem jogado mal. Arrascaeta tem jogado mal. Bruno Henrique tem sido bastante instável em campo. E no banco, o Flamengo tem vários jogadores encostados a meses, que simplesmente não entram. Como os colocar em campo agora? Michael não consegue produzir com a camisa do Flamengo. Mas isso antes de ficar no banco, porém agora, sem ritmo, seria ainda pior suas atuações, que de forma geral precisam de velocidade e intensidade. O mesmo serve para Pedro Rocha, que praticamente não vestiu a camisa do Flamengo. Vitinho é o que mais entra, porém segue sendo o mesmo inconstante de sempre. Opções da base poderiam ter sido testadas, mas Rogério se limitou apenas a dar pouca minutagem ao Pepê. Dessa forma, o elenco considerado “farto” no início do ano, chega na parte final da temporada com poucos lesionados, e mesmo assim, com poucas opções válidas para o time titular. O Flamengo se vê refém de Arrascaeta e Everton Ribeiro. Mas pare e pense em outras posições. Caso Gérson comece a jogar mal, quem o Flamengo tem de opção para ele? Caso Rodrigo Caio vá mal, quem entra? E se Isla errar tudo, quem resolve? Arrascaeta? Everton Ribeiro? Enfim, o Flamengo tem seu time titular, mas na reserva escolheu mal as peças.

Balanço das contratações em 2020

Em 2020 o Flamengo resolveu contratar para alimentar o elenco. O tiro porém não foi muito certeiro. Tudo bem, para Pedro e Thiago Maia o Flamengo ganhou duas ótimas opções, Isla na vaga de Rafinha foi boa sacada também. Porém Michael e Pedro Rocha se mostraram péssimas escolhas. Se olhamos para a zaga então, o dedo foi “podre”. Gustavo Henrique e Léo Pereira acumularam atuações sofríveis e não possuem condições de vestir a camisa do Flamengo. Além de ter ido mal quando foi ao mercado, a diretoria errou também quando resolveu não ir. Gastando altos valores em alguns nomes de prestígio, faltou pensar no elenco. Era sabida a carência na lateral direita, o Flamengo precisa de um reserva de segurança. Mas, toda vez que Isla é desfalque, a posição é composta por atuações questionáveis de Matheusinho ou João Lucas. No meio de campo, a óbvia necessidade de trazer ao menos um meia criador de jogadas em caso de desfalques de Arrascaeta ou Everton Ribeiro também se provou durante a temporada. Diego Ribas não consegue assumir essa função em campo. Outra posição sem bus ano mercado foi alguém para jogar como “Gérson”, caso o camisa oito ficasse de fora. É bem verdade que seria possível ter Arão e Thiago Maia juntos, porém a mudança de característica seria gritante. Diante dos erros, resta a diretoria pensar em um 2021 melhor. Com um elenco melhor pensado e estruturado. Leia também: Flamengo perderá patrocínio milionário; saiba mais Veja também: Flamengo enfrenta o Fluminense pelas quartas de final do Brasileiro Sub-20
Rogério Flamengo

Um Fla inconstante na defesa e ataque, o que esperar do futuro?

Rogério Ceni chegou ao Flamengo após passagem turbulenta de Domenec Torrent no comando. Uma das principais necessidades do Flamengo para o restante da temporada era e ainda é numa melhor estrutura de defesa, mais sólida e confiável. Porém, desde que Rogério chegou a coisa ainda não engrenou e o Flamengo sofreu gol todos os jogos com ele no comando.

Falta tempo

Pode parecer clichê, mas de fato, é impossível fugir desse contexto, falta tempo para Rogério. Ele pega um Flamengo desfigurado e tem logo de cara dois jogos de Libertadores e dois de brasileirão em sequência. O tempo para treinar é quase zero e as coisas não saem como esperado.

Escolhas “erradas” no sistema defensivo

Apesar da falta de tempo ser um problema totalmente real para Rogério, a torcida questiona algumas escolhas no sistema defensivo que dificultam ainda mais uma melhora. Ramon que se destacou muito quando entrou, simplesmente não teve mais chances. Para a torcida, o jovem consegue ser bom defensivamente e também no apoio, diferentemente de Renê. Já na zaga, a insistência em Léo Pereira e Gustavo Henrique chamam a atenção negativamente. Ambos colecionam falhas e pegam as vagas de Natan e Noga, que também entraram bem quando tiveram chances.

Possível escolha por “cascudos” em início de trabalho

Rogério pode se justificar das críticas por talvez ter escolhido os jogadores mais experientes para jogar em um momento mais complicado, sem tempo para treinos. Nesse caso, jogadores mais velhos tendem a compreender mais rapidamente movimentos de defesa que os jovens. Mas o fato que se vê em campo é que as coisas não vão tão bem assim. Até porque, a dupla Léo Pereira e Gustavo Henrique é jovem.

Semana livre, cobranças tendem a aumentar

Finalmente Rogério teve chance de ter tempo e treinar o time. Naturalmente se espera mais, uma equipe compacta e confiável na defesa. Movimentos ofensivos também precisam ser treinados, mas o principal ponto segue sendo a defesa. É inevitável dizer que Rogério será mais questionado a partir dessa semana, diante do Rancing, caso evoluções não sejam vistas em campo. Mesmo que ainda não seja em condições totalmente ideais, Rogério teve mais tempo, e ao menos alguma evolução será cobrada. A começar pelas escolhas de jogadores.

Melhor defesa pelo Fortaleza

Não é possível dizer que Rogério não sabe armar um sistema defensivo. Pelo menos não pelo que ele conseguiu desenvolver no Fortaleza, um clube de orçamento reduzido, jogadores limitados e que mesmo assim apresentava futebol ofensivo e ainda sim conseguia ser a equipe menos vazada do Brasileirão até o momento de sua saída. Rogério sabe como fazer, soube com jogadores menos qualificados, porque não no Flamengo? Tudo isso conta positivamente para ele e para a torcida acreditar em dias melhores.

Mas para isso, um possível “adversário”: os problemas físicos

O Flamengo vive uma sequência de problemas físicos e médicos em seus jogadores que faz com que profissionais destes departamentos sejam questionados. Afinal, o que acontece dentro do clube? Matéria recentemente publicada pelo “O Dia” denunciou que escolhas em ambos os departamentos em 2020 foram feitas a partir de amizades ou por movimentos políticos. Tudo isso respinga na confiabilidade de quem lá está para gerir a parte física e médica do clube, tão elogiada em 2019. Logo após a entrevista de Tannure na sexta, o Flamengo comunicou “desbalanceamento físico em Gabigol” e novo problema físico com Diego Ribas. Diego e Gabigol não são jogadores com histórico de lesões tão frequente assim, mas em 2020 tudo tem sido diferente. É a terceira vez consecutiva que Gabigol precisa de atenção do departamento médico. A pergunta que fica é: Até que ponto esses problemas físicos estão prejudicando o rendimento do time em campo? São muitas perguntas para Rogério e os jogadores buscarem respostas, mas elas precisam vir a partir de terça, diante do Racing pela Libertadores. O Flamengo precisa de uma vitória simples ou o empate de 0 a 0. Já pra o Racing, um empate de mais de dois gols para cada lado ou vitória simples, garante sua classificação. 1 a 1 leva aos pênaltis. Leia também: Atacante do Fla recebe propostas e pode deixar o clube no fim do ano Veja também: De olho no Racing, Flamengo treina forte no Ninho do Urubu
Flamengo

Empate diante do Racing apenas reforça Flamengo “manco” em campo

O Flamengo empatou ontem diante do Racing na Argentina. O resultado, por se tratar de um empate fora de casa e ainda com gols, é considerado bom. Mas se formos olhar além do resultado e naquilo que se espera dentro de campo, é perceptível muitos problemas que precisam ser sanados. Em especial, em um time que pode ser considerado “manco” em campo. Mas manco como? Será fácil entender. A diferença do Flamengo do meio de campo para frente e do meio de campo para trás é absurda. Não apenas na qualidade técnica, mas na parte tática e psicológica no jogo. O sistema defensivo do Flamengo demonstra uma dificuldade crônica na saída de bola, forçando passes complicados quase o tempo todo, colocando tudo a perder. Soma-se a isso, jogadores de qualidade técnica questionáveis, que pressionados, erram ainda mais que o normal. Renê, mesmo que muito esforçado e de qualidades defensivas, oferece muito pouco na parte ofensiva e técnica. Ele somado a Léo Pereira, Thuler e os somados descuidos de Arão, acumulam saídas de bola extremamente perigosas. Outro ponto é o lado defensivo de forma geral. Incrível a liberdade que Lizandro Lopes teve em vários momentos do jogo ontem. Em especial, sobre Léo Pereira, que geralmente é facilmente batido pelos centroavantes.

As insistências de Rogério Ceni

A insistência de Rogério Ceni em nomes como Gustavo Henrique e Léo Pereira é injustificável e começa a incomodar o torcedor, que espera e acredita que Natan e Noga possam representar para o elenco opções mais seguras que os contratados de 2020. Apesar de desempenho regular para bom, Vitinho é outro alvo da torcida. O pênalti desperdiçado diante do São Paulo fez aumentar sua rejeição, mas é inegável que dentre as opções de banco, ele tem desempenhado o futebol mais proveitoso. Michael e Pedro Rocha não emplacam. Com um ataque forte e uma defesa fraca, o Flamengo vira um time instável e que fica difícil de confiar. Grandes conquistas passam por melhor rendimento defensivo, para não sobrecarregar os atacantes, com grande necessidade de gols na frente a partir do momento que a equipe sofre também muitos gols. Leia também: Imperador presta homenagem a Maradona: “Um dos maiores” Veja também: Sesc RJ Flamengo tem mais dois casos de Covid-19 confirmados e adia mais um jogo da Superliga  
Flamengo

SAIU! Confira a escalação do Fla para enfrentar o São Paulo

O Flamengo entra em campo daqui a pouco para enfrentar o São Paulo pela Copa do Brasil. Rogério Ceni em menos de dois dias de trabalho precisou analisar o elenco, os desfalques, e traçar um time titular par aa noite de hoje. Tarefa nada fácil, mas que Rogério respondeu com uma escalação no mínimo polêmica. O novo treinador resolveu povoar a linha de frente com Gabigol, Bruno Henrique, Michael e Vitinho. Os dois primeiros nomes já eram esperados, mas existia uma expectativa ao redor de Arrascaeta e que ele pudesse voltar a campo hoje. Além disso, Gérson poderia compor o meio mais avançado, ao lado de Arrasca. Mas com as escolhas de Thiago Maia no banco e Vitinho como meia, ficou definida uma equipe bastante diferente da imaginada inicialmente. Na defesa temos talvez o maior questionamento da torcida. Gustavo Henrique e Léo Pereira foram escalados, Rogério opta pela experiência na escalação e confia que talvez um melhor posicionamento em campo já seja suficiente para recuperar um sistema defensivo tão frágil. Com Isla pela seleção e Filipe Luís machucado, as duas laterais também chegam desfalcadas. Matheusinho e Renê assumem as funções. Hugo Souza deu sua vaga para Diego Alves, que volta ao time, novamente aqui Ceni preferiu a experiência em relação a juventude. Por outro lado, Gabigol finalmente volta a ser titular do Flamengo depois de muito tempo de fora. Além disso, pela disposição tática, Bruno Henrique volta a jogar por dentro, como um segundo atacante ao lado de Gabigol, dupla que deu tão certo em 2019. Confira a escalação abaixo: Leia também: O que esperar do São Paulo de Diniz na noite de hoje Veja também: Ídolos do Flamengo Adílio, Nunes, Mozer, Andrade e Juan doam sangue no Hemorio
Flamengo

Opinião: Vida difícil com Léo Pereira e Gustavo Henrique

Gustavo Henrique e Léo Pereira foram contratados no inícios do ano para a zaga rubro negra. A intenção inicialmente era de trazer um substituto a altura de Pablo Marí e ao mesmo tempo melhorar o elenco, já que Rodolfo havia saído para o Coritiba. Chegaram os campeonatos, e já no carioca as primeiras críticas a Léo Pereira puderam ser notadas. O jogador não conseguia passar confiança sequer contra os pequenos do Rio, e isso espantava. Gustavo Henrique também se destacava…mas pela falta de velocidade, aliás, Léo também é considerado um zagueiro lento. Mesmo com Jorge Jesus, Gustavo Henrique e Léo Pereira protagonizaram partidas ruins, o mal desempenho não é novidade da chegada de Dome. Mas nos dois últimos finais de semana Gustavo Henrique conseguiu maior “destaque”, por assim dizer. Gustavo errou 5 vezes nos últimos 6 gols sofridos. Na partida diante do Internacional deu de presente gol para Thiago Galhardo. Domingo diante do São Paulo, uma atuação ainda mais tenebrosa. O zagueiro não estava em sua posição no primeiro gol do São Paulo, fazendo a defesa toda sair de suas posições. No segundo gol adversário, um toque na bola, quase que ajeitando para Brenner marcar. O terceiro gol, de penalti, fruto de uma bicuda de Gustavo Henrique dentro da área. E por fim, no quarto gol, Gustavo dava condição na linha de impedimento.

Opções para a zaga e a defesa de Dome

O Flamengo precisa procurar opções, seja no mercado ou no seu próprio elenco, com Thuler, Noga, Natan e outro atleta de base. É difícil acreditar que Léo Pereira e Gustavo vão conseguir desempenhar um futebol minimamente aceitável. Aliás, todo o sistema defensivo do Flamengo precisa ser revisto, inclusive a forma como Dome o monta. O time está espaçado em campo, atacantes adversários ficam o tempo todo no homem a homem com os zagueiros, e para jogadores mais lentos, como Gustavo Henrique, é pedir para tomar gol. A coisa não funciona, o Flamengo levou 20 gols nos últimos 24 jogos, marca absurda. Leia também: Gramado do Ninho assusta torcedores; veja a reação Veja também: Flamengo perde para o Quimsa na final da Champions League  
Dome-Flamengo

Dome explica Natan no banco; Confira o pós-jogo de Flamengo 2 x 1 Vasco

O Flamengo venceu o Vasco hoje pelo Campeonato Brasileiro. A vitória por 2 a 1 é importante para a sequência do Campeonato, o Flamengo segue cada vez mais encostando no líder Atlético-MG, que vem de derrota na última rodada. Um dos maiores questionamentos da torcida antes da partida rolar no clássico, foi a escolha de Léo Pereira de volta na zaga, mesmo com Natan jogando bem. Dome explicou sua escolha: “Muito simples. Temos muitas informações. Eu falo muito com o dp médico e com o Tannure. O Natan e o Pedro estavam muito cansados e recebemos a informação de que poderiam ter risco de lesão. Foi por precaução.”, comentou. Léo Pereira fez um dos gols do Flamengo na partida de hoje. Fato que não mudou a opinião de alguns torcedores de que ele deveria ter sido reserva. Outro atleta que está sendo bastante criticado pela torcida é Michael. Mais uma vez o jogador entrou mal na partida e não passou despercebido. Mesmo à beira do campo, Dome em vários momentos perdeu a paciência. “Temos que ter paciência com todos, não é fácil jogar 20 minutos e jogar bem, o ritmo é outro. Estamos jogando com um ritmo muito alto, todos querem que quem está no banco jogue melhor, mas temos que defender o Michael também”, disse Dome sobre Michael. Ainda sobre Michael, ele completou: “Talvez tenha que finalizar melhor, mas isso acontece quando você joga 15, 20 minutos. Isso é um time. Não se trata do Vitinho, do Pedro, do Leo. Quanto mais falem sobre esses jogadores, mais vamos defender esses jogadores. Somos um time” Leia também: Flamengo vence o Vasco outra vez, e torcida não perdoa nas redes sociais Veja também: Flamengo/Marinha encara o Palmeiras no Novelli Júnior
Flamengo

Léo Pereira vibra com momento no Flamengo e elogia Jorge Jesus

O Flamengo é apontado por muitos a principal equipe do futebol brasileiro. A gestão financeira do clube e as conquistas nos gramados colocaram o clube em ”Outro patamar”. Um dos principais segredos do Rubro-negro é o planejamento do seu elenco. Sabendo da saída de Pablo Marí, para o futebol inglês, o Mais Querido correu atrás de substitutos para a posição. O setor defensivo é um dos pilares da equipe de Jorge Jesus, no começo da temporada, o Mengão fechou a contratação do jovem destaque Léo Pereira, do Athletico Paranaense. O jogador de 23 anos assinou o contrato até dezembro de 2024 e é o segundo homem de zaga anunciado pelo clube para a temporada 2020. Antes o clube contratara Gustavo Henrique, ex-Santos. “Tenho trabalhado bastante para ganhar meu espaço no Flamengo. Meus companheiros e a comissão passam confiança para eu poder jogar. Estou feliz demais com meu momento. Sempre dizemos que não há titulares ou reservas, tem o Flamengo. Ponto. Sem vaidade e com muita humildade, a disputa por posição aqui é sadia. Quem joga corresponde, e isso só mostra a força do nosso elenco” disse o jogador antes de falar sobre a parceria com Rodrigo Caio. “O elenco não tem vaidade, todos sabem o que fazer dentro de campo, e o entrosamento acaba sendo natural. O Rodrigo é um jogador primoroso, tem muita técnica, espero que a gente possa trazer muita segurança defensiva para o time”, afirmou. Léo também falou sobre a ajuda e conselhos que vem recebendo do técnico Jorge Jesus. “Conversamos bastante, ele me passa algumas orientações tanto defensivas quanto ofensivas, e tenho buscado seguir isso. A confiança que ele tem e a humildade de nos ensinar diariamente foram fundamentais para que eu me adaptasse rápido.

Léo Pereira ou G Henrique? Jesus praticamente já escolheu o novo titular do Flamengo

É bem verdade que o Madureira pouco chegou ao ataque na noite de ontem, porém a defesa conseguiu se dar bem sem maiores problemas em todas as tentativas de ataque do adversário. E diante desse contexto Léo Pereira ganhou créditos, principalmente por demonstrar rapidez na recomposição. Apesar de jovem, Gustavo Henrique é “pesado”, fato que pode ser facilmente constatado nos contra ataques puxados pelo Madureira. Gustavo tinha de fato dificuldades para os acompanhar. Apesar de também ter jogado bem, Gustavo pode ser deixado como opção, principalmente levando em consideração que Jesus queria ter um zagueiro mais veloz, característica que se enquadra em Léo Pereira. O próprio Jesus veio na coletiva pós jogo destacar as qualidades de Léo Pereira, destacando que seu estilo de jogo se enquadra perfeitamente no que o Flamengo precisa hoje. “São jogadores com características diferentes. O Léo (Pereira) é mais leve, o Gustavo (Henrique) é mais agressivo no combate direto, na bola aérea. O Léo está mais acostumado a esta ideia de jogo. Fez uma estreia e parece que já está aqui há mais de um ano“, disse o treinador. Assim, na competição interna pelo substituto de Pablo Marí, Léo Pereira saiu na frente e provavelmente estará em campo contra seu ex-clube na final da Supercopa do Brasil. Rodrigo Caio também vem sendo preparado para estar em campo, porém sua presença é ainda incerta.

Único canhoto do elenco

Além da velocidade, Léo Pereira também acaba sendo beneficiado pelo fato de ser o único canhoto no elenco. Característica que ajuda na saída de bola em determinadas situações de pressão do rival. Afinal, um zagueiro deslocado para a esquerda tentaria muitas vezes “ajustar” o passe para o pé direito, gastando mais tempo que poderia ser fatal. Tudo é levado em consideração pelo mister. A definição dos titulares para a final de domingo que vem deve sair durante a semana.

A estreia para Léo Pereira

Léo Pereira reagiu positivamente aos comentários de Jorge Jesus, comentou estar totalmente adaptado ao clube apesar do pouco tempo e agradece o apoio de todos logo em sua chegada. “Agradeço às palavras dele (Jesus). Ainda não pude ver, mas essa é a sensação: que estou aqui há um bom tempo. Me senti em casa mesmo. Fui muito bem recepcionado pelos companheiros, pelo Mister e pela comissão. Então não tem como ser diferente. Consegui dar o meu melhor“, comentou. Essa também foi a primeira partida de Léo usando outra camisa que não fosse a do Athletico-PR. E a torcida do Flamengo foi como sempre um dos destaques na coletiva. Léo Pereira não perdeu tempo de elogiar a Nação: “Me senti bem. Já tive esse contato jogando contra, jogo passado estive na arquibancada e hoje dentro de campo, vestindo o Manto. Deu para sentir que sim, depois dos 10 minutos, que fizeram uma festa muito linda. Só tenho agradecer pelo apoio“, comentou o zagueiro, relembrando que os 10 minutos iniciais foram em homenagem as 10 vítimas do Ninho do Urubu.  

Contratação importante treina entre os titulares e deve enfrentar o Madureira; confira

O Flamengo finaliza amanhã contra o Madureira sua participação na primeira fase da Taça Guanabara. Mirando a classificação para as finais da competição, a equipe de Jorge Jesus poderá ter novidades, entre elas a estreia de  Léo Pereira, recém contratado. Durante os treinos desta sexta-feira o zagueiro esteve entre os titulares, foi testado na vaga de Thuler. Assim, segundo o jornal “O Dia”, Gustavo Henrique e Léo Pereira devem compor a dupla de zaga. Léo Pereira é um dos sete nomes do Flamengo nessa janela de transferências, o atleta foi destaque do Athletico-PR durante todo 2019 e espera repetir o sucesso no Flamengo em 2020. Em entrevista recente Jorge Jesus elogiou a diretoria por ter se movimentado rápido a saída de Pablo Marí. Segundo o mister, a direção contratou o zagueiro “que ele queria”, aumentando ainda mais as chances de Léo ser o titular de Jorge Jesus durante a temporada. “Marí foi vendido por mais de seis vezes do que custou e tiro o chapéu para o Flamengo pela maneira fez a venda. E no dia seguinte tive o jogador que eu queria (Léo Pereira). Só demonstra a qualidade do Flamengo“, comentou o treinador em coletiva. Leia também: Com a possível saída, Fla já analisa a contratação de goleiro para substituir César

NOVO MITO: Léo Pereira solta frase em apresentação que vai irritar torcida do Athletico

Léo Pereira foi apresentado na tarde desta terça como novo reforço do Flamengo. O zagueiro de 23 anos teceu elogios a estrutura do clube e a dimensão que ele possui em relação ao Athletico-PR, seu ex-time.

Elogios a estrutura do clube

Fiquei impressionado. O Athletico tem uma bela estrutura, mas fiquei impressionado, gostei muito e acredito que tem tudo aqui, toda estrutura para darmos o melhor em campo. Estou ansioso pela estreia, me preparar ao máximo“, comentou o zagueiro.

Possível comemoração contra ex-clube e vontade de estar em campo

Uma possível comemoração contra o Athletico na final da Supercopa do Brasil também foi assunto na apresentação. Segundo Léo Pereira, ele não teria problema algum em comemorar. “Claro que vou comemorar. O gol é o meu melhor momento do futebol, deve ter uma comemoração. Respeito muito o Athletico, me lançou ao futebol, sou muito grato. Mas vou comemorar” Léo Pereira poderá estrear logo em uma final, quarta que vem, e ele está ansioso por isso. “Não sei se vou estar em campo ou não contra o Athletico. Espero que o mister me escale e aconteça logo esse enfrentamento. Estou com sangue no olho para dar esse título inédito ao Flamengo

Felicidade em assinar com o Flamengo

Ainda na coletiva, Léo Pereira expressou toda sua felicidade em vestir o manto sagrado ao ser perguntado sobre o que sentia naquele momento. “É um privilegio muito grande estar vestindo a camisa do Flamengo, é um lugar onde eu tinha um desejo muito grande de estar. Como o (Marcos) Braz falou, não foi possível em um outro momento, mas agora se concretizou e estou feliz“, que ainda completou: “Com certeza foi um salto muito grande e isso eu fico muito feliz, porque era o que eu planejava. É um sonho e, como eu falei, queria estar desde o ano passado e não foi possível, mas agora eu estou vestindo essa camisa gigante”

Competição interna

Léo Pereira será o camisa 4 do Flamengo e precisará lidar com uma disputa sadia pela posição. Além dele, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Thuler competem pela titularidade. Léo tem certa vantagem em relação ao Gustavo Henrique e Thuler, pelo fato de ser canhoto e seus companheiros não. Aliás, Léo é o único zagueiro canhoto no elenco. O novo zagueiro do Flamengo já tem toda a documentação regularizada e poderá estrear neste sábado (dia 08), contra o Madureira, pela última rodada da fase de grupos da Taça Guanabara. O Flamengo precisa vencer para se classificar as finais sem depender de ninguém. É possível que Jorge Jesus rotacione as opções do elenco, já que ele terá pela frente uma final de Supercopa, duas finais pela Recopa e possíveis finais da Taça Guanabara. O mês é de decisões. Leia também: Declaração infeliz: Edmundo questiona gritos de “time assassino” e revolta torcida do Fla    
  • 1
  • 2

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod