Tag: Pelaipe

Pelaipe fala sobre negociações com Mario Balotelli: “Na hora certa a diretoria vai expor essa situação”

Em busca de qualificar ainda mais o seu plantel, o Flamengo movimentou a janela de transferências e anunciou a contratação de quatro reforços para o segundo semestre desta temporada, Rafinha, Pablo Marí, Gerson e Filipe Luís. Neste momento, a cúpula Rubro-Negra foca suas atenções na contratação de um atacante, a pedidos do técnico Jorge Jesus. Um dos principais nomes cogitados para esta posição é o de Mario Balloteli. Apesar das muitas especulações sobre as tratativas entre o clube Rubro-Negro e o jogador, o gerente de futebol do Flamengo preferiu não entrar em detalhes sobre a negociação.

Durante uma entrevista a Rádio Grenal, Paulo Pelaipe comentou superficialmente sobre as negociações entre o Flamengo e Mario Balotelli. O gerente de futebol do clube Rubro-Negro não quis entrar em detalhes, mas revelou que a diretoria deverá falar sobre as tratativas com o atacante italiano em breve.

— As pessoas certas do clube estão negociando essa situação. Na hora certa, a diretoria vai expor essa situação.

Aos 28 anos, Mario Balotelli está sem clube atualmente, após ter encerrado seu contrato com o Olympique de Marseille. O jogador acumula passagens pelos clubes Lumezzane, Internazionale, Manchester City, Milan, Liverpool e Nice, e coleciona títulos como uma Uefa Champions League, uma Premier League (primeira divisão da Inglaterra) e três da Serie A (primeira divisão da Itália). Além disto, o atacante também já defendeu a seleção italiana.
Por: Coluna do Fla

Mozer defende chegada de Paulo Pelaipe ao Flamengo

O nome de Paulo Roberto Pelaipe para o cargo de gerente de futebol do Flamengo agradou a Mozer. Curiosamente, a função estava vaga desde a demissão do ex-zagueiro e ídolo rubro-negro, em março de 2018, após a eliminação do Estadual para o Botafogo. Multicampeão pelo clube, Mozer fez elogios trabalho feito por Pelaipe em sua primeira passagem pela Gávea.

– É um bom nome, experiente. Ele (Pelaipe) já teve uma passagem pelo clube, em um período em que as coisas não eram estáveis como são hoje. Pelo que me consta, desempenhou bem o seu trabalho. Estabilizou o ambiente entre os jogadores e resolveu alguns outros problemas – disse, antes de complementar: – Não só eu, como a direção, entendemos que é o homem ideal para estar à frente desse trabalho – finalizou Mozer, que defendeu o Fla entre 1980 e 1987. ‘É um homem com grande experiência. Tenho certeza que, com a situação financeira atual, ele deve continuar a fazer um bom trabalho’, disse Mozer sobre Pelaipe. Revelado pelo Flamengo, Mozer atuou no clube entre 1980 e 1987. Além do Mundial, conquistou o Brasileirão em 1980, 1982 e 1983 e a Libertadores de 1981, além dos títulos estaduais de 81 e 86. Assim, é um dos nomes mais vitoriosos da história do Rubro-Negro. Na quinta, o ex-zagueiro participou do Jogo Das Estrelas, evento beneficente promovido por Zico há quinze anos. Questionado, Mozer fez elogios à gestão de Eduardo Bandeira de Mello e se disse orgulhoso pelo que fez como gerente de futebol, entre junho de 2016 e março de 2018. – Em questão de estrutura, organização, financeira, o grupo (do presidente Eduardo Bandeira de Mello) deu ao Flamengo o que o Flamengo merecia. Quando os títulos não acontecem, isso pode ser esquecido, mas nesse período (em que Mozer foi gerente de futebol), o Flamengo chegou em cinco decisões. Fonte: LANCE!

Relembre as contratações de Pelaipe quando foi diretor de futebol do Flamengo

A nova diretoria do Flamengo anunciou, nesta quarta-feira (26), o retorno de Paulo Pelaipe ao clube, como dirigente de futebol. Essa será a segunda passagem do dirigente pelo Rubro-Negro. Na primeira, ele teve função diferente, exercendo a função de diretor de futebol. No cargo anterior, Pelaipe era o principal responsável pelas contratações realizadas pelo Fla e, como em qualquer gestão, houve erros e acertos.

Com o retorno de Pelaipe, o comentarista Bruno Pet, da TV Coluna do Flamengo, listou os atletas contratados pelo Flamengo durante o período que o novo gerente de futebol esteve.

2013:

  • Elias
  • João Paulo
  • Wallace
  • Gabriel Marcelo
  • Marcelo Moreno
  • Bruninho
  • Val
  • Paulinho
  • Diego Silva
  • Chicão
  • André Santos
  • Carlos Eduardo

2014:

  • Arthur
  • Erazo
  • Feijão
  • Marcelo
  • Mugni
  • Léo
  • Márcio Araújo
  • Éverton
  • Alecsandro
  • Elano

Neste período, o Flamengo conquistou a Copa do Brasil de 2013, sendo este o último título nacional conquistado pelo clube da Gávea. Após este troféu, o Rubro-Negro levou também o Campeonato Carioca de 2014 enquanto Paulo Pelaipe esteve na diretoria.

Fonte: Coluna do Flamengo

Em 2012, Abel Braga e Pelaipe trocaram farpas via imprensa

O técnico Abel Braga e o gerente de futebol Paulo Pelaipe foram os primeiros nomes confirmados na gestão de Rodolfo Landim, presidente rubro-negro no triênio 2019-21. Os dois trabalharão lado a lado com outros profissionais, com a responsabilidade de levar o Flamengo ao caminho dos títulos, mas, outrora, protagonizaram uma “troca de farpas” via imprensa.

Foi em 2012, quando o Fluminense, do técnico Abel Braga, e o Grêmio, do diretor executivo Paulo Pelaipe, disputavam ponto a ponto a liderança do Campeonato Brasileiro. A discussão via imprensa começou com o dirigente gremista acusando o adversário de ser beneficiado pela arbitragem. – Dentro de campo, os jogadores devem decidir o campeonato, não a arbitragem. O Fluminense está sendo muito favorecido. Foi contra o Bahia, contra o Botafogo. Queremos que a comissão fiscalize, olhe – disse Pelaipe, á época. Das Laranjeiras, vieram as respostas de Abel Braga e de Rodrigo Caetano, diretor executivo que hoje está no Internacional. O treinador foi mais “firme”, enquanto o dirigente tricolor foi mais contido, ressaltando o trabalho realizado. – Quem falou? Não ouvi coisas boas desse senhor recentemente. Na última vez que ouvi falar desse cara ele estava preso. Tem que perguntar para o delegado então – disparou Abel Braga, referindo-se ao episódio em que Pelaipe xingou um segurança do Engenhão antes do confronto entre Flamengo e Grêmio. – Essas declarações nos incomodam até porque temos um procedimento aqui no Fluminense de falar sobre supostos erros dos nossos jogos. Se nos sentirmos prejudicados, vamos falar. Mas nunca sobre os adversários. Acho deselegante creditar uma campanha com números tão expressivos em benefício ou prejuízo da arbitragem. Resume de forma simples todo o nosso trabalho. Somos o alvo por sermos os líderes, mas isso não vai tirar o nosso foco. Seguimos firmes em busca do título brasileiro – disse Rodrigo Caetano. A discussão terminou entre as partes terminou por ai. O Fluminense acabou campeão brasileiro de 2012, com o Grêmio terminando na terceira posição.

Fonte: LANCE!


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod