Tag: Racing

Flamengo

Opinião: Flamengo do luxo ao lixo

O Flamengo venceu tudo que podia em 2019, ou quase tudo. Estadual, Libertadores e Brasileirão, o clube era respeitado e temido por seus rivais, e com razão, com dinheiro, estruturado e apostando acertadamente no futebol europeu, o Flamengo deslanchou e parecia ter condições de oferecer ao futebol brasileiro um domínio que não se via desde a época do São Paulo com Muricy…mas tudo isso só parecia que iria acontecer. A realidade caminhou para direção oposta. Jorge Jesus preferiu sair para o Benfica, clube que ama, natural, nada fora do comum, mas que complicava o planejamento de 2020, que contava com ele. Mesmo com futebol abaixo de 2019 ainda sim o Flamengo conquistou estadual, recopa e supercopa com Jesus, mas agora precisava procurar outro treinador para dar sequência ao trabalho…sequência? Que nada! Seu sucessor Domenec chegou como ironicamente como um elefante, após dizer na apresentação que não seria. Tentou impor seu jogo, seu estilo e sua filosofia…não durou muito, goleadas vexatórias, resultados patéticos e um time sem inspiração em campo. Poxa, bastava fazer o simples, certo? Foi o que Rogério pensou. O novo treinador após demissão de Dome assumiu o clube falando alto sobre repetir 2019, mas não consegue. Não consegue porque o rendimento de alguns jogadores caiu muito, as lesões, a covid, o calendário, escolhas ruins de contratações, escolhas erradas no departamento médico, de futebol, físico…são tantos erros que não parece ser o mesmo time que venceu tudo em 2019.

O que esperar do futuro?

O Flamengo só voltará aos trilhos quando perceber quando perdeu sua essência de 2019. E se engana quem acha que é apenas treinador, é postura de cima para baixo, rever erros. O Flamengo corre contra o tempo para tentar salvar a temporada com ao menos um campeonato brasileiro. Ainda é possível, mas diante dos fatos o rubro negro tem hoje um desafio muito mais complexo que em 2019, com um Atlético-MG melhor que o Santos, um Palmeiras melhor que o próprio Palmeiras do ano passado e um São Paulo forte. Leia também: Zico não gosta da opção de Pedro no segundo tempo: “Sem condições” Veja também: Nos pênaltis, Flamengo perde para o Racing e encerra a participação na Libertadores
Flamengo

Zico desabafa após eliminação do Flamengo

O Flamengo foi eliminado da Libertadores da América ontem no Maracanã, diante do Racing a equipe de Rogério Ceni mais uma vez criou mais chances que seu adversário, mas novamente pecou no mais importante: fazer o gol. O rubro negro perdeu várias chances, algumas delas absurdas com Vitinho e Bruno Henrique. O problema é que se tornou comum dizer que o Flamengo perdeu muitos gols, até por isso, Rogério preferiu lançar Pedro na partida, mesmo em condições bastante questionáveis. Zico não gostou da opção e a criticou. “Se fosse um jogo normal, o Pedro não estaria nem no banco, quando ele entra todo mundo quer ver aquela movimentação mas ele não tinha a menor condição de jogar. Você não pode, em um jogo como esse, ter um jogador no banco que você sabe que só pode entrar pra jogar pouco tempo. Botar um cara que tá sem confiança da sua condição, em um jogo como esse, não vale.”, disse o Galinho.
Pedro está lesionado há duas semanas, depois de ir para a seleção brasileira, mais especificamente. Pelo Flamengo, o atacante soma 20 gols em 37 jogos, marca considerável e que deve ter feito Rogério levar em consideração sua escalação. Porém claramente o jogador não tinha condições de jogo. O Flamengo volta a campo neste sábado pelo Brasileirão, a partida diante do Botafogo poderá marcar o início de uma trajetória de “volta por cima” no brasileirão. Mas a torcida não está nem um pouco empolgada com o time. Leia também: Para Sormani, apenas um treinador pode dar certo no Flamengo; Confira Veja também: Com excelente atuação, Mengão vence o Botafogo por 3 a 0 pelo Brasileiro Sub-20
Flamengo

Para Sormani, apenas um treinador pode dar certo no Flamengo; Confira

Na tarde desta quarta-feira no programa Fox Sports Rádio, a bancada comentava a inesperada eliminação do Flamengo diante do Racing no Maracanã. Dentre questionamentos pelas saídas de Everton Ribeiro e Arrascaeta e desempenho individual de atletas, Sormani disparou contra Rogério Ceni, questionando sua capacidade. Além disso, o comentarista destacou quem para ele seria capaz de assumir o Flamengo e fazer o time funcionar. “Está claro que o Rogério Ceni não é treinador para o Flamengo nesse momento. O melhor treinador brasileiro chama-se Renato Portaluppi. Ele é o único capaz de pegar esse elenco e tentar reproduzir o time de 2019”, disse o comentarista. Para Sormani, Ceni não soube o que fazer com tantas opções no elenco e conseguiu fazer as piores escolhas possíveis. “O Rogério parecia uma criança com chocolate na mão. Se lambuzou todinho”, completou. Ceni foi muito questionado por algumas escolhas na noite de ontem. O torcedor não entendeu bem a insistência em Vitinho em campo, seja na escalação como titular, tendo Pedro como opção (mesmo que por pouco tempo) ou em sua permanência no segundo tempo, quando preferiu tirar Arrascaeta e Everton Ribeiro de campo. Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o Flamengo amarga prejuízo de mais de 25 milhões de reais. Esse cálculo se dá pela expectativa de direção de chegar até as semis de ambas competições. Agora, resta ao Flamengo o Brasileirão. Ainda é possível conquistá-la, mas é notável que jogando o futebol que está, será muito difícil. Leia também: Teve palavrão: Neto detona Vitinho em eliminação do Flamengo Veja também: Nos pênaltis, Flamengo perde para o Racing e encerra a participação na Libertadores
Flamengo

Saiu! Confira a escalação do Flamengo para a Liberta

Flamengo e Racing entram em campo daqui a pouco pela Libertadores e a torcida rubro negra tem motivos de sobra para ficar feliz. Rodrigo Caio está de volta a equipe depois de mais de 2 meses de fora. A notícia foi muito bem recebida, apesar da permanência de Gustavo Henrique, bastante questionado. Nas laterais Isla e Filipe Luís deixam o torcedor mais “calmo”, dois nomes de peso, que junto de Diego Alvez trazem uma bagagem enorme de experiência e qualidade para decidir. Do meio para frente, apesar dos problemas com Gabigol e Thiago Maia, o time é de animar qualquer torcedor. Gerson e Arão irão fazer dupla de volantes, como já tem sido nas últimas partidas pelo campeonato brasileiro. Mais na frente, Everton Ribeiro e Arrascaeta formam a dupla dos sonhos na criação de jogadas. A dupla de ataque fica com Bruno Henrique e Vitinho. Apesar de Gabigol não poder voltar a jogar, o retorno de Pedro siginifica muito, mesmo que seja apenas no segundo tempo. Pelo que foi treinado durante a semana, Vitinho entrará livre no ataque. Nesse cenário, Bruno Henrique ficaria mais centralizado. Destaque também para Gustavo Henrique, pela primeira vez no Flamengo jogando pelo lado esquerdo, onde se destacou no Santos. Confira a escalação abaixo:

Novidades até no banco de reservas

O Flamengo surpreendeu inclusive no banco de reservas, hoje Lincoln não está entre os relacionados. Em seu lugar, Rodrigo Muniz, recentemente de volta ao elenco após pedido de Ceni, é quem estará na reserva. João Gomes é reserva para a posição na zaga, como já tem sido nos últimos jogos. Léo Pereira vai para o banco na noite de hoje. Diego Ribas era outra dúvida para o jogo de hoje, mas ele está no banco de reservas e poderá entrar no segundo tempo da partida. Diante de um calendário tão difícil e dependendo da situação em jogo, Diego poderá ser muito útil. Leia também: Recado dado: Recém chegado Muniz fica no banco, Lincoln fora Assista ao pré-jogo:  
Flamengo

Flamengo depende de classificação hoje para amenizar prejuízos

O Flamengo entra em campo diante do Racing daqui a pouco pela Libertadores. A partida começa às 21h30 e será transmitida pelos canais SBT e Fox Sports. Para os torcedores, à primeira vista, a partida de hoje significa a classificação às quartas de final da competição mais importante das américas. Só que para o Flamengo, significa muito mais. O rubro negro foi eliminado precocemente da Copa do Brasil, pelo menos pelo que foi projetado pela diretoria em seu balanço anual. O Flamengo contava com a classificação do clube ao menos para as semis da competição, classificação essa que não veio, e com ela, a diminuição do valor obtido pelo clube em premiações. Dessa forma, o Flamengo já tem um “déficit” daquilo que imaginava economicamente na temporada. A tendência é que o Flamengo busque opções “dentro de casa”, como com a venda de jogadores de base que não serão aproveitados. A diretoria acredita ser possível equacionar o prejuízo, mas a preocupação gira em torno também da Libertadores. No orçamento traçado para 2020, a diretoria também traçou como meta mínima a classificação para as semis da competição. Ou seja, uma eliminação nas oitavas teria grande impacto nas finanças, causando problemas não apenas em possíveis vendas de jovens, mas também no elenco profissional. Dessa forma, Rogério e seus comandados possuem uma grande responsabilidade em campo. Defendendo o time atual campeão e ao mesmo tempo, de certa forma, defendendo as finanças. Vale lembrar que para cumprir a meta mínima traçada pela direção, o Flamengo terá que eliminar o Racing hoje e passar por Boca ou Internacional nas quartas. Leia também: Flamengo define valor para negociar Léo Pereira; veja os números Veja também: Flamengo finaliza preparação para o confronto decisivo contra o Racing
jogo do flamengo hoje onde assistir o jogo do flamengo

Em sexto jogo com Ceni, Fla poderá ter sexta escalação diferente

O Flamengo tem nesta terça-feira uma decisão pela Libertadores. Diante do Racing da Argentina, jogando no Maracanã, o Flamengo precisa de uma vitória simples para se classificar, aliás, um empate por 0 a 0 já garantiria a vaga, mas convenhamos que o torcedor não espera passar tanto sufoco. O time que Ceni irá escalar ainda tem muitas dúvidas, Rodrigo Caio, Isla, Pedro e Gabigol estão todos em fase de retorno aos gramados, mas ainda não se sabe se hoje os atletas tem de fato, boas condições para entrarem em campo. A lista de relacionados será definida ainda nesta segunda e algumas respostas já poderão ser respondidas. Diante de tantas mudanças forçadas, amanhã o Flamengo poderá ter em campo a sexta escalação diferente nos últimos seis jogos. Vale dizer que Ceni está no comando do Flamengo há apenas cinco jogos, assim, o novo treinador ainda não terá conseguido repetir uma escalação sequer. O treinamento da tarde desta segunda define bastante as coisas. Gabigol treinou bem com os fisioterapeutas e das dúvidas é o que tem maior probabilidade de entrar em campo, já como titular. A situação de Diego Ribas é mais complexa, dificilmente o meia será relacionado. Aos “trancos e barrancos” Rogério precisa definir o melhor time possível para o momento e o colocar em campo. A partida amanhã vale muito para a temporada rubro negra, inclusive, para o futuro do elenco, que não pode ser eliminado precocemente de competições e deixar de garantir suas receitas. Leia também: Gabigol treina com bola e empolga a torcida do Flamengo Veja também: De olho no Racing, Flamengo treina forte no Ninho do Urubu
Flamengo

Gabigol treina com bola e empolga a torcida do Flamengo

O Flamengo se prepara para partida fundamental na temporada. Diante do Racing, muita coisa está em jogo, inclusive a tranquilidade para Rogério Ceni poder trabalhar. Diante de tantos problemas de lesão e desfalques, todo e qualquer jogador recuperado passa a ser importante na busca do Flamengo ideal. Ainda não se sabe se Pedro e Rodrigo Caio estarão disponíveis para o jogo de amanhã, mas Gabigol treinou com bola e o Flamengo fez questão de postar hoje em suas redes sociais, animando os torcedores. O Flamengo precisa amanhã de uma vitória simples diante do Racing para se classificar as quartas de final da Libertadores. Se a eliminação precoce na Copa do Brasil já custou uma grana e tanto para os cofres rubro negros, uma eliminação na Libertadores é inimaginável. Para a partida de amanhã, Arrascaeta e Everton Ribeiro estarão disponíveis, além de Gérson e Arão, formando o meio de campo. Bruno Henrique está bem também, e Gabigol seria o preparado para a partida.  Em caso de problemas com o artilheiro, Vitinho assumiria a vaga no ataque. Aliás, dúvida para a partida de amanhã também é Isla, o chileno se machucou diante do Atlético-GO e ficou de fora da última partida do Brasileirão diante do Coritiba. Flamengo e Racing será transmitido no SBT e no Fox Sports nesta terça, às 21h30 (horário de Brasília). Leia também: Jorge Jesus fala do Flamengo e cutuca FIFA; Assista Veja também: Com excelente atuação, Mengão vence o Botafogo por 3 a 0 pelo Brasileiro Sub-20
Rogério Flamengo

Um Fla inconstante na defesa e ataque, o que esperar do futuro?

Rogério Ceni chegou ao Flamengo após passagem turbulenta de Domenec Torrent no comando. Uma das principais necessidades do Flamengo para o restante da temporada era e ainda é numa melhor estrutura de defesa, mais sólida e confiável. Porém, desde que Rogério chegou a coisa ainda não engrenou e o Flamengo sofreu gol todos os jogos com ele no comando.

Falta tempo

Pode parecer clichê, mas de fato, é impossível fugir desse contexto, falta tempo para Rogério. Ele pega um Flamengo desfigurado e tem logo de cara dois jogos de Libertadores e dois de brasileirão em sequência. O tempo para treinar é quase zero e as coisas não saem como esperado.

Escolhas “erradas” no sistema defensivo

Apesar da falta de tempo ser um problema totalmente real para Rogério, a torcida questiona algumas escolhas no sistema defensivo que dificultam ainda mais uma melhora. Ramon que se destacou muito quando entrou, simplesmente não teve mais chances. Para a torcida, o jovem consegue ser bom defensivamente e também no apoio, diferentemente de Renê. Já na zaga, a insistência em Léo Pereira e Gustavo Henrique chamam a atenção negativamente. Ambos colecionam falhas e pegam as vagas de Natan e Noga, que também entraram bem quando tiveram chances.

Possível escolha por “cascudos” em início de trabalho

Rogério pode se justificar das críticas por talvez ter escolhido os jogadores mais experientes para jogar em um momento mais complicado, sem tempo para treinos. Nesse caso, jogadores mais velhos tendem a compreender mais rapidamente movimentos de defesa que os jovens. Mas o fato que se vê em campo é que as coisas não vão tão bem assim. Até porque, a dupla Léo Pereira e Gustavo Henrique é jovem.

Semana livre, cobranças tendem a aumentar

Finalmente Rogério teve chance de ter tempo e treinar o time. Naturalmente se espera mais, uma equipe compacta e confiável na defesa. Movimentos ofensivos também precisam ser treinados, mas o principal ponto segue sendo a defesa. É inevitável dizer que Rogério será mais questionado a partir dessa semana, diante do Rancing, caso evoluções não sejam vistas em campo. Mesmo que ainda não seja em condições totalmente ideais, Rogério teve mais tempo, e ao menos alguma evolução será cobrada. A começar pelas escolhas de jogadores.

Melhor defesa pelo Fortaleza

Não é possível dizer que Rogério não sabe armar um sistema defensivo. Pelo menos não pelo que ele conseguiu desenvolver no Fortaleza, um clube de orçamento reduzido, jogadores limitados e que mesmo assim apresentava futebol ofensivo e ainda sim conseguia ser a equipe menos vazada do Brasileirão até o momento de sua saída. Rogério sabe como fazer, soube com jogadores menos qualificados, porque não no Flamengo? Tudo isso conta positivamente para ele e para a torcida acreditar em dias melhores.

Mas para isso, um possível “adversário”: os problemas físicos

O Flamengo vive uma sequência de problemas físicos e médicos em seus jogadores que faz com que profissionais destes departamentos sejam questionados. Afinal, o que acontece dentro do clube? Matéria recentemente publicada pelo “O Dia” denunciou que escolhas em ambos os departamentos em 2020 foram feitas a partir de amizades ou por movimentos políticos. Tudo isso respinga na confiabilidade de quem lá está para gerir a parte física e médica do clube, tão elogiada em 2019. Logo após a entrevista de Tannure na sexta, o Flamengo comunicou “desbalanceamento físico em Gabigol” e novo problema físico com Diego Ribas. Diego e Gabigol não são jogadores com histórico de lesões tão frequente assim, mas em 2020 tudo tem sido diferente. É a terceira vez consecutiva que Gabigol precisa de atenção do departamento médico. A pergunta que fica é: Até que ponto esses problemas físicos estão prejudicando o rendimento do time em campo? São muitas perguntas para Rogério e os jogadores buscarem respostas, mas elas precisam vir a partir de terça, diante do Racing pela Libertadores. O Flamengo precisa de uma vitória simples ou o empate de 0 a 0. Já pra o Racing, um empate de mais de dois gols para cada lado ou vitória simples, garante sua classificação. 1 a 1 leva aos pênaltis. Leia também: Atacante do Fla recebe propostas e pode deixar o clube no fim do ano Veja também: De olho no Racing, Flamengo treina forte no Ninho do Urubu
Flamengo

Visando Libertadores, Rodrigo Caio e Pedro treinam forte; Veja

O Flamengo não joga neste final de semana pelo Campeonato Brasileiro. Os comandados de Rogério Ceni ganharam bons dias para treinar, aprimorar parte física e entender algumas estratégias do treinador. Esse tempo é visto como precioso no Flamengo, já que tempo é algo quase impossível na atual temporada brasileira. Mas os dias de folga podem também significar algo maior para o Mengão que prepara Pedro e Rodrigo Caio para voltarem a campo. E existe a possibilidade deles ao menos serem relacionados terça, diante do Racing. O Flamengo divulgou na tarde de hoje em suas redes sociais os treinos de Pedro e Rodrigo Caio, aumentando as esperanças da torcida de um retorno breve. O Flamengo vive uma sequencia horrível de lesões. Na terça antes do jogo começar, Isla sentiu lesão e também virou dúvida para o confronto da volta. Na ocasião, Rogério optou por Renê na lateral direita e foi bastante questionado por isso, já que o Flamengo tinha outros dois laterais direitos de ofício para a posição na reserva. Pedro está a duas semanas longe dos gramados, foi fundamental durante o período de lesão de Gabigol, marcando gols e porque não, conquistando a posição. O problema é: Pedro volta no lugar de quem? Por outro lado, Rodrigo Caio está há 2 meses de fora e a torcida clama por seu retorno em uma zaga que não passa qualquer confiança. Leia também: Jorge Jesus pode indicar a contratação de zagueiro do Flamengo Veja também: Sub-17 vence o VF4 (PB), e garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil
Maradona

Imperador presta homenagem a Maradona: “Um dos maiores”

O mundo do futebol recebeu uma triste notícia na tarde desta quarta. A morte de Diego Maradona pegou todos de surpresa. Ainda novo, o craque nos deixa com 60 anos de idade e muita história para contar, dentro e fora dos gramados. Mas acima de qualquer coisa, deixa um legado do que é futebol de verdade, bem jogado. Maradona foi um dos maiores da história e qualquer jogador profissional tem grande respeito e admiração por quem ele foi. O imperador Adriano postou em suas redes sociais uma homenagem a Maradona. Vale destacar as semelhanças de Adriano e Maradona possuem em suas carreiras. Ambos de temperamento forte, ídolos em times italianos, decisivos e de escolhas polêmicas fora de campo. Mas acima de qualquer coisa, pessoas boas. Em 1991 Maradona foi vinculado ao Flamengo. Há quem diga que por muito pouco a contratação não se concretizou, com grande participação de Zico nas negociações, na época. Mas infelizmente não tivemos a alegria de contar com ele vestindo a camisa rubro negra e tudo ficou apenas no lado “especulação” da coisa. O falecimento de Maradona muda a vida do Flamengo na Libertadores. Isso porque o Boca Junior pediu adiamento da sua partida na Libertadores, e a CONMEBOL acatou. Dessa forma, caso elimine o Racing semana que vem, o rubro negro teria uma semana a mais de “folga”. Leia também: Reveja: Zico se rende a Maradona Veja também: Flamengo empata por 1 a 1 com o Racing, no El Cilindro  
Flamengo

Tá chegando a hora! Confira a escalação do Mengão

O Mengão vai a campo daqui a pouco na Argentina enfrentar o Racing em confronto da Libertadores. A equipe comandada por Rogério Ceni vai atrás de sua segunda vitória seguida, mas além disso, de uma vantagem considerável para um confronto difícil contra uma equipe argentina na competição. O Racing vem de crise e de desfalques, mas dentro de campo, com a bola rolando, tudo isso fica para trás e o confronto tem tudo para ser complexo. Rogério Ceni definiu sua equipe de forma parecida com os últimos confrontos. Diego Alves tomou de vez a posição no gol e segue hoje. Com Isla pela direita, Thuler e Léo Pereira na zaga e Filipe Luís na lateral esquerda, a equipe na sua linha de 4 defensores ainda não conta com Rodrigo Caio. O zagueiro tende a voltar nos próximos dias, já Filipe volta ao time após curto período parado. No meio de campo zero surpresas, Arão ao lado de Gérson, Arrascaeta e Everton Ribeiro mais avançados na criação. A grande dúvida da noite ficou no ataque, já que Gabigol mesmo relacionado, não teria condições de jogar todo o jogo. Mas ainda sim, Rogério preferiu deixar Gabigol o máximo de tempo possível, já o escalando como titular. Assim, após muito tempo, o Flamengo volta a ter seu “quarteto mágico”. Confira abaixo a escalação do Mengão: Assista ao pré-jogo abaixo:   Leia também: O que mudou no Flamengo em 15 dias de Rogério Ceni?  
Flamengo

Flamengo poderá vender jovens da base para comprar Pedro

Na noite de ontem o jornalista Vene Casagrande fez uma live comentando sobre os próximos passos no departamento de futebol do Flamengo. Segundo o jornalista de fato a eliminação na Copa do Brasil tem forte impacto nas finanças do clube, mas a diretoria trabalha com algumas frentes para resolver esse problema. Primeiro, o plano da diretoria passa pela liberação de jogadores sem custo benefício. Ou seja, aqueles que recebem salários maiores sem entregar um rendimento esperado. Pedro Rocha poderia encabeçar essa lista, já que o jogador se machucou muitas vezes e recebe cerca de 800 mil mensais. Apesar da possibilidade, a diretoria ainda não nominou quem poderá sair e quem poderá ficar. Outra frente que a direção trabalha, principalmente na compra do Pedro, é na venda de jogadores da base que possuem valor de mercado e que não seriam usados no elenco profissional. Lincoln que já recebeu propostas da Rússia, poderia ser agora sim, negociado. Outros jogadores da base serão oferecidos no mercado nos próximos dias. A ideia do Flamengo é de não vender grandes joias como Lázaro. Assim, o Flamengo trabalha para que mesmo com a perda econômica da eliminação, ela acabe impactando o menos possível no elenco profissional. Pedro entrou na equipe e conseguiu trazer para o Flamengo algo que talvez sequer Gabigol, mesmo artilheiro, conseguiu. A precisão das finalizações de Pedro chama a atenção, o jogador é fatal e isso é algo único atualmente no elenco do clube. Leia também: Braz crava o futuro de Pedro; Assista Veja também: Flamengo empata com o Palmeiras por 1 a 1 e avança de fase no Brasileiro Sub-17
Flamengo

Com bom retrospecto contra argentinos, Flamengo chega confiante na Libertadores

O Flamengo começa sua caminhada na fase de mata mata da Libertadores amanhã, diante do Racing da Argentina. Se o futebol apresentado pela equipe de Rogério Ceni nas últimas partidas não é de todo animador, o último jogo poderá servir como recorte daquilo que a torcida entende ser o Flamengo ideal. Além da vitória voltando a jogar bom futebol, o Flamengo terá pela primeira vez nos últimos meses o seu quarteto principal a disposição do treinador. Arrascaeta, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol podem ser os titulares nesta terça e reviver o ataque multicampeão em 2019. O Flamengo não conta apenas com os retornos importantes de seus principais jogadores, mas também com um ótimo retrospecto diante dos argentinos na competição. Das onze partidas que teve diante dos hermanos, seja na fase de grupos ou de mata mata, o Flamengo venceu seis, empatou três e perdeu apenas duas vezes. Apesar de final traumática diante do San Lorenzo pela Sul Americana, ela fica em segundo plano diante da final memorável que hoje completa 1 ano. O Flamengo venceu o argentino River Plate com dois gols em três minutos e se sagrou campeão da Libertadores pela segunda vez em sua história. Motivos não faltam para o flamenguista estar confiante, seja dentro de campo ou na história. O Flamengo vem forte e confiante em mais uma vez, trazer a Libertadores para o torcedor. Leia também: Jesus posta vídeo emocionante relembrando a conquista da Libertadores Veja também: Flamengo embarca para a Argentina visando o duelo contra o Racing Club
Flamengo

Adversário do Fla, Racing vive crise dentro de campo

O Flamengo teve um bom aproveitamento na fase de grupos da Libertadores. Sob comando de Jesus e parte sob comando de Dome, o Flamengo conseguiu 15 pontos e ficou entre os melhores líderes da competição na primeira fase. Apesar da amarga derrota por 5 a 0 diante do Del Valle, o Flamengo saiu da fase de grupos sendo apontado como favorito. O tempo passou, as lesões chegaram, convocações e crise. Hoje o Flamengo não é aquele time dominante como antes e os torcedores temem por nova eliminação, após a queda da Copa do Brasil. Porém o adversário da próxima terça-feira, o argentino Racing, vive situação tão ruim quanto a do Flamengo. O hermanos ainda não conseguiram vencer na Copa Liga Profissional da Argentina com um rendimento pífio de quatro derrota em quatro jogos. Ontem o Racing enfrentou o modesto Atlético Tucumán, fora de casa, e mais uma vez saiu derrotado, desta vez por 2 a 0. A equipe de Sebastián Beccacece não somou qualquer ponto e é lanterna na competição. Um motivo para desempenho tão baixo pode se dar pelo número elevado de desfalques que o Racing possui, assim como o Flamengo. Dessa forma, ambas equipes chegam em tom de “igualdade”, não por motivos bons, mas será um confronto equilibrado. Os argentinos já admitem se concentrar totalmente na Libertadores, por não terem mais chance na competição nacional. Já o Flamengo segue na luta pelo título brasileiro. Essa talvez seja a diferença entre as equipes. Leia também:  Especulado no Fla, Miranda abre o jogo sobre voltar ao Brasil Veja também: Sesc RJ Flamengo tem cinco casos de Covid-19 confirmados e adia seus próximos jogos da Superliga

Flamengo poderá repetir roteiro da Libertadores 2019; entenda

O sorteio para as oitavas de final da Libertadores aconteceu no início da tarde desta sexta. Com transmissão realizada pela CONMEBOL, os confrontos foram definidos, bem como o chaveamento deles. Para o Flamengo, sobrou logo de cara um confronto Brasil X Argentina, diante do Racing. Mas um fato que chamou a atenção, é que o Flamengo, caso avance, poderá repetir o mesmo roteiro da Libertadores de 2019, na qual, se saiu campeão. Isso claro, se os adversários também passarem de fase, mas veja só como ficaram as chaves: Flamengo Libertadores De acordo com o que foi definido nos chaveamentos, o Flamengo enfrentará o Racing nas oitavas de final. Logo depois, caso passe, enfrenta o vencedor de Internacional e Boca Juniors. Nas semi-finais, enfrentaria o classificado entre Santos, LDU, Grêmio e Guaraní. Por fim, a final seria disputada contra um dos clubes da chave direita, dentre eles, o River Plate. Esse cenário te lembra algo? Sim, o Flamengo poderá ter em seus confrontos de quartas de final, semi-final e final, os mesmos adversários que enfrentou nas mesmas fases da Libertadores do ano passado. Internacional, Grêmio e River Plate, nessa mesma sequência. É possível dizer que desta vez, o Flamengo tem um adversário mais complicado que o Emelec nas oitavas. Por outro lado, não precisará lidar com um treinador recém chegado, como era o caso de Jesus naquela ocasião. Dome já conhece o elenco e o time apresenta melhora significativa a cada partida. Agora é trabalhar para vencer mais uma vez a competição mais desejada das américas. Leia também: Torcedores do Racing se desesperam ao saber que enfrentarão o Fla; veja Veja também: Flamengo enfrentará o Racing Club nas oitavas de final da Libertadores    

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod