Tag: Taça Rio

Neto-Donos-da-Bola

Neto critica partida do Flamengo na final da Taça Rio e dispara: “Jogo ridículo”

Conhecido por suas declarações polêmicas, o apresentador do ‘Donos da Bola’ e ex-jogador, Neto criticou fortemente a atuação do Flamengo diante do Fluminense na final da Taça Rio. Durante o programa desta quinta-feira (9), o apresentador analisou a conquista do título do segundo turno do Campeonato Carioca pelo Fluminense. Após 1 a 1 no tempo regulamentar, a partida foi decidida nos pênaltis e o tricolor acabou vencendo por 3 a 2. Flamengo de Jorge Jesus derrotado pelo Fluminense na final da Taça ... “Foi uma soberba por parte do Flamengo e dos jogadores, uma falta de respeito. O Flamengo achou que, a partir dos 30, poderia ganhar o jogo. Não ganhou. Na minha opinião, os jogadores do Flamengo não jogaram aquilo que estão acostumados. Muito abaixo. Nunca vi um jogo tão ridículo, mas a gente também não pode tirar os méritos do Fluminense”, disse o ex-jogador. Os times voltam a se encontrar nas finais do Campeonato Carioca. O Fluminense é o mandante do primeiro jogo, marcado às 16 horas (de Brasília) deste domingo (12). Por ser dono da melhor campanha, o Flamengo escolheu ser mandante da finalíssima, a ser jogada às 21h30 de quarta-feira (15). A exemplo da decisão da Taça Rio, ambos os jogos serão no Estádio do Maracanã.

Por que ser mandante é importante?

A questão do mando de campo ganhou um grande peso no Campeonato Carioca pela questão da transmissão do jogo. Uma recente Medida Provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro muda a configuração do direito de transmissão do esporte brasileiro, cabendo ao mandante a responsabilidade pela exibição. Com a rescisão da TV Globo com a Federação de Futebol do Rio (Ferj) e clubes, a emissora, que tinha os direitos sobre a competição, deixou de passar o Estadual do Rio. Desta forma, os clubes estão livres para alinhar a melhor forma de transmissão. LEIA MAIS SOBRE FLAMENGO Comentarista Da Globo Destaca Atuação Do Flu E Critica Fala De Jesus Após A Partida: “Foi Muito Infeliz” Fla Hoje: Jorge Jesus É Criticado Pela Torcida Do Flamengo; Entenda          

Língua afiada: Edmundo ironiza artilharia de Gabigol no Maracanã

O Flamengo começou a Taça Rio assim como terminou a Taça Guanabara, vencendo. Mesmo com time bastante alternativo, Gabigol brilhou mais uma vez, marcando três gols. Porém não foi apenas o camisa 9 que se destacou na noite de hoje, algumas atuações individuais chamaram muito a atenção. O atacante demonstrou um grande futebol novamente. Contra o Cabofriense, o camisa 9 do Rubro-negro chegou a 33 gols marcados, se isolando na artilharia do novo Maracanã. Com os três tentos deste sábado, o jogador ultrapassou Fred, ficando sozinho na artilharia. Porém, colocar Gabigol na lista dos maiores artilheiros da história do estádio do Maracanã não certo. O ex-jogador disse essas palavras durante o Expediente Futebol, antes mesmo de Gabigol fazer três gols contra o Cabofriense. ”Vou fazer uma reforma lá na minha casa também. Aí vai chamar ‘nova minha casa’ e eu vou esquecer IPTU, conta de luz, conta de água. Só vai valer da reforma em diante. O que o Zico fez, o que o Roberto Dinamite fez no Maracanã não vale nada. Só existe ‘novo Maracanã’. Eu nunca fiz gol no Allianz Parque. Nem no novo Maracanã. No Maracanã que eu fiz não existe. Acabou o Maracanã”, declarou. Vitinho mais uma vez “comeu a bola”, e em uma posição até distante do ataque, fazendo a função de meia pela esquerda em vários momentos. O jogador distribuiu caneta, chapéu e alguns ótimos passes em profundidade. Colocou uma bomba no travessão do goleiro da Cabofriense e foi bastante participativo durante todo jogo. Outro da frente que chamou a atenção foi Michael, talvez até mais que Vitinho. Seus dribles rápidos conseguiram desarmar a defesa adversária em vários momentos, além de um passe de qualidade em velocidade. Michael conseguiu na noite de hoje marcar o seu primeiro gol, após troca de passes, Gabigol rolou para ele balançar as redes. Esse foi o primeiro gol do Flamengo no jogo. Pedro Rocha talvez tenha sido o mais apagado do sistema ofensivo, apesar de também ter jogado bem. É fácil imaginar que com tempo em campo e entrosamento, ele irá evoluir. O sistema defensivo do Flamengo todo trocado penou com as bolas lançadas. Em vários momentos a Cabofriense encaixar bolas nas costas dos marcadores, e assim surgiu o gol de empate.      

Com time alternativo, Flamengo enfrenta a Cabofriense pela Taça Rio; saiba tudo

O Flamengo segue sua vida após conquistar os títulos da Supercopa do Brasil, Recopa e Taça Guanabara. O ano apenas começou e para o rubro-negro, ele reserva muito mais alegrias que essas. Já na quarta-feira o Flamengo terá confronto complicado e fora do país. O adversário é o Júnior Barranquilla, da Colômbia. É justamente pensando nisso (e até em certa euforia pós-título) que Jorge Jesus irá colocar equipe alternativa em jogo de logo mais. A tendência é que apenas Arão e Gabigol joguem a partida. Gabigol por não ter jogado na primeira partida da Recopa, está com mais fôlego, o mesmo vale para Arão, expulso ainda na metade do primeiro tempo no jogo de quarta. A ideia de mister com isso é de dar rodagem ao elenco e aproveitar melhor atletas contratados e ainda pouco usados. É praticamente impossível imaginar que hoje Pedro Rocha não tenha alguma minutagem. A ansiedade de Pedro deve estar em alta, afinal ele é o único contratado que ainda não entrou em campo. A provável escalação do Flamengo terá César, João Lucas, Thuller, Dantas e Renê; Arão, Thiago Maia, Vitinho e Michael; Pedro e Gabigol. Destaque também para Rafael Santos, Pedro Rocha e Diego, opções do elenco. O Flamengo fez ótima Taça Guanabara, chegando ao título. A Cabofriense porém foi mal, apenas com uma vitória e cinco derrotas. A única vitória por sinal foi sobre o Vasco de Abel. Será então um duelo de opostos em rendimento, expectativa boa pro Flamengo mais uma vez dar show.

Sub-20 do Flamengo se classifica às semifinais da Taça Rio

O Flamengo está nas semifinais da Taça Rio Sub-20, após vencer o Nova Iguaçu, por 2 a 0, na manhã deste sábado (31), na Gávea. Com gols de Wendel, de pênalti, e do artilheiro Lázaro, o Rubro-Negro definiu o placar e avançou na competição, que pode render o título do Campeonato Carioca sem a necessidade de disputa de finais.

Os “Garotos do Ninho” mandaram na partida durante os 90 minutos e construíram o resultado com um gol em cada tempo. Logo aos 14 minutos da primeira etapa, a zaga rival cometeu penalidade ao cortar com o braço, dentro da área, chute de Habraão. Wendel efetuou a cobrança com categoria e colocou o Flamengo em vantagem. A única boa oportunidade do Nova Iguaçu no primeiro tempo, aos 35, terminou nos pés de Natan: o zagueiro do Mais Querido salvou em cima da linha, após o goleiro Hugo Souza ser batido. No segundo tempo, a estrela de Lázaro, artilheiro do Brasileirão Sub-17, brilhou. O jogador, em chute cruzado, marcou o segundo do Flamengo e  o primeiro dele na categoria Sub-20, aos 33 minutos, decretando o placar final.

O adversário nas semifinais será o Resende, em jogo único, fora de casa, no próximo final de semana. Ao Rubro-Negro, só a vitória interessa para alcançar a final, já que a campanha rubro-negra foi inferior na fase classificatória. Campeão da Taça Guanabara, após vencer o Vasco em São Januário, os Garotos do Ninho almejam o título estadual com a conquista da Taça Rio, já que o regulamento prevê que o vencedor dos dois turnos fica com o troféu.

Por: Coluna do Fla

Flamengo goleia Boavista e conquista Taça Rio de Beach Soccer Feminino

O Flamengo venceu a partida contra o Boavista por 5 a 2, e conquistou o título da Taça Rio de Beach Soccer Feminino, neste domingo (07), na Arena Evolución Conmebol, na Praia de Copacabana. Com dois gols de Dani, um de Mayara, um de Natalie, e um de Suzanne, o time de Ricard Reis abriu grande vantagem sobre a equipe de Saquarema e levou o primeiro título feminino na categoria de Beach Soccer para o clube Rubro-Negro.

Além da conquista da Taça Rio, a jogadora Dani Barbosa se consagrou artilheira do torneio, com nove gols, e Natalie foi eleita a melhor goleira do campeonato. Após a partida, a arqueira do time Rubro-Negro falou sobre a vitória contra o Boavista e a satisfação em ser campeã pelo Mais Querido.

— O título foi maravilhoso, uma felicidade muito grande, nosso primeiro título com a camisa do Flamengo, em cima do nosso grande rival na praia que é o Boavista. Foi emocionante, só agradecer mesmo ao Flamengo, ao Geração, ao professor Almir, ao professor Ricard, e ao Paulo Gil, por essa oportunidade. Vamos para as próximas porque tem mais, Flamengo é isso aí, é camisa de peso, chegar para ganhar, e nós estamos aí para ganhar. É o primeiro título feminino do Flamengo e a gente tem uma honra e um orgulho muito grande. Só agradecer as jogadoras, comissão técnica, e a todos os envolvidos.

Por: Coluna do Fla

Sub-20 do Flamengo sofre susto no início, mas vira placar e goleia o Fluminense na Taça Rio

Enquanto a equipe profissional segue treinando forte para o retorno após a pausa para a Copa América, as categorias de base do Flamengo seguem a todo vapor nas competições. Na manhã deste domingo, o sub-20 entrou em campo pela Taça Rio, recebendo o Fluminense. No clássico, o Fla passou por cima do adversário, vencendo por 4 a 1 e se mantendo invicto em clássicos na categoria na atual temporada.

O JOGO

A partida, disputada na Gávea, teve início por volta das 10h00. E com menos de dois minutos de bola rolando, a equipe visitante abriu o placar. O gol tricolor pegou o Flamengo de surpresa. No entanto, os Garotos do Ninho mostraram poder de reação e, aos 10 minutos, chegaram ao empate com gol do zagueiro Habraão, que completou de cabeça após escanteio.

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

O segundo gol saiu na reta final da etapa inicial: aos 29 minutos, Ítalo foi o responsável por virar o marcador e garantir a vantagem ao Flamengo na descida para o vestiário.

No segundo tempo, o Flamengo se manteve superior e aumentou o placar quando o relógio marcava 14 minutos. O atacante Wendel fez bela jogada individual pelo lado direito. A bola não foi finalizada por jogador rubro-negro, porém, Geovani tentou fazer o corte e acabou marcando contra. Fechando a conta, aos 30 minutos, Matheus Alves marcou o gol final e garantiu o passeio do Fla no clássico ante o tricolor pela Taça Rio sub-20.

Por: Coluna do Fla

Flamengo vence o Botafogo por 8 a 0 no beach soccer feminino e vai à final da Taça Rio

Enquanto o beach soccer masculino do Flamengo vem colecionando boas atuações, a modalidade feminina não fica atrás. Nesta sexta-feira (05), as rubro-negras deram show nas areias de Copacabana e atropelaram o Botafogo, pelo placar de 8 a 0, em jogo válido pela penúltima rodada da primeira fase da Taça Rio. De quebra, a equipe carioca ainda se garantiu na final do torneio.

A grande destaque da partida foi Izabel, que anotou quatro gols em cima do adversário alvinegro. Além dela, Dani e Suzanne (uma vez cada) completaram a chuva de gols do Rubro-Negro no embate, que ainda contou com mais dois tentos contra.

FOTO: ALYSSON RODRIGUES / FLAMENGO BEACH SOCCER

Já classificado para a disputa da grande final da Taça Rio, que acontece diante do Boavista, no próximo domingo (07), a equipe feminina de beach soccer retorna à arena da praia de Copacabana um dia antes, apenas para cumprir tabela na competição. O duelo será diante do próprio Boavista e está marcado para acontecer às 14h40 (horário de Brasília).

Por: Coluna do Fla

Flamengo goleia o Botafogo e conquista Taça Rio sub-17 no beach soccer

Após o retorno à modalidade no início de 2019, o Flamengo tem conseguido resultados expressivos no futebol de areia. E o sucesso não se restringe apenas à categoria principal. Prova disso é que, neste domingo (30), o Rubro-Negro garantiu o título da Taça Rio sub-17 sobre o Botafogo, pelo placar de 6 a 3.

A larga distância no marcador dá a impressão de que foi um confronto fácil para o Mais Querido. No entanto, a partida foi equilibrada e, até a reta final, estava empatada em 3 a 3. Porém, nos últimos três minutos, o Fla conseguiu marcar três gols, desestabilizando a equipe alvinegra e garantindo o título.

Os gols do Flamengo foram marcados por Pedrinho (2), JP (2), Fernandinho e Bolinha. Vale destacar que JP já faz parte da categoria sub-20. Contudo, por ter idade para jogar no sub-17, ele foi acionado na final para ajudar o Fla a conquistar o título.

O técnico do sub-17, Phelipe Timbó, concedeu breve entrevista ao Coluna do Fla e falou sobre a partida, destacando o poder técnico e a determinação da equipe rubro-negra para chegar ao título. Além disso, ele ainda apontou o apoio da torcida como fundamental para o sucesso na decisão.

– Foi um jogo muito disputado, contra a fortíssima equipe do Botafogo. Apesar de o placar ter sido 6 a 3, o jogo ficou empatado até a reta final. Mas no fim conseguimos fazer gol de falta com o Fernandinho, fizemos o quatro, logo depois o Pedrinho fez dois seguidos. Depois disso, conseguimos levar o jogo bem. Conseguimos nos impor tanto na vontade quanto na tática. Conseguimos superar um sol forte, todas as dificuldades. Vencemos o cansaço e também um adversário muito forte. O time do Botafogo jogou muito bem, o que valoriza a nossa vitória e nosso título. A torcida também ajudou bastante para que saíssemos com a vitória. Os meninos jogaram muito bem -, disse ele.

Por: Coluna do Fla

Flamengo vence o Boavista na prorrogação e se aproxima da final da Taça Rio sub-20

Enquanto o futebol de campo está parado para a disputa da Copa América, as competições do futebol de areia seguem a todo vapor. Neste domingo (30), as categorias de base do Flamengo entraram na arena em duelos válidos pela Taça Rio. No sub-17, o Fla disputou a final com o Botafogo e saiu campeão. No sub-20, o Rubro-Negro conquistou outra vitória, pelo placar de 5 a 4, em duelo acirrado contra o Boavista, resultado que pode garantir o Fla na final da competição.

No tempo normal, o jogo terminou empatado em 4 a 4. Na prorrogação, prevaleceu a garra e a qualidade da equipe rubro-negra, que chegou ao quinto gol após jogada de Matheus Orosso. Com o triunfo, o Flamengo se firmou na liderança por mais uma rodada. Os outros tentos foram marcados por Balinha (2) e Negueba (2).

FOTO: ALYSSON RODRIGUES/FLAMENGO BEACH SOCCER

A próxima partida do Mengão na competição será um clássico: na sexta-feira (05), o Rubro-Negro recebe o Vasco da Gama, às 15h50, ainda pela fase de grupos do torneio. No sábado (06), o Fla encara o Botafogo, podendo ter um novo jogo no domingo (07), que já seria a decisão do campeonato.

Por: Coluna do Fla

Sub-20 do Flamengo volta a calar o São Januário e goleia o Vasco na estreia da Taça Rio

Na final da Taça Guanabara sub-20, o Flamengo bateu o Vasco nos pênaltis e conquistou o título do turno no São Januário. Agora, iniciando a trajetória em busca do troféu da Taça Rio, o Rubro-Negro voltou a visitar a equipe cruzmaltina, conseguindo um novo êxito. Dessa vez, porém, o placar foi elástico, tendo um 3 a 0 seguro, com gols marcados por Bill e Vitor Gabriel (2).

CONFIRA A NOTA PUBLICADA PELO FLAMENGO SOBRE A PARTIDA:

Querendo ganhar também a Taça Rio para se sagrar bicampeão carioca sem a necessidade de disputar a final, o Mais Querido larga bem no segundo turno, e volta a campo apenas no próximo dia 29, quando visita o Americano, em Campos. Antes, porém, os Garotos do Ninho estreiam no Campeonato Brasileiro no dia 25, atuando também fora de casa, contra o Coritiba.

O Vasco teve a primeira chance do jogo aos três minutos, em forte chute de fora da área de Caio Lopes. Atento e bem colocado, o goleiro Victor Hugo fez boa defesa e espalmou para escanteio. Aos 15, após boa triangulação ofensiva, Talles complementou de carrinho já dentro da pequena área, e Victor Hugo brilhou mais uma vez, fazendo defesa fenomenal e mantendo o empate no placar. No minuto seguinte, o Mais Querido foi ao ataque e deu boa resposta, em cabeçada de Vinicius Souza defendida por Alexander.

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

O clássico era muito equilibrado, e os Garotos do Ninho abriram o marcador aos 38 minutos. Em rápido contra-ataque, Yuri chegou no fundo com muita velocidade e cruzou para Bill. Com muita inteligência, ele dominou e bateu cruzado, sem a menor chance de defesa para Alexander, que foi buscar a bola no fundo das redes. O Flamengo cresceu no jogo. Aos 41, Yuri tabelou com Vitor Gabriel e bateu rasteiro para defesa segura do goleiro. A última chance antes do intervalo, também foi rubro-negra. Já nos acréscimos, Yuri cruzou e Bill bateu de primeira no contrapé de Alexander, que fez grande defesa.

O Mais Querido voltou melhor para o segundo tempo, e rapidamente matou o jogo. Aos dez minutos, Yuri cobrou escanteio com perfeição na cabeça de Vitor Gabriel, que subiu com muito estilo e testou para fazer o segundo gol dos Garotos do Ninho no clássico. O terceiro veio logo na sequência. Yuri fez grande jogada e deixou Vitor Gabriel na cara do gol. Com muita frieza e categoria, ele tocou na saída de Alexander, dando muito mais tranquilidade para os Garotos do Ninho no jogo.

O Vasco foi ao ataque em busca do gol de honra, e aí o goleiro rubro-negro Victor Hugo brilhou. Aos 37 minutos, Lucas Santos finalizou de dentro da área no cantinho, e o arqueiro fez a defesa. No minuto seguinte, Laranjeira soltou uma bomba da meia-lua, e Victor Hugo voou no ângulo e espalmou para escanteio, garantindo a defesa rubro-negra intacta na estreia da Taça Rio.

Flamengo: Victor Hugo, Matheus França, Natan, Lucas Freitas, Ramon; Vinicius Souza (Matheus Alves), Gomes (Marx Lenin), Luiz Henrique (Henrique); Bill (Vitor Ricardo), Yuri (Wendel) e Vitor Gabriel (Rodrigo Muniz). Treinador: Mauricio Souza.

Disponível em: https://www.flamengo.com.br/noticias/futebol-de-base/sub-20-atropela-o-vasco-em-sao-januario-e-larga-com-vitoria-na-taca-rio

Comentarista rasga o verbo sobre dirigentes do Flamengo: “Falam da Taça Rio, que não é nem o estadual”

O Flamengo vive um ano de altos e baixos dentro e fora do campo. Em meio a isso, membros da diretoria e o técnico Abel Braga já se pronunciaram destacando as conquistas do Rubro-Negro no ano, mesmo que essas passem longe dos verdadeiros desejos da torcida. Nesta quarta-feira (22), o diretor de relações externas, Cacau Cotta voltou a citar a Taça Rio e o Campeonato Carioca como justificativas de um bom ano do Fla. E o comentarista Leonardo Bertozzi, da ESPN, retrucou a afirmação.

Durante o programa “Bate Bota – Debate”, a declaração de Cacau foi discutida, com foco na afirmação de que o recente protesto realizado na Gávea seria de cunho político, uma vez que utilizaram da grafia correta. No entanto, Léo também chamou atenção para o enaltecimento de títulos de pouca expressão, fato que irrita torcedores.

– Alguém tem que treinar esses caras do Flamengo, para pararem de falar do estadual. Falam da Taça Rio, que não é nem o estadual. Torcedor quer saber de título do Brasileirão, da Libertadores, um título que dê pra sair na rua e comemorar –, analisou o comentarista.

Por: Coluna do Fla

Início promissor do Flamengo em 2019 se assemelha ao que a equipe teve em 2009

Nenhum rubro-negro se esquece de 2009. O ano começou com título carioca e acabou com título brasileiro. Foi ano de Pet, de Adriano, de Andrade. Dez anos depois, a fase rubro-negra também empolga a Nação. O momento é de Bruno Henrique, de Gabigol e de Arrascaeta e a taça estadual já está na Gávea. O Coluna do Fla propõe um exercício comparativo: neste momento da temporada, como estava o Flamengo no ano do Hexa? A semelhança entre as campanhas impressiona.

Até aqui, o Mais Querido disputou 23 jogos oficiais em 2019 – um pelo Brasileirão, cinco pela Libertadores e 17 pelo Carioca. O time de Abel balançou as redes 47 vezes e sofreu 20 gols no caminho para conquistar 15 vitórias, cinco empates e sofrer apenas três derrotas. O Mengão venceu a Taça Rio e o Campeonato Carioca.

Há dez anos, o Flamengo conquistou o título carioca sobre o Botafogo na 23ª partida no ano. Também com a Taça Rio na bagagem, o time de Cuca tinha jogado 20 vezes pelo Estadual e 3 pela Copa do Brasil. Foram 14 vitórias, sete empates e duas derrotas. Ainda sem Adriano e Petkovic, o Rubro-Negro tinha balançado a rede 45 vezes e sofrido 22 gols.

As coincidências não são apenas na frieza dos números. Ao apito final do 23º jogo do Flamengo em 2009, um zagueirão conhecido por sua identificação com o Flamengo pendurou as chuteiras com o título estadual. A trajetória de Fábio Luciano se encerrava com a vitória sobre o Botafogo. Guardadas as devidas proporções, é possível ver uma semelhança com a despedida de Juan, um monumento à história do Flamengo que se despediu dos gramados quando o árbitro assinalou o fim do jogo entre o Mengão e o Cruzeiro. Os dois capitães deram sua última volta olímpica com taça do Carioca em mãos.

Fica a esperança que o ano atual tenha um fim parecido, com tantas – ou mais – alegrias que tivemos há dez anos.

Compare os números e observe a semelhança entre os times:

Flamengo 2019 x Flamengo 2009
Jogos 23 23
Vitórias 15 14
Empates 5 7
Derrotas 3 2
Gols Marcados 47 45
Gols sofridos 20 22
Títulos Taça Rio, Carioca Taça Rio, Carioca
  Por: Coluna do Fla

Flamengo divulga parcial de ingressos vendidos para semifinal contra o Fluminense

O “bombardeio” de Fla-Flus pelo Campeonato Carioca está chegando ao fim. Neste sábado (06), as equipes se enfrentam pela semifinal geral da competição, às 19h, no Maracanã. O Rubro-Negro será mandante no confronto e, nesta quinta (04), o clube informou que 15 mil ingressos já foram vendidos para o clássico. Esta será a quarta vez que as equipes se enfrentarão pela atual edição do Estadual. Na primeira, o Flu venceu por 1 a 10. Depois, foram duas vitórias consecutivas para o Rubro-Negro, com os placares de 3 a 2 e 2 a 1. As três partidas foram disputadas no Maracanã.
FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Agora, com o mesmo palco, o Flamengo e Fluminense protagonizam com o Fla levando a vantagem do empate. Isso acontece porque o Rubro-Negro venceu a Taça Rio. A outra semifinal será entre Vasco e Bangu, às 16h do domingo (07), com o Cruzmaltino podendo empatar para ir à decisão.
Por: Coluna do Fla

É CAMPEÃO! Flamengo vence Vasco nos pênaltis e é campeão da Taça Rio

Vasco e Flamengo se enfrentaram na tarde deste domingo (31), no Maracanã, pela decisão da Taça Rio. Jogando com a equipe reserva, o Rubro-Negro não foi ameaçado no primeiro tempo, e quase abriu o placar nos acréscimos. O Cruzmaltino voltou melhor na etapa complementar, marcou pelo alto e viu o clube da Gávea chegar ao gol de empate já nos acréscimos. Nos pênaltis, o Fla levou a melhor e ficou com o título do segundo turno do Carioca. Os comandados de Abel Braga volta a campo nesta quarta-feira (03), para duelar com o Peñarol, do Uruguai, pela Libertadores.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O JOGO

A partida começou com muito estudo por ambas as equipes, mas foi o Flamengo quem teve a primeira chegada com perigo. Logo nos primeiros minutos, Ronaldo tabelou com Lucas Silva, chegou até a linha de fundo, mas cruzou forte demais para Uribe, que estava bem posicionado entre os zagueiros adversários.

Aos cinco minutos, foi a vez do Vasco assustar pela primeira vez. Marrony avançou no meio de campo, partiu para a jogada de individual e entrou na área. Em dividida com o Thuler, o jogador cruzmaltino caiu, mas o árbitro não marcou pênalti e deu prosseguimento ao jogo.

Com as duas defesas bem postadas e pouca criatividade em campo, o Fla teve grande oportunidade somente aos 30. Em cobrança de escanteio pela direita, Thuler subiu livre de marcação e cabeceou à direita do gol defendido por Fernando Miguel, tirando tinta da trave.

Aos 44, o zagueiro Thuler fez ótima jogada individual pela esquerda e tocou para Vitinho, que arriscou de fora da área. A bola acabou passando com muito perigo à meta do Vasco.

Vitinho ainda teve uma última oportunidade de colocar o Flamengo à frente do placar, aos 46 minutos. O camisa 11 recebeu de Arrascaeta, fez o giro e chutou forte, mas Fernando Miguel operou uma grande defesa, evitando o primeiro gol do clássico.

Sem ser ameaçado na primeira etapa, o Flamengo teve “dor de cabeça” aos nove minutos. O Vasco trocou passes na intermediária, Marrony recebeu e arriscou de fora, para a boa defesa do goleiro César. Na sequência, em cobrança de escanteio, o jovem Tiago Reis subiu mais alto que a defesa rubro-negra e cabeceou para o fundo do gol, abrindo o placar no Maracanã.

Sem conseguir criar em virtude da marcação cruzmaltina, o Fla tentava ameaçar através dos chutes de fora. Aos 23, Arrascaeta recebeu na entrada da área, cortou o marcador, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Fernando Miguel.

A nova chegada rubro-negra aconteceu aos 28 minutos. Em cobrança de escanteio do uruguaio Arrascaeta, Vitor Gabriel cabeceou com muito perigo ao gol do Vasco.

Melhor no segundo tempo, o Cruzmaltino ainda teve chance de ampliar aos 41. Thiago Galhardo fez ótima jogada pela direita, driblou um marcador  na área e tentou a finalização, mas foi bloqueado na “hora h” pelo zagueiro Matheus Thuler.

Aguerrido, o Flamengo chegou ao gol de empate já nos acréscimos, aos 48 minutos. Quem marcou? Arrascaeta, que já havia balançado as redes do Vasco pela fase de grupos da competição.

Por: Coluna do Flamengo


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod