Tag: Valentim

Marí minimiza desentendimento com Valentim: ” Para mim, está esquecido”

O Flamengo precisou ir além de suas condições normais para bater o Botafogo na noite desta quinta-feira (07), no Engenhão. Com o rival tendo uma marcação desleal e praticando claramente o antijogo, os comandados de Jorge Jesus não tiveram vida fácil, mas venceram por 1 a 0. Na zona mista, Pablo Marí ainda explicou o desentendimento com o técnico alvinegro, Alberto Valentim, minutos antes do gol da vitória do Rubro-Negro.

Claramente satisfeito com um empate, Valentim tentou usar a “malandragem” para esfriar a partida. O treinador se colocou à frente de Marí durante a cobrança de lateral, irritando o zagueiro do Fla, que o empurrou para o lado. O espanhol minimizou a situação ao ser questionado.

FOTO: ANDRÉ DURÃO

– Não aconteceu nada. Eu queria a bola para arremessar rápido, ele se colocou na frente e não deixou. Mas não foi nada, isso é futebol, pode acontecer. Para mim, está esquecido -, disse o defensor.

Com a vitória fora de casa, o Flamengo voltou a ficar com oito pontos de vantagem na liderança em relação ao Palmeiras, segundo colocado. O próximo compromisso dos comandados de Jorge Jesus pelo Brasileirão acontece diante do Bahia, neste domingo (10), no Maracanã.

Por: Coluna do Fla

Vasco demite técnico após nova derrota para o Flamengo

O Flamengo voltou a derrotar o Vasco na tarde deste domingo (21), por 2 a 0, e se sagrou campeão carioca de 2019. No Maracanã, a torcida rubro-negra fez a festa e comemorou o 35º título estadual do clube da Gávea. O Cruzmaltino, no entanto, segue na crise e, inclusive, demitiu o técnico Alberto Valentim logo após o apito final.

O treinador sequer apareceu para a entrevista coletiva, saindo do estádio pouco depois da derrota. O responsável em falar com os repórteres e anunciar a demissão de Valentim foi Alexandre Faria, diretor executivo de futebol do clube.

(Foto: Divulgação)

No Flamengo, o clima é de grande festa. Entretanto, o clube da Gávea viaja para o Equador já nesta segunda (22), para enfrentar a LDU, na próxima quarta-feira (24), pela quinta rodada da Copa Conmebol Libertadores. Além de jogar fora de casa, a equipe da Gávea terá que suportar a altitude de Quito e precisa pontuar para se garantir no mata-mata do torneio continental. A bola rola às 21h30 (horário de Brasília).

Por: Coluna do Fla

Campeão da Taça GB, Valentim recebe 3 vezes menos que Abel

JORGE NICOLA: Renato Gaúcho é o técnico mais bem pago do futebol brasileiro, de acordo com levantamento feito pelo Blog e que incluiu todos os grandes clubes do país. Com a renovação do contrato, depois da proposta do Flamengo, o treinador passou a ganhar R$ 900 mil por mês no Grêmio – o valor inclui salários e luvas, como são chamados os prêmios pela assinatura do contrato.

O palmeirense Felipão e o cruzeirense Mano Menezes aparecem logo depois, embolsando R$ 800 mil, cada. Atual campeão brasileiro, Felipão fatura R$ 500 mil mensais de salário e outros R$ 300 mil de luvas. Seu contrato com o Verdão ainda inclui um auxílio-moradia de R$ 11 mil por mês.

No acordo com Mano, além dos altos vencimentos, chama atenção o custo de dois de seus fieis escudeiros: o auxiliar-técnico Sidnei Lobo e o preparador físico Dudu Silva, os mais bem pagos do país. Parceiros do gaúcho há longa data, eles faturam R$ 160 mil por mês, cada.

Foto: Divulgação

O corintiano Fábio Carille, que voltou com muito moral da Arábia Saudita, é o quarto do ranking. Ele ganhava R$ 300 mil no Parque São Jorge antes de se mudar ao Al-Wehda. Para conseguir repatriá-lo, o Timão banca R$ 500 mil mensais de salários e R$ 200 mil de luvas. Na capital saudita, ele ganhava R$ 800 mil por mês, livres de impostos.

Jorge Sampaoli no Santos e Abel Braga no Flamengo embolsam praticamente a mesma coisa. Com o detalhe de que o argentino tem seu salário fixado em dólar, ou seja, sujeito às oscilações da moeda americana em relação ao real. Já Abel terá direito a prêmios milionários em caso de conquistas de títulos.

Na sequência, aparecem o atleticano Levir Culpi, com vencimentos de R$ 400 mil; o botafoguense Zé Ricardo e Rogério Ceni no Fortaleza com R$ 250 mil, cada; e o colorado Odair Hellmann e o tricolor Vagner Mancini, com R$ 200 mil. Já Fernando Diniz, do Fluminense, e Alberto Valentim, do Vasco, recebem R$ 180 mil por mês.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), um técnico de futebol no Brasil ganha em média R$ 7.987,95 por mês, por uma jornada de trabalho de 41 horas semanais. O levantamento foi feito com a inclusão de 957 treinadores brasileiros durante o segundo semestre do ano passado.

QUANTO GANHAM OS TÉCNICOS NO BRASIL*:

1º Renato Gaúcho (Grêmio): R$ 900 mil

2º Felipão (Palmeiras): R$ 800 mil

Mano Menezes (Cruzeiro): R$ 800 mil

4º Fábio Carille (Corinthians): R$ 700 mil

5º Jorge Sampaoli (Santos): R$ 610 mil

6º Abel Braga (Flamengo): R$ 600 mil

7º Levir Culpi (Atlético-MG): R$ 400 mil

8º Zé Ricardo (Botafogo): R$ 250 mil

Rogério Ceni (Fortaleza): R$ 250 mil

10º Odair Hellmann (Inter): R$ 200 mil

Vagner Mancini (São Paulo): R$ 200 mil

12º Alberto Valentim (Vasco): R$ 180 mil

Fernando Diniz (Fluminense): R$ 180 mil


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod