Tag: VAR

CBF

CBF confirma erro de arbitragem que favoreceu Atlético-MG

Nos últimos dias uma chuva de reclamações tomaram as redes sociais após a anulação de dois gols em jogos do Flamengo. Para ambos os casos, os atletas rivais estavam impedidos, mas isso não foi o suficiente para fugir das críticas. Afinal, para alguns, o VAR deveria existir para marcar coisas a favor de seu time, e não para de fato trazer justiça. Ironicamente, um dos clubes que mais reclamou e que mais foi traçado como “vítima” por erros de arbitragem, é na verdade o único clube na série A que teve uma decisão do VAR equivocada. Na tarde de hoje, a CBF confirmou erro do VAR em partida do Atlético-MG diante do São Paulo. Luciano, do tricolor, teve gol erroneamente anulado pelo VAR. O gol mal anulado aconteceu quando a partida ainda estava 0 a 0, e teria impacto direto no resultado da partida. Segundo a CBF, o saldo do VAR é extremamente positivo. Enquanto em brasileirões passados erros por impedimento aconteciam frequentemente, atualmente esses erros diminuíram consideravelmente. Uma diminuição acentuada que justifica o uso da tecnologia. Gaciba comentou sobre o erro cometido pela arbitragem na partida do Atlético-MG: “Fizemos uma análise desse lance. A linha realmente não é colocada. Não adianta lutar contra a imagem, não é erro da tecnologia, mas um equívoco humano da colocação da linha de impedimento. O momento do contato da bola também não é o correto. A linha não foi colocada nos locais corretos como a gente orienta”, comentou.

Marcos Braz comenta sobre assunto

Após partida diante do Vasco e da reclamação após meio corpo de Cano estar a frente da linha do último defensor, Marcos Braz também veio à público comentar sobre o VAR. “Todo mundo resolveu falar do VAR nos nossos jogos, insinuando que está ajudando a gente. Eu enxergo por outra ótica, mas ninguém comentou ainda. Se tem usado tanto o VAR em lances do Flamengo, é porque tem tido muito erro de arbitragem contra o Flamengo. Ou não? E alguma dessas intervenções foi errada? O VAR serve para ajudar o árbitro e evitar que injustiças sejam cometidas. Precisamos discutir o uso da tecnologia sem clubismo.”, comentou Braz. Leia também: Opinião: A torcida tem motivo de sobra para criar expectativas Veja também: Sesc RJ Flamengo estreia na temporada diante do Tijuca, pelo Carioca 2020
flamengo marcos braz

Insinuações de favorecimento incomodam Marcos Braz

O futebol brasileiro é movido por hipocrisia e clubismo. Isso não é novidade, todo santo final de semana inúmeras decisões questionáveis de arbitragem são levantadas por mesas esportivas. E nestas mesas, muita besteira já foi dita, inclusive sobre o Flamengo, que causa o temor de boa parte dos rivais. Mais recentemente, dos paulistas. Porém, desde que o VAR chegou, com ele veio a expectativa de que as polêmicas diminuíssem. Mas, o que se vê são argumentos ainda mais absurdos, como por exemplo, as reclamações sobre a anulação do gol do Vasco, diante do Flamengo, no sábado. O jogador Cano, estava meio corpo à frente de Filipe Luís, a visão não ficou tão clara nas câmeras da TV, inclinada, Mas em uma imagem “reta”, por trás da jogada, nota-se Cano muito impedido.

O VAR erra linha de impedimento?

Cano impedido
Durante partida com o Flamengo, o Vasco teve gol bem anulado, Cano, na imagem, estava impedido
Mas o detalhe é: a tecnologia não erra, ela é estatisticamente mais preparada que o olho humano e não erra uma linha de impedimento. Mas, em um país clubista, essa realidade vira dúvidas, sempre. Marcos Braz diante de tantas reclamações se incomodou. “Todo mundo resolveu falar do VAR nos nossos jogos, insinuando que está ajudando a gente. Eu enxergo por outra ótica, mas ninguém comentou ainda. Se tem usado tanto o VAR em lances do Flamengo, é porque tem tido muito erro de arbitragem contra o Flamengo. Ou não? E alguma dessas intervenções foi errada? O VAR serve para ajudar o árbitro e evitar que injustiças sejam cometidas. Precisamos discutir o uso da tecnologia sem clubismo.” comentou Marcos Braz. De fato, nenhuma das correções do VAR em jogos do Flamengo foi equivocada. A sensação é de que rivais querem ao máximo forçar a barra para cima da arbitragem com a intenção de prejudicar um clube que já é muito forte em campo, e naturalmente, os espanta. Leia também: Escalação do Flamengo: Veja quem deve jogar contra o Goiás Veja também: Flamengo faz últimos ajustes antes da partida diante do Goiás
Edmundo-Fox-Sports

Virou piada: Edmundo se revolta com o VAR e solta palavrão

O ex-jogador e ídolo do Vasco da Gama, Edmundo ficou bastante irritado com a atuação do VAR na partida diante do Flamengo na tarde deste sábado (10). Atualmente comentarista dos canais Fox Sports, o ‘Animal’ soltou um palavrão eu seu perfil nas redes sociais após o término do duelo para mostrar seu indignação com a intervenção do Árbitro de Vídeo no gol de seu ex-time no final do confronto.
Bruno Henrique-Flamengo
Bruno Henrique-Flamengo
“VAR tomar no c***!”, escreveu Edmundo em seu Twitter. No fim do segundo tempo, Cano balançou as redes em São Januário, mas o VAR apontou impedimento de Paredes no início da jogada, irritando o ex-jogador. Deste modo, o Vasco foi derrotado pelo placar de 2 a 1, no estádio de São Januário, e agora soma 16 confrontos contra seu maior rival sem conseguir uma vitória. Este foi o primeiro jogo do Vasco após a demissão de Ramon Menezes. Os gols da partida foram marcados por Talles Magno, no entanto, levou a virada na etapa final com Léo Pereira e Bruno Henrique.

Situação na Tabela

Com a derrota, o Vasco segue encostado no décimo lugar com 18 pontos, mas começa a ver a briga pelo G-6 ficar distante. Já o Flamengo encostou no líder Atlético-MG, que também venceu na rodada, e se manteve a três pontos de distância do atual campeão nacional.

Próximo compromisso do Flamengo

Após nova vitória, o time comandado pelo catalão Domènec Torrent se prepara para receber o Goiás, no Maracanã, na próxima terça-feira (13), ás 18h00 (de Brasília), pela décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro 2020. LEIA MAIS SOBRE FLAMENGO Reação do Vasco TV no impedimento vira piada na internet; veja      
Sormani

Sormani detona VAR e diz que gols do Santos não deveriam ser anulados

A forma como o Flamengo derrotou o Santos na Vila Belmiro, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, gerou polêmica nos programas esportivos. Nos canais Fox Sports, o jornalista e comentarista Fábio Sormani, fez duras críticas à regra que diz que impedimentos milimétricos devem ser marcados. Para Sormani, os dois gols anulados da equipe santista na partida atrapalharam o andamento da partida. “O Direito diz exatamente isso: a dúvida é a favor do réu. Não há uma certeza absoluta de que esses jogadores estavam impedidos. Não há! Porque quem determina o momento em que a imagem é congelada é um ser humano. É no olho. Então, impedimento de um centímetro não existe. Não existe a menos que haja um chip na bola e na chuteira. Impedimento de um centímetro é um absurdo!”, disse Sormani. “Você não pode privar o futebol do gol! O Santos foi barbaramente prejudicado no jogo de ontem, fez dois gols e os dois foram sonegados sem a certeza do impedimento. Não há certeza”, completou. Além das reclamações por parte dos santistas, o Mais Querido também reclamou em relação a um lance que poderia ter terminado com o gol do meio-campista Arrascaeta. No lance, o juiz . Wilton Pereira Sampaio, teria marcado falta de Bruno Henrique em Diego Pituca, na sequência da jogada, Arrascaeta colocou a bola no ângulo e, mesmo se jogando, o goleiro adversário não conseguiu defender o gol do uruguaio. Wilton Pereira Sampaio, porém, havia apitado segundos antes e o VAR sequer pôde entrar em ação. O vice do Fla utilizou o seu Twitter para contestar a decisão da arbitragem.
Arrascaeta-Flamengo

Vice-presidente do Fla questiona falta marcada por Bruno Henrique em gol anulado de Arrascaeta

O Flamengo venceu a segunda partida sob o comando de Domènec Torrent no Brasileirão 2020 ao derrotar o Santos por 1 a 0 com gol de Gabigol. Porém, o duelo foi marcado por polêmicas envolvendo a arbitragem do confronto. Um desses lances ocorreu ainda no começo da partida quando Wilton Pereira Sampaio assinalou falta de Bruno Henrique em Pituca, e logo na sequencia, Arrascaeta bateu no angulo do goleiro do Peixe.
rodrigo-dunshee-de-abranches
rodrigo-dunshee-de-abranches
Sobre esse lance, o vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches utilizou ás redes sociais para reclamar da marcação do arbitro da partida Wilton Pereira Sampaio, que apitou falta do camisa 27 segundos antes da batida de Arrascaeta:“Só eu que não vi falta?”, questionou o dirigente do rubro-negro. Segundo o ex-jogador e comentarista das transmissões da Rede Globo, Junior, a partida de ontem diante do Santos foi a melhor do Flamengo sob o comando de Domènec Torrent. Cabe ressaltar que essa foi a primeira vez que o catalão teve uma semana cheia para se preparar para um confronto. Agora, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas, a equipe do ex-auxiliar de Guardiola se prepara para o próximo compromisso, que já é na quarta-feira (2), diante do Bahia, no estádio Pituaçu, às 20h30 (horário de Brasília). O duelo é válido pela sétima rodada do Brasileirão 2020. Com a vitória diante do Peixe, o Flamengo passou a ocupar a nona colocação na tabela de classificação com oito pontos somados. Enquanto o Bahia está em oitavo, também com oito pontos acumulados. Para essa partida, existe a possibilidade de Mauricio Isla ser titular pela primeira vez, já que diante do Santos o lateral entrou durante a partida. LEIA MAIS SOBRE FLAMENGO Casagrande Volta Em Soltedo Como Craque Do Jogo E Vira Piada

Árbitro Justifica Cartão Amarelo Para Gabigol Na Vitória Contra O Santos

Arrascaeta No Barcelona? Portal Cita O Craque Do Flamengo          

Conmebol divulga áudios do VAR em expulsão de Gabigol na final da Libertadores

A Conmebol divulgou nesta segunda-feira (26) áudios e vídeos da atuação do VAR na expulsão de Gabigol durante a disputa da final da Libertadores da América, contra o River Plate, no último sábado (23). O atacante do Flamengo acabou levando cartão vermelho pelo árbitro Roberto Tobar nos minutos finais da decisão, quando o placar já marcava 2 a 1 para o Rubro-Negro.

A justificativa para a expulsão do camisa 9 se deu por conta de um gesto obsceno feito por ele logo após a também expulsão de Palacios, do River. Um dos árbitros de vídeo na cabine diz “Gabriel Barbosa, vermelho“, e um auxiliar completa com o motivo da expulsão: “Fez um gesto, fez um gesto obsceno, agarrou sua genitália“. Alguns segundos depois, a imagem é localizada e confirmada pela equipe de arbitragem: “Confirmamos, vamos, seguimos“.

Confira o vídeo divulgado pela Conmebol:

Mesmo expulso nos minutos finais, Gabigol foi considerado o herói e o melhor jogador da final da Libertadores 2019. Foi dele os dois gols da virada épica do Flamengo no fim, aos 43 e aos 46 minutos da etapa complementar, que garantiram ao clube da Gávea o seu bicampeonato na competição sul-americana.
Por: Coluna do Fla

Árbitro do VAR na final da Libertadores é afastado após elogiar o River

A declaração do árbitro peruano Diego Haro, que ficaria responsável pelo VAR na final da Libertadores, não repercutiu bem na Conmebol. A entidade decidiu afastá-lo da função e já escolheu o substituto para ocupar o posto: o uruguaio Esteban Ostojich, que seria o terceiro assistente da sala de operações do árbitro de vídeo.

A decisão se deu por conta de um descumprimento do regulamento estabelecido pela Conmebol, que não tolera a manifestação pública de árbitros sobre os times participantes do torneio sul-americano. Com a entrada do uruguaio Esteban Ostojich para a função, o posto de terceiro assistente ficará sob responsabilidade do peruano Victor Carillo.

A arbitragem é completa pelo chileno Roberto Tobar, que será o juiz de campo, e pelos auxiliares Christian Schiemann e Claudio Rios, também chilenos. A grande decisão entre Flamengo e River Plate acontece neste sábado (23), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Monumental de Lima, no Peru.

Por: Coluna do Fla

Presidente do Santos é punido pelo STJD por dizer que o VAR beneficia o Flamengo

Nos últimos meses, algumas declarações contra o Flamengo vem ganhando bastante repercussão no cenário futebolístico. No dia 11 de outubro, o presidente do Santos, José Carlos Peres, fez criticas ao árbitro de vídeo, fazendo referencia a um possível favorecimento ao Mais Querido: “Se depende do VAR, Flamengo será campeão”. Nesta sexta-feira (8), ocorreu um julgamento no STDJ e, por unanimidade, o presidente do paulista foi suspenso por 15 dias.

No julgamento que aconteceu na 5º Comissão Disciplinar do STJD, José Carlos Peres demonstrou arrependimento com as declarações realizadas: “Me arrependi de ter falado, deveria ter calado a boca. Pedi desculpa ao Flamengo. Eu ficaria aborrecido se falassem isso. Não foi minha intenção. Falando de coração: não foi minha intenção”, garantiu o presidente.

FOTO: REPRODUÇÃO

Tudo que envolve o Flamengo gera muita mídia. Recentemente, Renato Gaúcho, treinador do Grêmio, foi autor de inúmeras polêmicas envolvendo o Mais Querido, alfinetando o elenco e o treinador do time carioca. No meio de tantos momentos de desestabilização, o Rubro-Negro mantém o belo futebol e consegue feitos inéditos a cada partida que passa.

Por: Coluna do Fla

Palmeiras é beneficiado por novo erro de arbitragem e causa indignação nas redes sociais

Um clube vem sendo beneficiado por erros de arbitragem nas últimas rodadas – e, ao contrário do que pregam várias torcidas, não é o Flamengo. A dez rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras diminuiu sua distância para o líder rubro-negro. Na 29ª partida da disputa, contra o Avaí, o Alviverde teve marcado pênalti a seu favor aos 86 minutos após chute do defensor adversário em uma poça d’água. Enquanto Scarpa fazia o gol da vitória por 2 a 1 em Santa Catarina, o Mais Querido sofria gol do Goiás após lance onde o juiz ignorou falta clara de Rafael Moura, que empurrou o rosto de Filipe Luís com a mão. O jogo terminou empatado e a equipe paulista diminuiu a diferença para o líder em dois pontos.

Na rodada seguinte, o Palmeiras voltou a diminuir a distância – ainda que, até o fechamento desta matéria, momentaneamente. O Porco penou, mas venceu em casa. Contra um desfalcado – mas valente – Ceará, o clube paulista contou com grande dia de Weverton – e, novamente, com erros da arbitragem. Mesmo com apoio do VAR, o juiz assinalou impedimento inexistente em lance que terminou com gol do Ceará no final da partida – que acabou com vitória palestrina por 1 a 0.

Na internet, a repercussão foi forte. Com imagens que mostram a legalidade do lance, internautas foram às redes e criticaram o novo favorecimento ao vice-líder.

Confira:

Por: Coluna do Fla

Parceira do Flamengo promete bebida gratuita a cada paralisação do VAR na partida contra o Grêmio

Gabriel Barbosa, Everton Cebolinha, Bruno Henrique, Diego Tardelli, De Arrascaeta – nomes dignos de uma semifinal continental do tamanho de Flamengo x Grêmio. No entanto, quem protagonizou a partida de ida não foi nenhum deles, nem outro jogador, mas o VAR. As quatro interferências nos primeiros 90 minutos motivaram a criação do ”Open VAR”, iniciativa da Bhrama, parceira comercial das equipes.

A ação acontecerá em dois bares: Bigorrilho, no Leblon (Rio de Janeiro) e Kiosque Bar, na Cidade Baixa (Porto Alegre) Ou seja, toda vez que a arbitragem de vídeo for acionada, torcedores presentes nos dois locais ganharão cerveja de graça. A distribuição durará apenas durante os períodos de paralisação. Segundo idealizadores, a intenção é amenizar a tensão gerada pela demora da consulta.

O empate em 1 a 1 no jogo de ida da semifinal ficou marcado, principalmente, pelas diversas polêmicas. Com três gols anulados, o Flamengo foi o mais prejudicado pelas interferências do VAR – o segundo gol, marcado por Gabigol, foi o mais questionado considerando que a posição do atacante era legal. Além disso, houve, também, uma cobrança por um cartão vermelho para Michel, por falta dura em Gerson. Se não houver gols, a equipe carioca se classifica. A repetição do placar de ida leva a disputa para os pênaltis. Dois a dois em diante, o Grêmio garante a vaga.

Relembre segundo gol anulado:

Por: Coluna do Fla

Presidente da FERJ sugere que cada clube tenha um representante na cabine do VAR

O novo regulamento do Campeonato Carioca foi aprovado nesta segunda (21). O presidente da Federeção de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), Rubens Lopes, sugeriu que cada clube tenha um representante na cabine do VAR, para testemunhar o modo de agir da arbitragem, sem direito de se manifestar. A informação foi divulgada pelo jornalista Guilherme Fernandes, da Rádio Globo.

A vida da arbitragem em 2019 não está sendo fácil e vem recebendo duras críticas, de todos os times. No Campeonato Brasileiro, por exemplo, quase não se fala em outra coisa. Mas, pensando no Carioca, será que a ideia de Rubens Lopes daria certo? Com que intuito o representante de um clube vai conseguir não se manifestar, se entender que a arbitragem está interferindo no desempenho do time e no resultado de uma partida? O Carioca de 2020 só garantiu a presença do VAR em clássicos, semifinais e finais.

FOTO: DIVULGAÇÃO

Para o Estadual de 2020, o Flamengo está no grupo A. Em 2019, o Mais Querido precisa pensar no próximo desafio: o jogo decisivo contra o Grêmio, pela semifinal da Libertadores. A partida promete um Maracanã lotado, com festa da Maior Torcida do Mundo. O duelo será nesta quarta-feira (23), às 21h30 (horário de Brasília). O Rubro-Negro tem a vantagem do empate em 0x0 e o ganhador garante vaga na grande final da Copa Libertadores da América.

Por: Coluna do Fla

Goleiro do Fortaleza diz que Flamengo foi beneficiado pelo VAR: “Assim fica difícil”

O Flamengo permanece vencendo (e incomodando) no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira (16), o Rubro-Negro bateu o Fortaleza, de virada, por 2 a 1, mesmo sem apresentar um grande futebol. Em entrevista concedida na saída do gramado, o goleiro do time cearense, Felipe Alves, afirmou que o clube carioca foi beneficiado pelo VAR, mas também não lembrou do polêmico pênalti dado para a sua equipe.

– O sentimento é ruim. Mais uma vez, o VAR beneficia um time do Rio e prejudica uma equipe do Nordeste. E isso não é a primeira vez, vem acontecendo desde o começo da competição. Já é a quarta ou quinta vez que o VAR age contra uma equipe do Nordeste. Assim fica difícil. Você se entrega, tenta retribuir o que o torcedor faz pelo clube. Fica difícil. Não tem nem o que falar -, disse o goleiro ao canal “Premiere“.

FOTO: REPRODUÇÃO

E as declarações contra mais uma vitória do Fla não param por aí. O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, também fez duras críticas à arbitragem e afirmou que a equipe foi roubada na Arena Castelão.

– Vemos o time sendo roubado. O primeiro gol do Flamengo mal foi escanteio, mas você percebe o árbitro conduzindo o jogo. Marca algo que não é, e vai levando. Pênalti duvidoso, mas o VAR chamou. Se fosse ao contrário, talvez não desse. O segundo gol deles com duas bolas em campo, e a bola no lance, e quem jogou foi a torcida do Flamengo. Isso vai tirando o brilho do futebol, e o encanto. O torcedor que veio hoje foi lesado, peço desculpas a minha torcida. No vestiário, jogadores revoltados -, afirmou o mandatário.

Por: Coluna do Fla

Após polêmica contra Athletico, Fortaleza x Flamengo terá árbitro que errou com VAR

A vitória do Flamengo sobre o Athletico, pela 25ª rodada do Brasileirão, foi histórica – e polêmica. O Mais Querido quebrou tabu de 45 anos sem vencer o Furacão em Curitiba pelo Campeonato Brasileiro e alcançou sua primeira vitória na Arena da Baixada na história do Brasileirão, mas teve que enfrentar dois adversários: o Athletico e a péssima arbitragem. Depois de uma atuação com muitos erros por parte do juiz Bráulio da Silva Machado, o Fla tem pela frente outro árbitro com histórico de polêmica com o VAR.

A partida entre Fortaleza e Flamengo, pela 26ª rodada, será arbitrada por Paulo Roberto Alves Júnior. Ele já comandou um jogo do Flamengo neste Brasileirão – a derrota para o Atlético-MG, na quinta rodada. Em 2018, foi responsável por três jogos do Mais Querido: as vitórias sobre Santos e Corinthians, no Maracanã e na Arena Corinthians (1×0 e 0x3, respectivamente), e a derrota por 1 a 0 para o São Paulo no Rio de Janeiro. Nestes jogos, não se envolveu em polêmicas.

Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação

O problema foi quando Alves Júnior foi o juiz de Botafogo x Palmeiras, pela sexta rodada do Brasileirão 2019. Na ocasião, cometeu erro crasso de utilização do VAR. O árbitro não assinalou infração após Gabriel derrubar Deyverson dentro da área alvinegra. Pouco depois, com a bola já rolando, chamou o árbitro de vídeo, voltou atrás e apontou pênalti para o Alviverde Paulista. A regra afirma que, após reiniciada a partida, é proibida a utilização do VAR. Por causa desta confusão, o clube carioca tentou impugnar a partida – sem sucesso – e Alves Júnior foi para a “geladeira” da CBF, ficando sem atuar como juiz de campo entre a 10ª e a 17ª rodadas.

Membro da federação paranaense de futebol, Alves Júnior quebrará o “duopólio” das federações paulista e catarinense, que tiveram árbitros em oito dos últimos nove jogos do Flamengo. Ele será auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta, ambos também da federação paranaense. Luiz César de Oliveira Magalhães (CBF-CE) será o quarto árbitro e Francisco de Assis Almeida Filho (CBF-CE) o analista de campo.

O VAR estará sob comando de Wagner Reway, que tem licença FIFA e trabalha pela federação paraibana. José Mendonça da Silva Junior (CBF-PR) e Fabricio Porfirio de Moura (CBF-SP) serão os assistentes de árbitro de vídeo. O observador de VAR será Ednilson Corona (CBF-SP).

Por: Coluna do Fla

Áudio do VAR é divulgado e expõe contradições em Athletico x Flamengo: “É muito pênalti”

O Flamengo atingiu feito histórico no último domingo (13). Sob a batuta do Mister Jorge Jesus, o Mais Querido voltou a vencer o Athletico em Curitiba pelo Campeonato Brasileiro – quebrando uma marca que já durava 45 anos. Foi a primeira vitória do Fla na Arena da Baixada na história do Brasileirão e a liderança está mais garantida do que nunca, mas o apito final não veio sem polêmica.

A arbitragem de Bráulio da Silva Machado foi muito criticada por torcedores, jogadores, jornalistas e dirigentes. Nesta segunda-feira (14), o SporTV divulgou áudios das conversas entre a equipe de arbitragem da partida. O tema é um pênalti em Lucas Silva, que foi marcado mas cancelado em seguida por Machado.

Nas gravações, não é possível saber quem está falando cada frase, mas se sabe que a conversa é entre os árbitros do VAR e o juiz de campo. É possível ouvir um dos envolvidos cravando: “É muito pênalti”.

A equipe de VAR, composta por Rodrigo Guarizo do Amaral, Marcio Henrique de Gois e Alex Ang Ribeiro – todos da federação paulista -, debate o lance. Uma voz pede melhor visão sobre o lance, enquanto outro envolvido crava que foi pênalti claro. No fim, uma terceira voz questiona os dois e encerra a discussão contrariando a decisão do árbitro de campo.

“- Mais devagar, mais devagar. Vou parar na hora que ele pisa no pé.

– Vou parar na hora que ele pisa no pé.

– Mostra a outra que tem o pé. Você consegue mostrar? Isso, olha, na esquerda ele pisa no pé.

– Tem mais de trás?

– Mais de trás é mais que pênalti. Essa daqui é pênalti, olha.

– Deixa eu ver de novo…

– Parece, cara… parece pênalti.

– Ele não muda nem o movimento da perna dele. Se tocasse, a perna dele viria para trás. Como a gente vai dar um negócio desses?”

No lance, Lucas Silva driblou Léo Pereira e acabou derrubado dentro da área. Bráulio da Silva Machado assinalou a infração, mas acabou consultando o VAR e, em decisão considerada injustificável por diferentes comentaristas de arbitragem, anulou a penalidade.

A polêmica não parou por aí. Cartões amarelos para Jorge Jesus e Bruno Henrique foram questionados. Na súmula, Machado justificou as advertências com supostos xingamentos, mas não descreveu o que ouviu.

Na coletiva de imprensa após o apito final, Jorge Jesus foi duro nas críticas ao juiz e afirmou que ele deveria se afastar do futebol e tirar férias. Após o jogo, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, também veio a público falar da atuação do árbitro. O dirigente aproveitou para atacar também cartolas de clubes paulistas que falaram que o Rubro-Negro seria beneficiado pelas atuações do VAR no campeonato.

Por: Coluna do Fla

Comentarista detona VAR de jogo do Flamengo: “Se fosse aqui, teria no mínimo quatro jogos de suspensão”

O Flamengo venceu o Athletico Paranaense na tarde do último domingo (13), com um incontestável 2 a 0, na Arena da Baixada. Apesar do triunfo, a equipe carioca saiu de campo indignada com a arbitragem, que foi comandada por Braulio Machado e teve Rodrigo Guarizo no VAR. A repercussão dos erros da dupla foi tão grande, que chegou à Itália. Andersinho Marques, comentarista do portal Sport Mediaset, detonou os responsáveis pelo apito.

Em publicação realizada através do Twitter, o jornalista contestou o nível apresentado no jogo entre Flamengo e Athletico e cobrou o chefe de arbitragem do futebol nacional, Leonardo Gaciba: “Se fosse aqui na Itália, o árbitro e o Var do jogo #CAPxFLA ficaria no mínimo 4 jogos suspensos. Será que o chefe da arbitragem brasileira vai ter coragem de suspender?”.

O Flamengo, ainda no domingo, também se pronunciou sobre o assunto. Em nota divulgada pelo departamento de comunicação, o clube se disse preocupado com a isonomia da arbitragem, levando em conta a distância de tempo entre as cobranças de equipes paulistas e os erros que prejudicaram o Rubro-Negro.

Por: Coluna do Fla

Árbitro de Athletico x Flamengo será assistente do VAR em Fla x Grêmio, pela Libertadores

O Flamengo encarou o Athletico Paranaense na tarde deste domingo (13) e quebrou um tabu histórico: após 45 anos, o Mais Querido bateu a equipe curitibana no Paraná. O placar de 1 a 0 na Arena da Baixada encheu rubro-negros de felicidade. No entanto, a arbitragem de Braulio Machado irritou o Fla. O juiz, aliás, estará como assistente do VAR na semifinal da Libertadores, na qual o Flamengo enfrenta o Grêmio.

Dentre os lances de maior reclamação, está o pênalti mal anulado ainda no primeiro tempo. O placar marcava 0 a 0, quando Lucas Silva driblou Léo Pereira e foi derrubado na área. Inicialmente, Braulio assinalou a penalidade. Contudo, após interferência de Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, árbitro da Federação Paulista que estava no comando do VAR, Braulio anulou o pênalti.

FOTO: CÉSAR GRECO/PALMEIRAS

Na semifinal decisiva entre Flamengo e Grêmio, o árbitro principal será o argentino Patricio Loustau. O VAR será o brasileiro Raphael Claus, com Braulio Machado como assistente. No jogo de ida, na Arena do Grêmio, o placar terminou empatado por 1 a 1. No dia 23, o Fla tenta fazer valer o fator casa e chegar à grande final da Libertadores.

Por: Coluna do Fla

Jesus pede punição para VAR de Athletico x Flamengo e ironiza: “Vá para casa, tire férias”

O Flamengo visitou o Athletico Paranaense na Arena da Baixada e conseguiu um histórico triunfo, pelo placar de 2 a 0. Apesar da vitória, os rubro-negros cariocas saíram de campo irritados com a arbitragem. O técnico Jorge Jesus serviu como porta-voz do Fla para contestar os erros. Na coletiva pós-jogo, o treinador apontou o VAR, comandado por Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, como principal responsável pelos erros.

– Quem toma essas decisões tem que ser penalizado. Não pode tomar uma decisão e nem estar no campo para fazer outras asneiras. Não tem capacidade. Nem sei quem foi, mas não pode andar no VAR. Vá para casa, tire férias. E para não prejudicar o árbitro, que teve decisão certa, mas foi influenciado pelo VAR. Não pode passar impune. Quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentes que tem, não tem capacidade. É como todas as profissões, são para os melhores -, declarou o Mister.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Vale lembrar que, quando a partida ainda estava empatada em 0 a 0, o árbitro Braulio Machado, que estava em campo, marcou pênalti de Léo Pereira em cima de Lucas Silva. A marcação, a princípio, parecia incontestável. Mas o Rodrigo Guarizo, no VAR, não enxergou a clara infração e convenceu o juiz principal a anular o pênalti. Jorge Jesus elogiou o sistema implantado, mas pediu melhoras na hora de colocar em prática.

– Sempre fui a favor do VAR, sempre. Acho que vem para ajudar o futebol. O protocolo é que tem que ser melhorado. Este ano não porque os campeonatos no mundo todo estão em andamento. Mas a Uefa, a Fifa, tem que ver a responsabilidade. Na minha opinião, fazer reuniões e convocar treinadores para dar opinião sobre protocolo. Está muito confuso. Hoje VAR está apitando, então manda o árbitro para casa, não precisa dele. O VAR não é para isso, é para melhorar as decisões do árbitro, não para decidir. Mas tem muito VAR que confunde e prejudica o árbitro.

Mesmo com a arbitragem prejudicial, o Mais Querido conquistou mais três pontos e seguiu com a vantagem de oito sobre o Palmeiras, atual vice-líder. O próximo compromisso do Fla será às 20h da quarta-feira (16), no Castelão, contra o Fortaleza.

Por: Coluna do Fla

Flamengo não teve nenhum pênalti marcado a seu favor com auxílio do VAR

A questão do funcionamento do VAR e a forma como ele é utilizado nos campeonatos gera inúmeras discussões e o nome do Flamengo está sempre no meio. Os números  mostram que, com o auxílio do VAR, o Mais Querido teve quatro pênaltis marcados contra e nem um a favor, no Brasileirão.

Segundo o ranking dos 10 times que tiveram mais inteferências do árbitro de vídeo no Brasileirão, o Flamengo aparece na sétima posição. Para o Rubro-Negro, foram seis análises favoráveis e cinco contrárias. O Vasco, que lidera o ranking, teve 12 interferências a favor e cinco contra.

A maioria das reclamações que envolvem o Rubro-Negro são de clubes que não jogaram contra ele na rodada. Por exemplo: o Presidente do Palmeiras, depois da partida contra o Internacional, insinuou que o árbitro de vídeo favorece o Flamengo porque “não atua nas partidas”. O que não é verdade, se avaliarmos os últimos jogos disputados pelo Mais Querido.

Na partida do último domingo (06), contra a Chapecoense, pelo Brasileirão, o árbitro de vídeo entrou em ação no lance de gol do Bruno Henrique. No entanto, o juiz avaliou as imagens e validou o gol do atacante.

Outro exemplo é o impedimento de Gabigol no jogo contra o Grêmio, pela Libertadores. As imagens divulgadas pela Conmebol são inconclusivas e deixaram muitas dúvidas a cerca da decisão de anular o gol do camisa 9.

O Mais Querido é o líder isolado do Campeonato Brasileiro com 52 pontos e vem fazendo uma ótima campanha ao comando de Jorge Jesus. O bom futebol apresentado pelo Flamengo e os resultados que estão sendo conquistados a cada partida, parecem incomodar os adversários, que ‘rebatem’ utilizando o VAR como argumento. Os dados das atuações do árbitro de vídeo, que comprovam o contrário, são públicos, e podem ser avaliados a qualquer momento.

O Rubro-Negro entra em campo novamente na próxima quinta-feira (10), contra o Atlético-MG, em partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão. O duelo será no Maracanã, às 20h (de Brasília).

* Os dados utilizados foram exibidos pela Fox Sports

Por: Coluna do Fla

Federação Catarinense solta nota de repúdio ao uso do VAR após jogos contra Flamengo e CSA

Chapecoense e Avaí vivem momentos semelhantes e difíceis no Campeonato Brasileiro. Últimas colocadas na tabela, todo ponto é importante na fuga contra o rebaixamento. Coincidentemente, ambas as equipes sofreram revés, com auxílio do VAR, nesta 23ª rodada. Os casos não foram isolados e, por isso, nesta segunda-feira (07), a Federação Catarinense de Futebol soltou uma nota de repúdio ao uso considerado equivocado do árbitro de vídeo no Brasileirão 2019.

– O futebol catarinense sofreu duas fortes agressões no último domingo quando decisões equivocadas na análise da tecnologia aplicada na arbitragem (VAR), prejudicaram de forma grosseira seus dois representantes na Série A do Campeonato Brasileiro, Associação Chapecoense de Futebol e Avaí Futebol Clube – protestou.

Já no duelo entre CSA e Avaí, a reclamação da equipe catarinense é por um pênalti assinalado em Ricardo Bueno, em disputa com Léo.

FOTO: REPRODUÇÃO

Confira a nota na íntegra

“O futebol catarinense sofreu duas fortes agressões no último domingo quando decisões equivocadas na análise da tecnologia aplicada na arbitragem (VAR), prejudicaram de forma grosseira seus dois representantes na Série A do Campeonato Brasileiro, Associação Chapecoense de Futebol e Avaí Futebol Clube

Defensora do uso da referida tecnologia, que surgiu para auxiliar a arbitragem e transformar o jogo mais justo e dentro das regras, a FCF não pactua com o seu uso para servir de pressão e escudo à fuga de responsabilidade das autoridades de dentro do campo. Se a regra do jogo permite interpretação, é injusto e absurdo que a decisão final esteja alocada a quem está longe do clima da partida imaginando ações e decidindo por pseudos movimentos, nem sempre concretizados em infrações.

Assim, a Federação Catarinense de Futebol abraça as inconformidades manifestadas por seus filiados, repudia a forma como foram causados os imensuráveis prejuízos ao futebol catarinense e apela no sentido de que o uso da tecnologia e a arbitragem, sejam ferramentas para estabelecer a justiça em todos os jogos”.

Por: Coluna do Fla

Técnico da Chapecoense critica uso do VAR em gol do Flamengo

Flamengo e Chapecoense viveram um duelo de extremos nesta 23ª rodada. De um lado, o líder isolado do Campeonato Brasileiro. Do outro, o lanterna com 15 pontos. O único gol da partida saiu da cabeça de Bruno Henrique e gerou polêmica – o VAR, porém, não localizou impedimento no lance. A decisão do arbitro de vídeo incomodou Marquinhos Santos, técnico da equipe catarinense.

– O VAR ainda é complicado. Quem controla hoje não é mais o árbitro de campo. Não temos a conversação da salinha. Pela foto que vi me pareceu impedido. O VAR veio para agregar, mas tem que ser revisto. A aplicação está errada. Na Inglaterra foram dois anos até implantar. Aqui (no Brasil) ainda etá aberto a interpretações. Serve para uns, mas não serve para outros. Tinha que ser como no vôlei ou tênis, que o treinador ou capitão possa pedir a revisão. Desafio mesmo -, apontou.

O lance do gol foi analisado pelo árbitro de vídeo, porém sem a checagem do juiz de campo. De acordo com a decisão, o zagueiro Douglas, da Chapecoense, deu condições para Bruno Henrique concluir o cruzamento de Vitinho. Apesar do placar mínimo, o Flamengo foi intenso e dominador, principalmente durante os 45 minutos iniciais.

FOTO: MÁRCIO CUNHA/CHAPECOENSE

Marquinhos Santos segue em busca de sua primeira vitória no comando da Chape. O treinador mostrou irritação com a postura do time ao ignorar seus comandos.

– Não executamos o que treinamos. Colocamos o Kayzer e o Régis para a linha defensiva do Flamengo correr para trás. E não fizemos isso. Foi apenas uma vez no primeiro tempo. Essa era minha estratégia. Fiquei irritado, pois não foi colocado em prática isso. No intervalo eu fiz a troca, e o time voltou a crescer, ter volume de jogo. Tivemos muitas dificuldades na saída de bola -, analisou.

A vitória sobre o lanterna deu ao Flamengo um recorde histórico: são 52 pontos em 23 rodadas, o maior número da era dos pontos corridos (desde 2003). O ataque com mais de 100 gols na temporada, retorna aos gramados para receber o Atlético-MG no Maracanã, Rio de Janeiro.

Por: Coluna do Fla
  • 1
  • 2

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod